Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Resultados falso-positivos em testes para detecção de resíduos de antibióticos

Por Marcos Veiga Santos
postado em 10/03/2005

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A presença de resíduos de antibióticos é uma constante preocupação de toda a cadeia de produção de alimentos, com particular destaque ao leite. Busca-se atualmente, o fornecimento de alimentos sem o risco da presença de resíduos, cujo conjunto de medidas para este objetivo deve ser iniciado na fazenda leiteira, respeitando-se o período de carência dos medicamentos utilizados, como por exemplo, no tratamento de casos de mastite.

Entre os diversos testes disponíveis no mercado para a detecção rápida de resíduos de antibióticos, o Delvotest baseia-se na inibição do crescimento de um microrganismo padrão (Bacillus stearothermophilus var. calidolactis). Alguns estudos científicos comprovaram que podem ocorrer resultados falso-positivos (resultado indicar positivo, quanto na verdade não há resíduos de antibióticos no leite) utilizando-se o Delvotest, principalmente em amostras individuais de leite e daquelas provenientes de vacas com mastite ou colostro. Como exemplo, um estudo apontou que cerca de 37,7% de amostras de leite de vacas apresentando mastite clínica obtiveram resultados falso-positivos. Deve-se esclarecer, entretanto, que em amostras de leite de tanque a ocorrência de falso-positivos é bastante baixa.

Entre as razões para a ocorrência de falso-positivos são apontados os altos níveis de inibidores naturais do leite de vacas com mastite e do colostro, cuja ação é inibir o crescimento de microrganismos e desta forma, interferem no desempenho do Delvotest e outros testes baseados em crescimento de microrganismos. São relacionados como inibidores naturais: a lactoferrina e lisozima. Além destes inibidores encontrados naturalmente no leite, o tempo de incubação das amostras do Delvotest influencia os resultados, sendo que tempos de incubação de 2,5 horas resultam em maior ocorrência de falso-positivos que em 3 horas.

Pode-se considerar que após o término do período de carência de um antibiótico o leite esteja apropriado para o consumo humano. No entanto, em algumas situações, os testes de detecção rápida podem indicar resultados positivos. Neste caso, é fundamental determinar se estes resultados positivos ocorrem pela real presença de resíduos de antibióticos ou se são falso-positivos.

Para responder a esta questão, foi desenvolvida uma pesquisa no Japão, onde foram estudados 73 casos de tratamento intramamário contra a mastite, nos quais foram utilizados principalmente os antibióticos do grupo dos beta-lactâmicos (penicilinas e cefalosporinas).

Após o tratamento e o término do período de carência, foram coletadas amostras de leite para detecção de resíduos de antibióticos com o uso do Delvotest e confirmação com o uso de outros dois testes. Após a realização do Delvotest, as amostras de leite cru foram aquecidas a 82ºC por 5 minutos, com o objetivo de eliminar a ação de substancias inibidoras presentes no leite.

No estudo em questão, das 73 amostras analisadas foram identificadas 24 que apresentaram resultados positivos para resíduos de antibióticos no leite cru. Após o tratamento térmico destas amostras positivas (82ºC por 5 minutos) apenas 3 delas permaneceram com resultados positivos, os quais foram confirmados como sendo devido a real presença de resíduo de antibiótico pelos outros dois testes utilizados.

Adicionalmente, a CCS do leite nos quartos curados após o tratamento foi reduzida, mas naqueles em que não houve a cura a CCS permaneceu elevada e contribui para a ocorrência de resultados falso-positivos, devido a presença de altos níveis de inibidores naturais.

Os resultados deste estudo indicam que o tratamento térmico de amostras de leite para inativar os inibidores naturais, antes da realização do Delvotest, é uma excelente estratégia para reduzir a ocorrência de falso-positivos. Pode-se adotar dois tipos de procedimentos: tratar termicamente conforme descrito (82ºC por 5 minutos) ou tratar termicamente apenas as amostras positivas, para maior confiança dos resultados obtidos.

Em termos práticos, a estratégias de submeter ao tratamento térmico todas as amostras a serem testadas traz a vantagem de ser mais rápida e com menor custo do uso de kits, enquanto que o procedimento de somente aquecer as amostras com resultados positivos no leite cru é mais demorada cara, pois aumenta o gasto com o teste.

Fonte: Journal of Dairy Science, 88:908-913, 2005, adaptado por Equipe MilkPoint

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Mariana Galvão Botelho

Belo Horizonte - Minas Gerais - Estudante
postado em 20/11/2006

Boa tarde Marcos,
Eu gostaria de perguntar se você sabe como as antibióticos atuam ou interferem nas enzimas presentes no leite. Pois eu fiz um trabalho na faculdade e era sobre resíduos de antibioticos no leite. E neste trabalho foi percebido algumas alterações na produção de iogurte e queijo, quando adicionados antibióticos nos leites utilizados.
Obrigado pela atenção
Mariana

Resposta do autor:

Mariana,

Obrigado pela sua mensagem. Sem dúvida que a presença de resíduos de antibióticos pode interferir na produção de derivados lácteos fermentados, pois os antibióticos inibem o crescimento das culturas lácteas. Com relação a sua ação nas enzimas do leite, eu não teria nenhuma informação especifica sobre isso.

Atenciosamente, Marcos Veiga

Marcio de Castro menezes

Uberaba - Minas Gerais - Pesquisa/ensino
postado em 28/05/2007

Caro Marcos

Sou veterinário responsável por um laboratório e gostaria de saber quais testes eu poderia realizar para detectar resíduos de antibióticos no leite além do Delvotest. Quais estão disponíveis aqui no Brasil?

Atenciosamente
Marcio Menezes

Resposta do autor:

Prezado Márcio,

Além do Delvotest, os demais kits mais utilizados são o Snap betalactâmico da Idexx (vendo no Brasil pela Madasa) e o Charm test. Nâo tenho experiência com o Charm, somente com o Delvo e com o Snap.

Atenciosamente,

Marcos Veiga dos Santos




Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade