ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Aveia forrageira... uma alternativa para o inverno

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 09/05/2003

3 MIN DE LEITURA

0
0

Ana Cândida Primavesi1, Rodolfo Godoy1, Patricia Menezes Santos1, Marco Antonio Alvares Balsalobre2

O período frio do ano é uma fase crítica para a pecuária, em virtude da considerável diminuição na produtividade das pastagens, causando redução da produção de carne e leite. As soluções para esse problema estão relacionadas com o aumento da disponibilidade de alimentos por meio de práticas como o diferimento de pastagens, o fornecimento de cana-de-açúcar e a conservação de forragens. Uma outra alternativa seria a implantação de culturas forrageiras de inverno como, por exemplo, a aveia forrageira.

A utilização de aveia para a alimentação animal pode ser realizada de diferentes maneiras: verde no cocho, pastejo, feno e silagem.

O pastejo constitui-se na forma mais prática, econômica e usual de utilização da aveia na produção animal. O pastejo deve ser iniciado quando as plantas atingirem aproximadamente 30 cm de altura, o que ocorre, em condições normais, entre 45 e 60 dias após a semeadura.

A aveia pode ser utilizada em pastejo contínuo ou rotacionado. O pastejo rotacionado, em áreas divididas com cerca elétrica, permite a recuperação mais conveniente da aveia após breves períodos de permanência dos animais em cada piquete. O intervalo entre pastejos, dependendo das condições do clima e qualidade do pasto, varia de 20 a 35 dias. Os animais devem pastejar até uma altura de 7 a 10 cm do solo, para proteção do meristema apical e para que a área foliar remanescente permita um melhor e mais rápido rebrote.

O primeiro passo para a implantação de uma área de aveia para pastejo é a escolha da cultivar. Nesse caso, é comum o uso das aveias pretas, embora algumas aveias brancas também venham demonstrando bom comportamento forrageiro. Dentre as cultivares de aveia-preta, a IAPAR 61 - Ibiporã é a que tem apresentado melhores resultados nas regiões Sul e Sudeste. Nas regiões sujeitas à geada e à baixa incidência de ferrugem da folha, podem ser utilizadas algumas cultivares de aveia branca, como a FAPA 2. No Estado de São Paulo e de Mato Grosso do Sul, ensaios desenvolvidos na Embrapa Pecuária Sudeste e pela Embrapa Agropecuária Oeste têm indicado que a aveia São Carlos também é uma boa opção. Essas cultivares são indicadas pela alta produção de matéria seca, abundante afilhamento, colmos finos, macios e flexíveis e boa resistência a doenças (Tabelas 1 e 2).

Tabela 1. Rendimento de matéria seca de forragem de cultivares recomendados de aveia na região de São Carlos-SP

 



Tabela 2. Rendimento de matéria seca de forragem de cultivares recomendados no ensaio nacional de aveia. As avaliações foram realizadas em 11 locais do país (Cruz Alta, Passo Fundo, Santa Maria e Vacaria no Rio Grande do Sul, Chapecó e Lages em Santa Catarina, Guarapuava, Pato Branco, Umuarama e Londrina no Paraná e São Carlos em São Paulo)

 



Comentário:

A aveia forrageira, em algumas situações, constitui uma boa alternativa de alimentação para o inverno. No entanto, é preciso lembrar que a produção da aveia vai depender da umidade do solo, ou seja, em locais onde a precipitação pluvial no inverno é baixa, é necessário o uso de irrigação. Outro aspecto que deve ser melhor discutido é quanto ao manejo das áreas de aveia para produção animal. A recomendação da Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia é que o corte ou pastejo seja realizado quando a planta atingir 30 cm de altura. Na Tabela 1 é possível verificar que a produção por corte com este manejo é, na maioria das vezes, inferior a 1.200 kg MS/ha, nível de massa de forragem indicado por Pilau et al. (2002) (ver o artigo "Recria de bezerras de corte em pastagem de aveia preta mais azevém" publicado neste radar) para se obter bons níveis de desempenho e produtividade animal em pastagens de azevém e aveia.


MATZENBACHER, R.G.; PRIMAVESI, A.C.; LAJUS, A.D. et al. Ensaio nacional de aveias forrageiras de 2002 - análise conjunta (compact disc). In: REUNIÃO DA COMISSÃO BRASILEIRA DE PESQUISA DE AVEIA, 23., Gramado, 2003. Anais. UFRGS, 2003.

PRIMAVESI, A.C.; GODOY, R.; PRIMAVESI, O.; SOUZA, F.H.D. de. Ensaio nacional de aveias forrageiras. São Carlos, SP, 2002 (compact disc). In: REUNIÃO DA COMISSÃO BRASILEIRA DE PESQUISA DE AVEIA, 23., Gramado, 2003. Anais. UFRGS, 2003.


_______________________________________
1Embrapa Pecuária Sudeste
2Engenheiro Agrônomo, Doutorando em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint