ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Hora do Leite: Leite de galão e leite de saquinho

POR VANERLI BELOTI

INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 07/08/2014

1 MIN DE LEITURA

11
0
Qual a diferença entre o leite de galão e o leite de saquinho?

Acesse o áudio e confira:


O leite em galões de 1 e 2 litros começaram a aparecer nos mercados brasileiros. O leite de galão é leite pasteurizado, equivalente ao leite de saquinho; apenas a embalagem é diferente.

Lembre que a pasteurização é o aquecimento do leite em temperatura de 75ᵒC por 20 segundos e tem a finalidade de matar as bactérias patogênicas, aquelas que podem causar doença. O leite pasteurizado não deve ser fervido para não perder suas propriedades e deve ser conservado em geladeira.

Os galões são a forma de apresentação do leite pasteurizado nos EUA. Lá não tem saquinhos, só galões de 3,8 litros e meio galão que tem 1,9 litros. Lá eles tomam muito leite, e até as geladeiras são apropriadas para essas embalagens.

Nos EUA, o consumo do leite longa vida de caixinha é quase nada. Eles são muito conscientes dos benefícios do leite pasteurizado, além da sua superioridade sensorial, quer dizer, seu melhor sabor. Isso a gente quase não percebe no Brasil porque quase ninguém aqui toma leite puro. A maioria aqui toma leite com achocolatado ou leite com café.

Então, apesar de não ter a praticidade do leite de caixinha, o leite pasteurizado tem vantagens para saúde por receber um tratamento térmico mais suave que o da caixinha.

Lembre-se: você não deve ferver o leite pasteurizado, pois ele está pronto para ser consumido!

VANERLI BELOTI

Especialista em Patologia Molecular pela UEL, Mestre em Microbiologia pela UEL, Doutora em Ciência dos Alimentos pela USP e Pós-doutora em Qualidade do Leite pela Universidad de León/ Espanha. Professora da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

11

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARILIA MANOEL

EM 11/02/2019

Por favor, estou morando nos Estados Unidos e consumindo o leite de galão pasteurizado. Gostaria de saber a validade dele depois de aberto, sendo que o protudo nao traz a informação na embalagem e não encontrei na internet.
Grata,
Marília
E-mail: mariliamanoel@yahoo.com.br
VANERLI BELOTI

LONDRINA - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 19/12/2016

Tá certíssimo, Carlos Couto! Essa é a medida oficial, e nos EUA os galóes de leite obedecem esse volume. Eu uso galão p me referir à embalagem, porque falo no radio com consumidores, e eles não têm idéia do que é uma bombona. Aqui no Brasil, popularmente, usa-se usa galão pra se referir ao tipo de embalagem, independente do volume. Mas vc está correto. Numa próxima explico o que é bombona e a partir daí corrigimos! abraço
CARLOS ALBERTO DA SILVA COUTO

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO

EM 19/12/2016

Só um comentário, eu canso de ouvir galão pra cá, galão prá lá. Um galão é uma medida de volume que ainda é muito usada por aqui em latas de tinta, corretamente. Um galão tem 3,78 L, arredondando. Portanto é muito chato ter que ler um galão de 1 ou 2 litros.

Vamos falar corretamente, a embalagem se chama bombona, ou seja pode-se dizer bombona de 1 ou 2 litros, essa é a forma correta.

Abs
Carlos Couto
TONINHO RIBEIRO

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 14/08/2014

Parabéns Prof. Vanerli
ate que enfim apareceu uma pessoa corajosa, para mostra a importância do leite e alias a embalagem do leite UHT tira o LUCRO do produtor de leite, fazendo o sistema necessitar cada vez mais de escala de produção.
JOSÉ FERNANDO ALVES HENRIQUES

MARINGÁ - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/08/2014

Parabéns pelo artigo e pelo esclarecimento dado posteriormente. Sou produtor de leite, defensor e consumidor de leite pasteurizado. Quando não levo leite de minha produção para casa, compro o pasteurizado de garrafa plástica de 2 litros de uma empresa de Toledo, Pr. Pude observar que o leite pasteurizado para aguentar o prazo de validade tem que ter qualidade, caso contrário azeda antes do prazo. O consumidor aos poucos vai percebendo a diferença entre o pasteurizado de qualidade e o UHT. A embalagem, garrafa plástica de 2 litros com tampa rosqueavel, alem de valorizar o leite, facilita o armazenamento na geladeira.
VANERLI BELOTI

