ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Nutrição e a saúde da vaca no pós-parto

POR RENATA DE OLIVEIRA SOUZA DIAS

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/05/2000

3 MIN DE LEITURA

0
0

Renata de Oliveira Souza Dias

Já está comprovada a grande associação entre a nutrição e o sistema imunológico do animal. O balanço energético negativo, que ocorre no início da lactação, contribui para a redução da atividade de defesa dos neutrófilos contra as infecções que podem ocorrer durante o parto e pós-parto (Gráfico 1). Os neutrófilos são células de defesa do organismo que atuam como a primeira "frente de batalha" contra seres invasores.

Outro fator que contribui para a imunossupressão da vaca são as mudanças hormonais que ocorrem no período do parto. O estrógeno, hormônio que aumenta drasticamente no final da gestação, atua como um supressor das células mediadoras da imunidade.

Quando uma vaca está sob estresse, o sistema imune "consome" uma maior quantidade de nutrientes para combater os seres invasores. A energia, em particular, deve ser a primeira preocupação de quem balanceia a dieta das vacas no puerpério pois representa o principal fator limitante. Além disso, quando uma vaca é afetada por uma doença, ocorre um maior gasto de proteína; o sistema imune apresenta o "turnover" de proteína mais rápido de todo o organismo. Quando estes fatores acontecem e o programa nutricional não está bem feito, o animal pode desencadear vários problemas de saúde e reduzir a produção leiteira. A falta de "combustível" pode diminuir a capacidade do sistema imunológico de produzir anticorpos, reduzir a velocidade de resposta a um insulto e atrapalhar a realização de funções básicas da imunidade (Gráfico 2). Além da proteína e da energia, a falta de vitaminas e minerais pode também contribuir para o mal funcionamento dos mecanismos de defesa no organismo.

Um exemplo da inter-relação da dieta e do sistema de defesa do organismo aconteceu numa fazenda na Pennsylvania (EUA). Certa vez, 8 vacas recém paridas contraíram pneumonia e todas as oitos morreram. Técnicos foram chamados para investigar o que havia acontecido (suspeitava-se de BRSV). Entretanto, foi descoberto que o problema tinha sua origem numa acidose ruminal advinda, por sua vez, de uma dieta de transição mal feita. A explicação deste fato é que nas vacas em acidose os microrganismos do rúmen produzem toxinas gram negativas, que podem interferir na função dos macrófagos, células brancas de defesa do organismo que procuram e digerem bactérias e vírus invasores. Neste caso, os macrófagos não tinham condições de proteger adequadamente o pulmão do animal e o vírus causador da pneumonia se alastrou. A correção da dieta de transição diminuiu a acidose dos animais no pós-parto e minimizou os problemas da propriedade.

Este exemplo serve para alertar que nem sempre os problemas de saúde numa vaca são resolvidos com uma adequada vacinação ou com o uso de antibióticos. Aliás, os problemas de saúde da vaca no período do pós-parto são muitas vezes relativos a problemas metabólicos. E, para resolvê-los, os esforços devem ser direcionados para o manejo e para a nutrição. Quando uma vaca apresenta uma boa condição corporal na secagem, um bom programa nutricional durante o período seco e durante a transição, ela terá grandes chances de passar pelo parto sem desenvolver problemas metabólicos e, também, de evitar os problemas secundários advindos destes distúrbios.

Por fim, deve ficar o alerta que os níveis nutricionais de energia, proteína, vitaminas e minerais na dieta, durante o período seco e de transição, podem ajudar a vaca leiteira a conseguir um melhor desempenho durante a lactação com redução dos problemas de saúde. Observe os gráficos abaixo que justificam por si só esta afirmação.

Gráfico 1

 

Gráfico 1



Gráfico 2. Capaciade das células brancas de identificar, capturar e fagocitar organismos invasores

 

Gráfico 2

 

********



fonte: Dairy Herd Management, abril 1999

RENATA DE OLIVEIRA SOUZA DIAS

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint