ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

GDT: preços internacionais em baixa; importações podem aumentar!

POR MARIANA SICILIANO

PANORAMA DE MERCADO

EM 15/06/2021

3 MIN DE LEITURA

0
2

Os resultados das negociações no leilão do evento 286 da plataforma Global Dairy Trade (GDT) apresentaram uma queda de -1,3% em relação aos valores do último evento, com o preço médio fechando em US$ 4.083/tonelada.

Após a explosão nos preços internacionais na primeira quinzena de mar/21 (+15%), os valores seguem com uma tendência de baixa — sendo este, o 5º evento consecutivo de variação negativa no valor do índice. Confira no Gráfico 1, a evolução de preços médios praticados nos leilões e suas variações.

Gráfico 1. Preço médio leilão GDT x GDT Price Index; elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade.

No evento desta terça-feira (15/06/), foram negociadas 21.522 toneladas de lácteos, volume 5,7% menor em relação ao evento anterior. Além da ausência das negociações do leitelho e do soro de leite em pó doce (SWP), houve uma leve queda no volume negociado da manteiga e da gordura anidra (AMF).

O leite em pó integral (LPI) apresentou uma desvalorização de -1,8%, fechando em um preço médio de US$ 3.997/ton — é a primeira vez, desde fev/21, que o LPI fecha abaixo dos US$ 4.000/ton! O leite em pó desnatado e a manteiga também fecharam o evento com uma variação negativa de 1,7%. O restante dos produtos se mantiveram praticamente estáveis. Confira na Tabela 1 o preço médio dos derivados após a finalização do evento e a variação em relação ao evento anterior.

Tabela 1. Preço e variação do índice dos produtos negociados no leilão GDT em 15/06/2021.

Com o preço do leite em pó integral fechando abaixo dos US$ 4.000/ton depois de algum tempo, devemos prestar atenção no que está acontecendo no cenário internacional. A produção de leite da Nova Zelândia começa acelerar e nos quatro primeiros meses de 2021, o país já teve um aumento de 6,43% na sua produção. Ou seja, a manutenção dos preços elevados do mercado internacional começou a fazer efeito na oferta mundial de leite.

Do lado da demanda, a atenção maior fica por parte da movimentação chinesa: muito ativo nas importações nos últimos meses, o país asiático levou cerca de 57% do volume de leite em pó integral no evento do dia 01/06. Ainda que seja mais da metade, o percentual é bem inferior ao do evento imediatamente anterior, 82%

Sendo assim, com o estímulo da oferta de produção de leite e um possível sinal amarelo para o lado da demanda, será que devemos esperar o início de um processo de correção nos preços internacionais?

Quando observamos os contratos futuros do leite em pó integral, já começamos a notar este “agito”. No GDT temos que os preços ainda devem se manter acima dos US$ 4.000/ton — sendo que somente em agosto o valor cai para US$ 3.951/ton. Já a Bolsa de Futuros da Nova Zelândia (NZX Futures) mostra que os preços de leite em pó devem continuar caindo nos próximos meses, se mantendo abaixo dos US$ 4.000 após o mês de julho.

Gráfico 2. Contratos futuros de leite em pó integral – GDT.

 

Em relação à disponibilidade de leite no Mercosul, a entrada do Organismo Nacional Interprofissional de Leite (Onil) — governo da Argélia — no mercado de leite em pó deve afetar a disponibilidade do produto. Visto que a produção — já comprometida — da Argentina e do Uruguai devem ser enviadas para Onil, é possível que a oferta exportável da região para o Brasil fique comprometida.

 

E como os resultados do leilão GDT afeta o nosso mercado?

"Para entender o impacto das negociações do evento GDT no mercado nacional podemos considerar o câmbio de hoje (15/06/2021) — R$ 5,04 — e o valor do leite em pó integral internacional (US$ 3.997/tonelada) e chegar ao preço equivalente a um leite importado pago no Brasil, que seria de R$ 2,44.

Apesar do valor seguir acima do leite pago ao produtor no mês de maio – fechado na média de R$ 2,03/litro (CEPEA/ESALQ) — o valor já é menor que ao do spot da primeira quinzena de junho (R$ 2,71/litro — média Brasil). Assim, o leite importado começa a se tornar competitivo no mercado interno.

Outro ponto que podemos tirar dos resultados do leilão GDT é o preço máximo que o leite brasileiro pode custar para que as exportações continuem vantajosas. Considerando os mesmos valores acima para cálculo, chegamos a um preço interno máximo de R$ 2,23/litro. Ou seja, apesar da nossa janela para exportações ter estado aberta, hoje ela já está se fechando, e a venda do leite brasileiro no exterior torna-se menos competitiva."

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint