ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Governo zera imposto de importação de queijos e outros 5 alimentos para conter inflação

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 22/03/2022

2 MIN DE LEITURA

9
3

O governo anunciou nesta segunda-feira (21) que zerou o imposto de importação do etanol e de seis produtos da cesta básica para tentar conter a inflação, entre eles os queijos. O impacto para os cofres públicos é calculado em R$ 1 bilhão por ano. 

Além do queijo, a medida alcança café, margarina, macarrão, açúcar e óleo de soja e vale até o fim do ano. Segundo o Ministério da Economia, são itens que registram crescimento de preços acima da média nos últimos 12 meses.

A inflação é uma das principais preocupações do presidente Jair Bolsonaro (PL), que deve tentar reeleição neste ano, e é sentida sobretudo no bolso do eleitorado mais pobre. Lucas Ferraz, secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, afirma que a aceleração da inflação tem sido gerada pelos efeitos da pandemia de Covid-19 e que o cenário pode se agravar com a guerra na Europa.

"Desde o ano passado, a inflação se tornou um problema de natureza mundial. Isso foi resultado da recuperação econômica mundial pós-Covid e dos persistentes gargalos de oferta. Esse cenário, que já era preocupante, se torna ainda mais preocupante com o advento recente da guerra entre Ucrânia e Rússia", afirmou.

Segundo ele, os cortes de impostos vão gerar um choque de oferta para o mercado brasileiro e contribuir para desacelerar a inflação. "É uma medida voltada à proteção da cesta de consumo da população mais pobre. [Mas] não é uma bala de prata, evidentemente", afirmou. As tarifas sendo reduzidas variam hoje de 9% a 28%, segundo o governo. A expectativa é que a medida diminua o impacto desses itens especialmente no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) – indicador de inflação voltado à baixa renda

"Zerar [as tarifas] até dezembro contribuiria para um arrefecimento da dinâmica inflacionária, porque daria um choque de oferta por meio da importação, afetando a dinâmica de preços", afirmou Ferraz. De acordo com o governo, as reduções sendo feitas agora afetam uma lista de produtos cuja alteração é liberada pelo Mercosul (Mercado Comum do Sul) pelo fato de eles serem considerados exceções.

As informações são da Folha de São Paulo, adaptadas pela Equipe MilkPoint. Em breve traremos um artigo completo da Equipe MilkPoint Mercado sobre os impactos que esta medida pode trazer ao mercado de lácteos. 

O assunto será discutido também no Fórum MilkPoint Mercado Online, que ocorrerá nos dias 5 e 6 de abril deste ano, e terá como tema: "O mercado de leite se recuperando: o que esperar diante das incertezas mundiais?". Ainda dá tempo de se inscrever e participar, clique aqui, veja o site com toda a programação do evento e adquira seu ingresso! 

9

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CRAIG BELL

JABORANDI - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

Tudo o queijo que entra no Brasil de Uruguay e Argentina não paga imposto de importação, e é de longe a maioria de volume. Pelo menos agora podemos ter queijos com mais variedade para consumidores a um preço mais acessível, que provavelmente estimularia o consumo de queijos em geral e certamente vai estimular a inovação. Acho bom essa medida, especialmente porque em geral nós queremos livre comercio para produtos de agricultura em outros países. Protecionismo não ajuda ninguém no longo prazo.
VIRLEI PAULO SCHNEIDER

SANTA HELENA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

Esse governo É UMA VERGONHA.
Não voto no PT mas esses ai não merecem a confiança dos produtores de leite
ROBERTO JANK JR.

DESCALVADO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

Medida sem cabimento, típica de lobby do varejo. Péssima decisão eleitoral desse governo, se quer manter o apoio do agro.
CRAIG BELL

JABORANDI - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

Mas tudo o queijo de Argentina e Uruguay ja pode entrar sem imposto de importação e esse é >80% de importação de queijo. Acho que na pratica nada muda, exceto agora podemos ter mais variedades e sabores para consumidores a experimentar, o que é bom para estimulo de consumo e inovação aqui no Brasil.
EM RESPOSTA A CRAIG BELL
ROBERTO JANK JR.

DESCALVADO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/03/2022

Craig, importante mencionar que o queijo foco dessa medida não são os queijos finos europeus e sim o bulk cheese americano. Interfere diretamente no queijo industrial, na oferta e nos preços dos produtores, se encontrar viabilidade na importação. O momento, com tanto desestímulo ao produtor, é o pior possivel para mudança das regras do jogo.
JOSÉ MARCOS DE LUCA

MANGUEIRINHA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

Com o custo que está para produzir o leite. Já estamos quebrando. Agora "a vaca vai pro brejo" de vez. E nós juntos.
HUGO CELSO COELHO

BRUMADINHO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

Porque não reduzem os impostos dos que são produzidos no BRASIL.
BRENO

UBERLÂNDIA - MINAS GERAIS

EM 22/03/2022

realmente votar nesse governo é acabar com o agro (obs: NÃO voto no PT), zerar importação de queijo enquanto nós produtores estamos com a conta zerada, quer mesmo matar o produtor de leite, para depois ter que importar leite de 5ª , por isso estou vendendo todas as minhas vacas, não tem como suportar essa politica do governo contra o produtores de leite. hoje na fazenda aquele pequeno produtor de queijo que faz menos de 10 queijos diários não tem como sobreviver da atividade, e ainda vem mais essa péssima noticia, nunca vi o governo fazer nada para ajudar a exportar, mas para importar faz de tudo. estamos em um beco sem saída.
CESAR SETTI

PIRAQUARA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/03/2022

É a mais pura verdade. Está muito difícil produzir leite e por consequência, queijos artesanalmente, no Brasil. Altos custos estão inviabilizando a cadeia produtiva do leite. Em pouco tempo teremos fila na padaria pra comprar leite, como aconteceu há tempos atrás. Muito triste..
MilkPoint AgriPoint