LONDRINA - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 13/08/2014

Caro Nilson, vou reproduzir aqui parte da minha resposta em outro tema neste mesmo blog!
Quanto ao teor de proteínas, como dissemos, o valor nutricional é semelhante ao pasteurizado, porque se a proteína está integra ou quebrada, será utilizada da mesma forma como nutriente pelo nosso organismo, e as metodologias de quantificação de proteína utilizadas na rotina, não diferenciam proteínas íntegras de pedaços.
No entanto, sua integidade é desejável para além do valor nutritivo. Muitas proteínas são enzimas, e no leite temos milhares delas, que desempenham vários papéis, inclusive na absorção de outros nutrientes, mas para isso precisam estar íntegras, e essa integridade é prejudicada progressivamente com o aumento da temperatura . Vejam, no leite pasteurizado a presença da enzima peroxidase é uma prova obrigatória, que indica que o produto não foi aquecido a mais de 80 graus. No leite UHT esta enzima é inativada e a prova é negativa, assim como no leite fervido, o que demonstra que as alterações não são iguais entre os dois leites. A necessidade da adição de estabilizantes no leite UHT, que não são necessários, nem permitidos no pasteurizado, também reforça a tese de que este tratamento é muito mais agressivo. Outra constatação simples é que é impossível fazer queijo de leite UHT.
Quanto ao consumo nos países Europeus e próximos, não vamos generalizar para nenhum dos lados. O consumo varia: na Inglaterra o consumo é menor que 10%, 6% na Suécia, pouco mais de 20% na Holanda, 1% na Grecia e 0% na Dinamarca.
EUA e Canadá seguem firmes com o pasteurizado.
Que o consumidor fique ciente de que não há problema em consumir leite UHT ou seus nutrientes. Apenas é importante informar que, ao contrario do que a maioria dos consumidores pensa, este não é um produto superior ao pasteurizado, e que tem vantagens e desvantagens. É bom que os consumidores ouçam opiniões diferentes e façam suas escolhas.
um abraço
NILSON MUNIZ

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 13/08/2014

Pequena correção no texto anterior: por favor, leiam "existem" diferenças em lugar de "existe". Obrigado.
NILSON MUNIZ

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 13/08/2014

A afirmação de que o leite pasteurizado traz vantagens para a saúde em relação ao "leite de caixinha" não encontra nenhum respaldo de natureza técnica ou científica, já que não existe diferenças relevantes, do ponto de vista nutricional, entre os tratamentos térmicos do leite (pasteurizado, UHT, pó e esterilizado). O fato de não haver maior presença de leite longa vida nos EUA nada tem a ver com o aspecto qualidade e sim com a configuração do mercado, que conta com uma excelente cadeia de frio. Na Europa, onde o consumidor é exigente e os governos exercem controle rigoroso de qualidade e segurança, ocorre exatamente o oposto, e o leite UHT constitui mais de 90% do leite consumido nos principais países, como França, Alemanha, Espanha, Bélgica e Portugal. O leite pasteurizado e o leite UHT estão disponíveis em todo território nacional e o consumidor pode escolher o que quer comprar, segundo sua preferência por sabor, praticidade e confiança. Atualmente o leite UHT representa mais de 80% do leite líquido consumido no Brasil, crescendo em média 5% ao ano.
Nilson Muniz
Diretor Executivo da Associação Brasileira da Indústria de Leite Longa Vida.
TONINHO RIBEIRO

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 11/08/2014

Parabéns, excelente matéria, precisamos conscientizar os nossos clientes: Eles são muito conscientes dos benefícios do leite pasteurizado, além da sua superioridade sensorial, quer dizer, seu melhor sabor.
LUCIANO MACHADO DE SOUZA LIMA

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/08/2014

Parabéns pela matéria.
Infelizmente o mercado enfiou boca baixo este tipo de embalagem, alegando facilidades na hora do consumo. Acabou o bate papo, com vizinhos, padeiro e outros, quando tinha que ir a padarias . A era digital, teoricamente ali começava. Bons tempos aquele. Quanto ao sabor, sem comparações. Tomara que volte tudo ao normal.


Luciano Machado de Souza Lima
Faz. Patrocinio
Belmiro Braga- MG

WEBER LUCIO DE MELO

SACRAMENTO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/08/2014

gostaria de saber mais a respeito do assunto. Onde esta sendo comercializado leite em galão. e, mais, onde comprar galões para envasar o leite pasteurizado.

Weber Lucio de Melo
MilkPoint AgriPoint