ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Freemartin: o importante é o diagnóstico precoce

POR RAFAELA CARARETO POLYCARPO

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/09/2007

2 MIN DE LEITURA

18
1

Atualizado em 11/06/2021

O que é Freemartin?

O Freemartismo ou Freemartin é caracterizado pela infertilidade de uma vaca leiteira que foi fruto de gestação gemelar divida com macho e é uma das formas mais severas de anormalidade sexual entre bovinos. 

Muitos pecuaristas criam normalmente as fêmeas nascidas da gestação de gêmeos de sexos diferentes, justamente por não saber que a maioria das fêmeas nascidas nestes casos será estéril (cerca de 90%). Este texto tenta explicar de maneira simples o motivo da não fertilidade nestes casos de gestação de gêmeos.



Como ocorre o Freemartinismo em bovinos?

Durante a gestação de gêmeos, a membrana placental é compartilhada entre os fetos, havendo com isso um elo entre os fetos e a placenta.
 

freemartin vaca bovino
Imagem adaptada de: https://www.uoguelph.ca/~rfoster/repropath/flfgpics.htm

A ligação da membrana placental ocorre no quadragésimo dia de gravidez, e depois disso, os fluídos dos dois fetos são misturados. Isto causa troca de sangue e antígenos que levam características que teriam que ser diferentes para os machos e para as fêmeas.

Quando estes antígenos misturam, eles afetam um ao outro e de certo modo um feto poderá desenvolver características do outro sexo.

O gêmeo masculino neste caso só é afetado por fertilidade reduzida, porém, em cerca de 90% dos casos o gêmeo feminino é completamente estéril. Fato que se explica devido à transferência de hormônios ou uma transferência de células. Os órgãos genitais das fêmeas são severamente afetados, sendo subdesenvolvidos e às vezes contém alguns elementos masculinos.

Um freemartin é geneticamente feminino, mas possui muitas características de um macho. Os ovários do freemartin não se desenvolvem corretamente, e eles permanecem muito pequenos. Os ovários não produzem os hormônios necessários para induzir os sinais de cio.

 

É possível evitar o Freemartinismo?

O Freemartinismo não pode ser prevenido; porém, pode ser diagnosticado de vários modos que variam desde exames simples das membranas da placenta até a avaliação de cromossomos. Em alguns casos, o gêmeo masculino pode ter sido abortado em uma fase inicial da gestação (antes do quadragésimo dia de gestação). Neste caso, não haverá nenhum sintoma de freemartinismo.

O diagnóstico precoce de fêmeas estéreis torna-se extremamente importante para os pecuaristas, pois com isso poderá economizar em alimento, mão de obra e maximização do espaço físico da propriedade.

A porcentagem de nascimentos de gêmeos de sexos diferentes em bovinos é em torno de 0,5% ou 1 em cada 200 nascimentos. Vale ressaltar que a infertilidade devido à gestação de gêmeos só ocorrerá quando os sexos forem diferentes, ou seja, quando gêmeo de duas fêmeas ou dois machos ao haverá problemas de fertilidade.

Referência: Robert A. Foster - Department of Pathobiology. Ontario Veterinary College - University of Guelph.

RAFAELA CARARETO POLYCARPO

Profa. Dra. Universidade de Brasília - UnB

18

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 08/04/2020

Muito bom!
FRANCISCO ROBSON FABRÍCIO DO NASCIMENTO

PAUS DOS FERROS - RIO GRANDE DO NORTE - ESTUDANTE

EM 21/07/2015

Existe algum método físico de detecção da possível infertilidade nesses casos ou algum medicamento que poderia ser utilizado?
JEFERSON DIEGO FARKAS

GUARANI DAS MISSÕES - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/06/2014

na nossa propriedade nasceu gemeos...macho e femea...mas primeiro nasceu o bezero macho e depois a femea veio depois numa outra placenta...qual é a possibilidade dessa femea ser fertil?
FRANCISCO MASTRANGELO MARQUES PEREIRA

UBERABA - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 11/05/2012

Bom dia Dra. Gostaria de saber se na sexagem (Aproximadamente 60 dias) eu matar o macho na palpação a fêmea ja estará prejudicada?
CECILIA SILVEIRA

FRANCA - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 24/06/2011

Boa noite,


Conheci um proprietário em que sua vaca pariu gêmeos (macho e fêmea) e ele queria saber se vale a pena insistir na fêmea para ver se ela será estéril ou não.


No meu conceito o ideal é realizar o descarte, principalmente se tratando da produção de leite, mas o proprietário disse que bezerra é de um valor zootécnico bom.


Obrigada.
RAFAELA CARARETO POLYCARPO

PLANALTINA - DISTRITO FEDERAL - PESQUISA/ENSINO

EM 13/06/2011

Prezado José Pedro Franqueira Junqueira,


Casais nacidos de FIV podem sim apresentar os mesmos problemas.


JOSÉ PEDRO FRANQUEIRA JUNQUEIRA

SÃO LOURENÇO - MINAS GERAIS

EM 07/06/2011

Casais nascidos de FIV apresentam os mesmos problemas?
ABDÊNEGO PHILLIP DA C. SILVA

IMPERATRIZ - MARANHÃO - ESTUDANTE

EM 27/05/2011

Olá Kassia. A resposta que você precisa é bem simples, o que acontece é o seguinte, o produtor de gado leiteiro precisa de vacas férteis capazes de se reproduzirem e entrar em lactação.
KÁSSIA COSTA

IMPERATRIZ - MARANHÃO - ESTUDANTE

EM 17/11/2010

Não conhecia ainda sobre este assunto, mas agora estou estudando em minha universidade (UEMA) e preciso fazer um trabalho sobre isso!

gostei do material gostaria de ter mais informações, se possível, sobre o assunto:

como por exemplo: porque é um prejuiso comprar um animal produtor de leite se ele for um "Freemartin"?

não sei responder essa pergunta que meu professor fez...

obrigada!
PAULO VICTOR S. MACHADO

PERDIZES - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 09/05/2009

Prezada Rafaela Carareto. Parabens pelo conteudo do artigo. Realmente, muito instrutivo
RAFAELA CARARETO POLYCARPO

PLANALTINA - DISTRITO FEDERAL - PESQUISA/ENSINO

EM 11/11/2008

Prezada Raquel Gomes Spindola,
Pode ser que você encontre mais alguma coisa sobre este assunto no livro de CUNNINGHAN, J. G.
Chama-se: Tratado de fisiologia veterinária. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2004. 528p.
RAQUEL GOMES DE SPINDOLA

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - ESTUDANTE

EM 28/10/2008

Gostaria de saber mais a respeito de alterações cromossômicas em free martin, sou estudante de medicina veterinária e preciso fazer um trabalho de citogenética a respeito do assunto. Obrigada!
RAFAELA CARARETO POLYCARPO

PLANALTINA - DISTRITO FEDERAL - PESQUISA/ENSINO

EM 21/10/2008

Prezado Vinicius Monge Samogim,
O fato de uma vaca já ter parido um free martin não é motivo de exclusão, ou seja, ela poderá ter outros casos de gêmeos free-martin.
VINICIUS MONGE SAMOGIM

PACAEMBU - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 18/10/2008

Gostaria de saber se ocorreu free-martin ja uma vez em uma vaca, poderá ocorrer novamente?
RONALDO MENDONÇA DOS SANTOS

UBERABA - MINAS GERAIS

EM 16/05/2008

Qual alteração cromossômica do Freemartin?

Atenciosamente,
Ronaldo.
RAFAELA CARARETO POLYCARPO

PLANALTINA - DISTRITO FEDERAL - PESQUISA/ENSINO

EM 22/02/2008

Caro José Daniel Cazale,

Até onde eu conheço, é típico de bovinos.
JOSÉ DANIEL CAZALE

CAMBORIÚ - SANTA CATARINA - PESQUISA/ENSINO

EM 20/02/2008

Gostaria de saber se existem casos de Freemartin em outras espécies.
MARIA SOARES GONZAGA

MARTINHO CAMPOS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/09/2007

Gostaria de saber como fazer o diagnóstico, pois ocorreu em nossa propriedade a uns 30 dias.

<b>Resposta da autora:</b>

Maria Soares,

Como comentado no artigo, a probabilidade da fêmea ser estéril é alta, cerca de 90%, logo as chances de não poder contar este animal na propriedade para fins reprodutivos é alta, já o macho pode ser normal. Neste caso, para os machos, pode-se aguardar a puberdade e analisar o sêmen (andrológio) e outras características como libido sexual.

As fêmeas, em casos mais específicos podem ser avaliadas utilizando a comparação de cromossomos e exames de placenta, porém isso está fora da realidade da maioria do produtores. Caso o produtor queira arriscar as fêmeas mesmo sabendo das possibilidades de infertilidade, uma das possibilidades seria a análise do aparelho reprodutivo principalmente na região da vagina ( o clitóris é super desenvolvido) . O anestro, ou seja, a inexistência de cio, também será indícios de que se trata de fêmea com problemas reprodutivos.

Rafaela
MilkPoint AgriPoint