ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Nutracêuticos: uma alternativa aos antibióticos para bezerras?

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/02/2022

3 MIN DE LEITURA

0
0

Ouvimos muito sobre dar apoio a nossa própria saúde com substâncias como óleos essenciais e probióticos nos dias de hoje. Mas essas alternativas a produtos farmacêuticos tradicionais também têm efeitos benéficos em bezerras?

Talvez, de acordo com os pesquisadores veterinários da Texas Tech University, Michael Ballou e Emily Davis. Mas também, talvez não.

No Western Canadian Dairy Seminar de 2021, Ballou e Davis compartilharam resultados de pesquisas com várias classes de nutracêuticos usados para melhorar a saúde, desempenho e/ou imunidade em animais leiteiros.

Eles disseram que o interesse por essas ferramentas de incremento à saúde está crescendo por parte de veterinários e produtores, à medida que buscam alternativas aos antibióticos.

Os pesquisadores explicaram que, para ser classificado como “nutracêutico”, um suplemento oral deve melhorar algum aspecto da saúde ou da produção animal.

Dependendo da substância, essa melhora pode ocorrer pela:

  • estabilização das comunidades microbianas;
  • aumento da imunidade melhorando a resposta da mucosa e as funções de barreira;
  • adsorção de patógenos ou toxinas potenciais;
  • melhora do estado antioxidante;
  • atividade antimicrobiana direta;
  • aumento ou diminuição da resposta leucocitária sistêmica (glóbulos brancos).

 

 

Embora todas essas ações pareçam promissoras, Ballou e Davis alertaram que o campo nutracêutico é ainda um território desconhecido na medicina veterinária. Ao contrário dos medicamentos veterinários, como os antibióticos, os nutracêuticos não são regulamentados pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA.

Assim, suas declarações sobre composição, dosagem, eficácia e qualidade não são validadas de forma independente e não podem legalmente reivindicar eficácia contra doenças ou organismos específicos.

Isso não quer dizer que eles não funcionem, no entanto. Os pesquisadores da Texas Tech detalharam três classes de nutracêuticos e forneceram evidências de seus benefícios para bezerras, incluindo:

  • Prebióticos (polissacarídeos modificadores biológicos): esses carboidratos não digeríveis são fornecidos para aumentar o crescimento de bactérias benéficas. Eles demonstraram melhorar a imunidade, ligar-se a bactérias nocivas e adsorver substâncias nocivas como micotoxinas. Dois prebióticos comumente usados em bezerros são manano-oligossacarídeos (MOS) e beta-glucanos (BG). Ambos os produtos são frações de paredes celulares de fungos (leveduras). Os pesquisadores descobriram que o MOS é eficaz em deter os efeitos de bactérias Gram-negativas como Salmonella e Escherichia coli em bezerros. A BG demonstrou aumentar a imunidade sistêmica e localizar a imunidade no trato digestivo.
     
  • Probióticos (microbianos de alimentação direta): esses microrganismos vivos são fornecidos para melhorar as comunidades microbianas e a função celular no trato gastrointestinal. Produtos comuns disponíveis comercialmente para gado incluem espécies de Lactobacillus e outras bactérias produtoras de ácido lático; espécies de bifidobactérias; espécies de Bacillus; e Saccharomyces cerevisiae. Como os sistemas digestivos dos bezerros estão se desenvolvendo rapidamente, o aumento das bactérias produtoras de ácido lático demonstrou ajudar a povoar o intestino com bactérias “boas” e expulsar bactérias “ruins” como as da Família Enterobacteriaceae. Os probióticos também demonstraram apoiar a imunidade e reduzir as respostas inflamatórias no trato gastrointestinal de bezerros.
     
  • Fitonutrientes: este amplo grupo de compostos é extraído de plantas, com o objetivo de capturar propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e/ou antimicrobianas. Os óleos essenciais se enquadram na classe dos fitonutrientes, assim como os extratos vegetais concentrados. Um estudo de bezerros leiteiros suplementados com extrato de romã mostrou respostas imunes positivas. Outro estudo que administrou óleo de orégano a bezerros leiteiros pré-desmamados reduziu a incidência de diarreia; composição sanguínea melhorada; e imunoglobulinas reforçadas.
     

Os pesquisadores da Texas Tech alertaram que ainda há muita ambiguidade em relação aos nutracêuticos porque é um campo em rápida evolução e sem muita supervisão regulatória. Os produtos podem variar muito em composição, qualidade e concentração, e muitos deles contêm misturas de várias substâncias.

Isso dificulta as comparações entre produtos nutracêuticos. O resultado: ao escolher nutracêuticos, confie em dados específicos do produto e procure aconselhamento de consultores confiáveis, como seu veterinário e/ou nutricionista.

Artigo foi originalmente publicado no Dairy Herd Management, traduzido pela Equipe MilkPoint.

 

Leia também: 

Relação entre manejo alimentar e microbioma de bezerras

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint