ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

IBGE: produção total brasileira cresce 1,5% em 2020 e país bate recordes de volume e produtividade

PANORAMA DE MERCADO

EM 30/09/2021

2 MIN DE LEITURA

0
1

A Pesquisa Pecuária Municipal (PPM), divulgada nesta quarta-feira (29/09) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que a produção de leite brasileira em 2020 foi de 35,4 bilhões de litros, 1,5% maior que o ano anterior, como mostra o gráfico 1.

Entre as regiões brasileiras, a de maior produção de leite continua sendo o Sudeste com volume de 12,2 bilhões de litros no ano – uma alta de 1,9% em relação a 2019 e equivalente a 34,3% da produção nacional. O Sul aparece na segunda posição com crescimento de 2,8%  - o maior crescimento entre as regiões - e um volume de 12,1 bilhões de litros no ano, equivalente a 34,0% do total da produção nacional. Por outro lado, a região Norte teve variação mais expressiva na produção de leite em 2020 (-4,9%), puxado principalmente pelos resultados do Rondônia (-11,5%) e Pará (-1,0%).

Dentre os estados, Minas Gerais segue sendo o maior produtor de leite do país, com uma produção de 9,7 bilhões de litros (27,3% do total nacional) e apresentando uma alta de 2,6% no volume produzido. O Paraná e o Rio Grande do Sul são o segundo e terceiro estados com maior produção, respectivamente. O Paraná teve em 2020 uma produção de 4,6 bilhões de litros (+6,7% se comparado a 2019) e o Rio Grande do Sul 4,3 bilhões de litros (-1,4% se comparado a 2019).

Dentre os municípios de maior produção, Castro/PR segue na primeira posição do ranking, seguido por Carambeí/PR - que assumiu a segunda posição de Patos de Minas (MG), que agora está em terceiro. Castro/PR e Carambeí/PR tiveram um forte crescimento em 2020. Se comparado aos dados de 2019, Castro cresceu 29,97% e Carambeí 24,88%.

Apesar do aumento de produção no ano de 2020, a tendência de redução do número de vacas ordenhadas ainda permaneceu. O último ano apresentou um efetivo de 16,1 milhões animais, decréscimo de 0,8% em relação a 2019. Esse recuo no número de animais ordenhados, evidenciou a melhora na produtividade, que cresceu 2,4% em relação a 2019, atingindo 2.192 litros/vaca/ano – o maior valor apresentado na série histórica.

A pesquisa também evidenciou que a quantidade de leite adquirido pelos laticínios sob inspeção sanitária (25,6 bilhões de litros), correspondeu a 72,3% do total produzido no Brasil em 2020. 

Por fim, o valor médio nacional para o leite foi de R$ 1,59/litro, acréscimo de 28,9% em relação ao ano de 2019, resultando em um valor bruto de produção de R$ 56,5 bilhões, contra R$ 43,2 bilhões de 2019.  

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint