FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Coronavírus e o setor leiteiro pelo mundo

POR ISRAEL FLAMENBAUM

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 23/03/2020

0
8

Eu sou um cidadão israelense e estou em meu país nesses dias. Como um consultor internacional eu trabalho no setor leiteiro globalmente e mantenho contato com diversas pessoas por meio da consultoria. Nesse artigo, vou descrever a situação quanto ao Covid-19 em alguns países, baseado em conversas com amigos e clientes.

China: país onde provavelmente tudo começou. As fazendas estão fechadas há mais de 40 dias, para qualquer visita. Toda a equipe passa a maior parte do tempo na fazenda (isso inclui veterinários) e existem restrições de saída. A produção de leite continua normal, assim como o fornecimento para mercados.

Itália: tenho trabalhado constantemente na Itália nos últimos 5 anos. Como vocês sabem, o norte da Itália foi severamente afetado pelo vírus, causando a morte de um grande número de pessoas. Nas últimas duas semanas, a Itália está sob quarentena. Em relação ao setor leiteiro, as fazendas estão operando normalmente, com a equipe reduzida. Somente veterinários que trabalhem diretamente com o rebanho estão autorizados a visitar as fazendas, profissionais ligados a consultoria estão prestando assistência por internet ou telefone. A produção de leite continua estável apesar de uma redução no consumo, principalmente de queijos (75% do leite na Itália é destinado para queijo).

Turquia: está sob quarentena e com restrições de deslocamento. As fazendas operam normalmente, assim como o fornecimento ao mercado consumidor. As fazendas estão fechadas a qualquer visitante, exceto veterinários e colaboradores.

México: também em quarentena. As fazendas operam normalmente, as visitas de veterinários e serviços voltados à qualidade do leite e saúde animal estão mantidas. A produção de produtos lácteos e o fornecimento estão normais.

Rússia: as restrições na Rússia são mais brandas, o país ainda não está em quarentena total, mas escolas e universidades estão fechadas. As fazendas operam normalmente e não há nenhuma restrição a qualquer tipo de visita. 

Israel: o país está em quarentena, a movimentação de pessoas está restrita, exceto para compra de comida e medicamentos. Todas as escolas, cafés e restaurantes estão fechados. As fazendas de leite operam normalmente, mas só colaboradores e veterinários tem permissão para entrar. Os insumos necessários para as operações são enviados por transportadoras e deixados na entrada da fazenda. A associação de criadores de bovinos (ICBAO - Israel Cattle Breeders Association), e o Comitê de produtores de leite (IDB - Israel Dairy Board) estão em contato direto com os produtores (Israel é um país pequeno e tem aproximadamente 1000 fazendas de leite). Os colaboradores de ambas agências estão fazendo apenas visitas relacionadas a diagnósticos de saúde e qualidade do leite. Nenhuma reunião entre proprietários e técnicos está acontecendo presencialmente e o uso de mídias sociais tem sido intensivo para continuar a distribuir informação e ajudar os produtores.

Abaixo uma carta do IDB aos produtores: 

“Produtor, não é um momento fácil para nós e para todo o mundo. A indústria leiteira funciona com todo seu potencial respondendo à demanda por leite e derivados. Nós estamos no pico de produção, então grandes quantidades de leite chegam à indústria. Todas fazendas funcionam normalmente e todas indústrias recebem e beneficiam o leite normalmente. Infelizmente, a queda no turismo criou uma menor demanda por produtos lácteos. Parabéns a todos que estão saudáveis, uma recuperação rápida a todos os doentes e juntos derrotaremos o Corona.

Quanto à operação de emergência: 

Estamos tentando manter dentro da normalidade os serviços de laboratório e campo. No laboratório de saúde animal o pessoal foi reduzido ao mínimo necessário para desempenhar as atividades, seguindo as recomendações do ministério da saúde. O horário foi reduzido (8 às 12h), vendedores e visitantes não são permitidos. Os exames de tuberculose estão suspensos. O restante dos exames será realizado conforme a demanda, disponibilidade de pessoal e urgência. O transporte de amostras de leite e testes de qualidade continuam normalmente. Visitas de veterinários e consultores serão realizadas depois de analisar a necessidade. Todos veterinários e consultores estão disponíveis no celular. Em caso de qualquer problema urgente, entre em contato com o laboratório”.

De acordo com o exposto, entendo que a produção de leite continua normalmente. Vamos continuar seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e em breve tudo voltará ao normal.

ISRAEL FLAMENBAUM

Especialista no estudo do estresse térmico em vacas leiteiras, professor na Hebrew University of Jerusalém, tem ministrado cursos e treinamentos sobre o assunto em diversos países.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.