ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

A claudicação associada à Luxação da Patela

POR RENATA DE OLIVEIRA SOUZA DIAS

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/12/2006

3 MIN DE LEITURA

1
0

Não é difícil diferenciar a manqueira ocasionada pela Luxação da Patela das demais claudicações. O animal acometido apresenta extensão do membro posterior durante uma fase da locomoção, semelhante à uma câimbra, recuperando em seguida o movimento normal da marcha. Em termos técnicos, pode-se descrever o evento como: "fixação rígida das articulações da soldra e do jarrete em posição de extensão". Algumas vezes, a muralha do casco chega a apresentar sinais de desgaste, devido ao atrito com o solo durante o período de extensão do membro.

A Luxação de Patela é uma desordem funcional das articulações, fêmuro-tibial e fêmuro-patelar, podendo ocorrer em ambos os membros. A síndrome pode ser temporária ou permanente, ocorre em ambos os sexos, em diferentes idades e raças. Os fatores predisponentes são ainda motivo de discussão, mas acredita-se que a desordem esteja associada a fatores nutricionais, topografia acidentada, traumatismos e hereditariedade.

Alguns pesquisadores correlacionaram a Luxação da Patela com o período da gestação, alegando que o aumento de peso e demanda metabólica do feto, no terço final da gestação, pode predispor à fixação dorsal patelar (Luxação da Patela) nas vacas gestantes.

O tratamento da Luxação de Patela é cirúrgico, a técnica é simples e os animais apresentam uma rápida recuperação. A cirurgia pode ser realizada nos animais em estação ou em decúbito lateral. É importante enfatizar que, quando a técnica é usada corretamente, os animais não irão mais apresentar a claudicação após a cirurgia. Após a intervenção uma antibióticoterapia sistêmica pode ser utilizada. O prognostico é muito favorável e complicações são raras.

Pesquisadores da Universidade de Auburn - USA, avaliaram durante 6 anos, os fatores associados à idade, raça, sexo e o tratamento cirúrgico dos animais acometidos com Luxação da Patela. O tratamento cirúrgico solucionou a desordem em 90% dos casos. Observou-se também que a raça Brahman apresentou uma maior prevalência da desordem fêmuro-tíbio-patelar.

Pesquisadores da Escola de Veterinária da UFMG avaliaram a técnica cirúrgica de desmotomia tíbio-patelar medial, em 402 bovinos adultos. Foram operados animais de diferentes raças e sexos, portadores de luxação patelar uni ou bilateral. Os animais foram operados em estação, sob anestesia local; apenas os animais de temperamento rebelde foram previamente tranqüilizados com clorpromazina (dose de 0,4-0,6 mg/Kg de peso corpóreo, por via intramuscular). Após a cirurgia, os animais recuperam a locomoção normal.

Em um estudo realizado em 30 fazendas no estado de Goiás, foram avaliados os fatores de risco associados à enfermidade. Observou-se maior ocorrência em fêmeas de dois e três anos, com baixo escore corporal, em lactação e prenhez. Regiões com solo de baixa fertilidade apresentaram maior incidência. Os autores relaram ainda alguns casos de recuperação espontânea.

Em resumo, a Luxação da Paleta é uma desordem que merece atenção para realização do correto diagnóstico. A divulgação dos sintomas desta enfermidade é de grande relevância para que o tratamento seja rapidamente estabelecido e a situação de desconforto seja solucionada. A correção cirúrgica deve ser realizada por um veterinário.

Figura 1. Desenho* do procedimento realizado durante a desmotomia.
 


* Greenough, P.R.; Weaver, A.D. Lameness in Cattle. 3ed. Saunders: W.B. Company, 1997. p.269.

Fonte:

Baird, A.N., et al. Upward fixation of the patella in cattle: 38 cases. J Am Vet Med Assoc., v.202, n.3, p.434-436, 1993.

Ferreira, H.I., et al. Tratamento de Luxaçäo de Patela em Bovinos pela Desmotomia em Estaçäo Quadrupedal. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec, v.43, n.4, p.329-335, 1991.

Greenough, P.R.; Weaver, A.D. Lameness in Cattle. 3ed. Saunders: W.B. Company, 1997. 336 p.

Silva, O.C., et al. Aspectos Epidemiológicos e Ocorrência de Fixação Dorsal de Patela em Bovinos. Ciência Animal Brasileira, v.5, n. 3, p.149, 2004.

RENATA DE OLIVEIRA SOUZA DIAS

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 29/07/2021

Muito bom!
MilkPoint AgriPoint