ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Escore de fezes de vacas leiteiras

POR RAFAELA CARARETO POLYCARPO

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/02/2012

2 MIN DE LEITURA

11
3

Atualizado em 29/12/2020

Através do escore de fezes pode-se avaliar o quanto do alimento está sendo digerido, se a dieta está bem equilibrada em termos de fibra, proteína, gordura e carboidrato e ainda podemos perceber se a ingestão de água está sendo adequada ou não.

 

Escore de fezes

A seguir são apresentadas fotos de 5 escores de fezes bem como as possíveis causas de cada situação.



Escore 1

Fezes com consistência muito líquida, na prática alguns produtores chamam de consistência de "sopa de ervilha". No momento em que o animal está defecando forma-se nitidamente em sua garupa um "arco" com as fezes. Dietas com excesso de proteína, amido e mineral ou falta de fibra podem causar este tipo de fezes. De modo geral, fezes se animais com diarreia se enquadram neste escore.



Escore 2



As fezes neste caso ainda são mais líquidas que o indicado, elas podem escorrer e espalhar ao caírem no chão. Depois de caída no piso, o conteúdo de fezes dificilmente formará uma "pilha" com mais de 2,5 cm de altura. Animais em pastagens novas poderão apresentar este escore. Dietas com baixo teor de fibra ou com pouca fibra efetiva também podem ocasionar este tipo de fezes.



Escore 3

Este é o escore ideal para vacas leiteiras. As fezes possuem consistência de mingau. Ao cair no chão podem as fezes podem fazer "pilhas" de 4 a 5 cm de altura. Podem apresentar inúmeros círculos concêntricos com uma leve depressão no meio e diferentemente dos escores anteriores, respingos deste tipo de fezes irão ficar aderidos em superfícies como paredes, portões e até mesmo na ponta da sua bota.



Escore 4


Neste escore, as fezes já apresentam consistência mais sólida e espessa. As "pilhas" de fezes depositadas no chão alcançam mais de 5 cm de altura. Novilhas e vacas secas geralmente apresentam este tipo de fezes, o que indica que recebem dietas com forragem de menor qualidade e/ou falta de proteína. Melhora na qualidade das forragens, aumento na quantidade de grãos ou proteína podem reduzir este escore.


Escore 5


Estas fezes já são muito secas, neste caso são nitidamente formados bolos fecais secos. Animais que apresentam este tipo de fezes podem estar recebendo dietas com baixíssima qualidade de fibra como, por exemplo, palhadas ou alimentos desidratados e falta de ingestão de água. Animais com algum tipo de bloqueio digestivo também poderão apresentar fezes neste escore.

Fonte: D. Zaaijer, WDJKremer, JPTM Noordhuizen (2001), em J. Hulsen, Sinais de vaca. Citado em http://www.milkproduction.com/Library/Scientific-articles/Housing/Cow-comfort-12/

RAFAELA CARARETO POLYCARPO

Profa. Dra. Universidade de Brasília - UnB

11

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOSE ADILSON ALVES DA SILVA

CRATEÚS - CEARÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 09/11/2015

Aqui no Nordeste usamos a palma forrageira na composição do volumoso para vacas leiteiras, consequentemente observo fezes em forma de diarreia. Aguem saberia informar qual a proporção ideal entre palma e silagem de sorgo?  
NATHÁLIA DE FARIA RODRIGUES

GOIÂNIA - GOIÁS - ZOOTECNISTA

EM 31/08/2014

Parabéns pelo artigo. Muito esclarecedor. Acredito que ao saber sobre o que as fezes dos animais têm a dizer sobre sua alimentação, é possível que profissionais, técnicos e produtores tenham a chance corrigir possíveis falhas no manejo alimentar, evitando que estas falhas somente sejam percebidas quando a produção viesse a decair, além de ser uma ferramenta simples e econômica.
GUSTAVO SALVATI

PIRACICABA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/10/2012

Olhar as fezes é essencial para o nutricionista, como complemento ao artigo gostaria de comentar que a presença de grãos inteiros nas fezes é um parâmetro interessante que podemos visualizar. Isso nos demonstra que a silagem de milho, por exemplo, não está adequada (os grãos não foram feridos no processo de colheita da lavoura) ajustes na dieta deverão ser feitos e na próxima colheita da cultura a ser ensilada uma atenção será dada em tamanho de partícula (afiação de facas, contra-faca, ajuste da distância  faca e contra-faca, quebrador de grãos, etc).



Att,



WILLIAN SANTOS CUNHA

OURO VERDE - SÃO PAULO - ZOOTECNISTA

EM 30/09/2012

Muito bom Parabens pela iniciativa!
ARIANA DE MIRANDA BARROS

REDENÇÃO - PARÁ - ESTUDANTE

EM 07/04/2012

Muito interessante! Facil de se identificar e pratico . Sem falar que a alimentação e de grande importancia para um resultado final, visando uma solução rapida e eficaz . Parabens !!!!!
NIVALDO ALVES TEIXEIRA

DIVINÓPOLIS - MINAS GERAIS

EM 03/03/2012

...é um assunto de importância para todos os tecnicos e criadores e de fácil observação, mas que carece de mais informações; espero que a autora possa voltar a escrever mais sobre o assunto. Parabens.
FERNANDO MUNIZ DE LIMA

SANTA QUITÉRIA - CEARÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 02/03/2012

parabéns


Rafaela pelo assunto abordado, mim parece ser uma ferramento importante no manejo de vacas de leite.
ROGÉRIO OLIVEIRA CORREIA

ORIZONA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/03/2012

Um sistema fácil e funcional q tecnicos e pecuaristas tinham a obrigação de saber. Prático para posicionar quanto a dieta dos animais.
DAIANE KOSINSKI PAGLIA

ABELARDO LUZ - SANTA CATARINA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/02/2012

muito bom

EUGENIO GEHM JUNIOR

PASSO FUNDO - RIO GRANDE DO SUL

EM 23/02/2012

Interessantissimo,de facil entendimento.Parabens
LUIZ OTÁVIO MESSIAS DA SILVA

BANDEIRANTES - PARANÁ - MÉDICO VETERINÁRIO

EM 22/02/2012

Muito interessante!!!! Um forma fácil do produtor avaliar como está a dieta dos animais.
MilkPoint AgriPoint