FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Pesquisa de sangue em leite

POR MICHELE FANGMEIER

INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 04/01/2017

2 MIN DE LEITURA

5
0

Atualizado em 29/12/2020

A pesquisa de sangue em leite permite estabelecer uma relação com a saúde do animal, pois sendo o leite proveniente de úberes doentes, pode haver a presença de sangue no mesmo, indicando ordenha de animais com infecções.

Conforme legislação brasileira, entende-se por leite, sem outra especificação, o produto oriundo da ordenha completa e ininterrupta, em condições de higiene, de vacas sadias, bem alimentadas e descansadas. A legislação também menciona que a obtenção desta matéria-prima deve ocorrer em condições higiênico-sanitárias. Sendo assim, um leite que apresenta sangue não pode ser considerado leite, pois as vacas que o produziram não são sadias. O sangue pode aparecer no leite devido alguma infecção no animal ou até mesmo ferimentos ocasionados acidentalmente.

O leite é formado através de células do úbere que recebem nutrientes que, por sua vez, chegam pelo sangue. Sendo assim, o úbere da vaca é irrigado por sangue, e estas veias que o transportam podem ser rompidas, ocasionando a liberação de sangue juntamente com o leite durante a ordenha quando, por exemplo, um animal pisoteia o úbere do outro, ou então o úbere está muito grande e raspa nas pernas do animal.

Tronco (2008) descreve em seu livro uma metodologia fácil e rápida para detecção de sangue em leite, a qual pode ser implantada facilmente em qualquer laboratório de controle de qualidade de laticínios. Somente a visualização da amostra não é o suficiente, pois sofre influência da intensidade de luz do ambiente, bem como percepção do analista. Para esta análise utilizam-se vidrarias e equipamentos que já existem no laboratório e são utilizados em outras análises de rotina, como: pipeta ou pipetador automático de 10 mL, tubo de ensaio com tampa e centrífuga (pode-se utilizar a mesma da análise de gordura por Gerber).



Passo-a-passo da análise:

1. Pipetar com o auxílio de uma pipeta ou pipetador automático, 10 mL da amostra de leite para o tubo de ensaio com tampa;

2. Preparar um contra-peso para centrifugação (um tubo de ensaio contendo 10 mL de leite);

3. Posicionar os tubos com as amostras de forma paralela dentro da centrífuga, para que não ocorra trepidação;

4. Centrifugar os tubos de ensaio por 5 minutos à 1200 -1500 rpm;

5. Após centrifugação completa, remover o tubo de ensaio da centrífuga;

6. Observar sempre o fundo do tubo de ensaio: se existir depósito de sangue ao fundo (cor vermelha), significa resultado positivo, ou seja, presença de sangue na amostra de leite;

7. Em caso de ausência de coloração vermelha, o resultado é negativo para sangue.

Abaixo uma imagem de uma amostra de leite com resultado positivo para sangue:

presença de sangue no leite

Esta não é uma análise explicitamente exigida pela legislação e também não é muito praticada pelos controles de qualidade de laticínios, entretanto, como podemos ver, é uma análise simples e rápida, praticamente sem custo e sem necessidade de investimentos. Porém, auxilia significativamente na manutenção da qualidade do leite. Sugere-se implantar este teste na recepção do leite, analisando uma amostra por compartimento. Bem como, disponibilizar esta análise aos produtores, para que os mesmos possam encaminhar amostras caso tenham dúvidas.

Fonte: TRONCO, V.M. Manual para Inspeção da Qualidade do leite. Santa Maria: 3º Ed. p.129; UFSM, 2008.
 

MICHELE FANGMEIER

Técnica em Gestão Ambiental pelo Colégio Teutônia. Graduada em Química Industrial pela Univates. Mestranda CAPES em Biotecnologia na Produção Industrial de Alimentos. Atua como Supervisora de Laboratório de Controle de Qualidade de Laticínios.

5

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ELIMAR CAMILO

IMBÉ DE MINAS - MINAS GERAIS

EM 14/10/2019

vinha vaca deu cria e so sai sangue no lugar do leite
TABATA MAROSO GREGIO DIDONE

EM 11/07/2019

olá hoje quando iniciei a ordenha no momento de retirar os três jatos de leite manualmente para descarte em um dos tetos saíram coágulos de sangue e o leite com sangue está mesma vaca a alguns dias apresentou sintomas de tristeza e foi feita a medicação com a qual ela melhorou mas o leite praticamente secou mesmo dando pouco leite continuei a ordenhala mas hoje ocorreu este fato oque posso fazer é porque está assim ???
IRIS ISIS

EM 28/03/2019

Gostaria de saber se tem como curar minha vaca porque ela começou a dar leite roda não sei se tem sangue ou o que pode ser
MARILEIA SOUZA SANTOS

EM 31/12/2018

eu estou com esse problema na minha propriedade rural, fiz esse teste e deu sangue no leite e agora cocmo tratar, com que tipo de remedio?
GERALDA MOREIRA

EM 20/04/2018

A vaca não apresenta nenhuma alteração no ubere, porém no final da ordenha nota-se presença de sangue na coadeira.
Me apresenta uma solução por favor . Obrig
MilkPoint AgriPoint