ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

IBGE: produção total de leite cai 0,5% em 2017

O IBGE divulgou na última quinta-feira (dia 27.09.18) os dados oficias de produção brasileira de leite em 2017, através da PPM (Pesquisa Pecuária Municipal). No ano, 33,5 bilhões de litros foram produzidos, 0,5% a menos em relação ao volume de 2016, resultando no 3º ano consecutivo de quedas, como mostra o gráfico 1.

Gráfico 1. Evolução da produção brasileira de leite. Fonte: Elaborado pelo MilkPoint em com base em dados do IBGE.

Entre as regiões brasileiras, as duas maiores em produção de leite, foram justamente as únicas a apresentar queda no volume produzido. Entre 2016 e 2017, as Regiões Sul (11,97 bilhões de litros) e Sudeste (11,45 bilhões de litros) reduziram a produção total de leite em 3,9% e 1% respectivamente.

Com essas movimentações, a Região Sul perdeu um pouco de participação na produção nacional. Em 2016, ela era responsável por 37% do volume brasileiro, caindo para 35,7% em 2017. Por outro lado, a participação do Sudeste ficou estável em 2017, com 34,2%. Em 3º lugar aparece a Região Centro-Oeste, com 11,9% de participação. Observe a imagem 1.

Imagem 1. Variação anual e participação na produção total nacional – por Região. Fonte: Elaborado pelo MilkPoint em com base em dados do IBGE.

Com 8,9 bilhões de litros (0,6% de queda no ano), Minas Gerais segue como o principal estado produtor de leite no Brasil, acompanhado por Rio Grande do Sul e Paraná. Em 2017, o IBGE aponta forte redução da produção no Paraná, de 6,1%, fechando com 4,4 bilhões de litros, o que tirou do estado o posto de 2º maior produtor do Brasil, agora ocupado pelo Rio Grande do Sul, que apresentou redução de 1,3% na produção, fechando em 4,5 bilhões de litros.

Além disso, Goiás, que havia perdido uma posição no ranking em 2016 para Santa Catarina, recuperou-a em 2017, ao aumentar a produção em 1,9%, enquanto o estado do Sul recuou 4,3%. Observe na tabela 1 a produção e o ranking de participação dos estados.

Tabela 1. Produção dos principais estados. Fonte: Elaborado pelo MilkPoint em com base em dados do IBGE.

Apesar da queda de 0,5% na produção total, 2017 foi marcado pelo aumento na captação formal de leite no Brasil. Segundo o IBGE, 24,3 bilhões de litros foram captados formalmente, 5% a mais do que em 2016.

Com isso, a captação informal (produção total menos captação formal) no país caiu 12,7% em 2017, ficando em “teóricos” 9,7 bilhões de litros; o que representa 27,3% do volume produzido, contra 31,2% em 2016. Observe a evolução no gráfico 2.

Gráfico 2. Evolução da captação informal e formal no Brasil. Fonte: Elaborado pelo MilkPoint em com base em dados do IBGE.

Para obter os 33,5 bilhões de litros, 17 milhões de vacas foram ordenhadas em 2017, 13,3% a menos do que em 2016, e quase 26% a menos em relação a 2014 (último ano de aumento no rebanho ordenhado).

Com essa queda no número de vacas ordenhadas, destacou-se a melhora na produtividade em quase 15% em 2017. O volume médio por vaca (litros/ano) foi o maior da série histórica, em 1.963 litros/vaca, mas ainda bem abaixo dos países exemplo em produtividade.

Por fim, com a queda nos preços do leite ao longo de 2017 (que influenciou bastante na queda do rebanho ordenhando), o valor bruto da produção leiteira foi de R$ 37,1 bilhões, 6% menor do que em 2016.  

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCO ANTÔNIO MALBURG

ÁGUA BOA - MATO GROSSO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 03/12/2018

Por se tratar de produção total e médias, o que não fica configurado e que com certeza mostra uma realidade crítica é a diminuição do numero de produtores na atividade. É possível a MilkPoint tabular tal dado? ele já existe?
ROBERTO JANK JR.

DESCALVADO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/10/2018

Tres anos consecutivos de inédita queda. Não há como não admitir que tem crise no setor. Especialmente quando as maiores quedas ocorreram justamente nos estados mais competentes e vocacionados da nação, onde há unanimidade de que são nossos polos de excelência, caso do Paraná, SC e RS.
Considerando que os avanços no CO, N e NE são orgânicos, ou seja, em boa medida apenas acompanham a expansão da infraestrutura na fronteira agrícola, o leite no Brasil realmente estacionou e mesmo reverteu de forma relevante sua notória expansão dos últimos 50 anos.