ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Sistemas proteicos e estabilizantes para a produção de Petit suisse

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 31/08/2021

4 MIN DE LEITURA

0
0

O Petit suisse é um queijo fresco de altíssima umidade, não maturado, que apresenta textura pastosa, branda ou “mole” e um teor mínimo de 6% de proteínas lácteas (BRASIL, 2000).  

De acordo com a Instrução Normativa nº 53, de 29 de dezembro de 2000, para produzi-lo é obrigatório o uso dos seguintes ingredientes: leite e/ou leite reconstituído e bactérias lácteas específicas e/ou coalho e/ou outras enzimas coagulantes apropriadas. Entre os ingredientes opcionais estão os caseinatos alimentícios, proteínas lácteas, soros lácteos e concentrados de soros lácteos (BRASIL, 2000).  

Basicamente, a produção do Petit suisse, em sua forma tradicional, consiste na coagulação e fermentação do leite pasteurizado, com decorrente quebra e centrifugação da coalhada para remoção do soro. Este processo origina o queijo “Quark”, que é utilizado como base para produzir o Petit suisse. Em seguida é realizada a adição de ingredientes como creme de leite, açúcar e polpa de fruta para a saborização.

A etapa de centrifugação consegue eliminar cerca de 50% a 75% de soro da coalhada, a qual ocasiona um rendimento final em torno de 25% a 50%, dependendo da quantidade de soro removida. 

De forma geral, o processo tradicional entrega um baixo rendimento e gera uma quantidade alta de soro ácido, podendo ser um fator determinante para inviabilizar a sua produção em algumas indústrias.

No entanto, existem métodos alternativos a este para produzir o Petit suisse. A adição de sistemas proteicos e estabilizantes tornou-se um método comumente utilizado, por entregar um rendimento superior, sem a geração de soro ácido.  

O uso de sistemas proteicos no processo de fermentação direta visa atender à exigência de proteínas lácteas no produto final. No entanto, ao se efetuar o balanceamento da formulação, é importante que a base branca seja contemplada com um teor proteico superior ao preconizado na legislação, para que, após a adição de preparados de frutas, o produto ainda atenda ao requisito mínimo de 6% de proteínas lácteas.

Sistema proteico e estabilizanteÉ importante que o sistema proteico seja corretamente hidratado. Esta etapa ajuda a melhorar a eficiência das funcionalidades das proteínas, como a absorção e retenção da água, além de facilitar a dispersão e melhorar a viscosidade do produto.

Após a adição de todos os ingredientes, deve-se fazer o tratamento térmico, utilizando o binômio tempo/temperatura recomendado de 92°C por 5 minutos. Durante este tempo, ocorre a total hidratação e ativação dos hidrocolóides presentes no sistema estabilizante.

Após o tratamento térmico, o produto é homogeneizado e direcionado a um tanque de fermentação e mantido a uma temperatura média de 32°C até atingir o pH 4,6. A temperatura de inoculação do fermento e de manutenção afetam diretamente o tempo necessário para se atingir o ponto isoelétrico da proteína.

A escolha do fermento lácteo adequado é fundamental para a qualidade do produto, contribuindo para melhor corpo e sabor. O uso de um fermento inadequado poderá descaracterizar o produto, por exemplo, produzindo acidez muito alta ou ainda alterando a textura do produto devido à alta concentração de proteína.

Após atingido o pH, é iniciada a quebra da coalhada juntamente com o seu resfriamento à temperatura de 25°C, para então iniciar-se a saborização.

É importante que, ao final do processo, o produto passe por homogeneização baixa ou por uma válvula micrométrica, para garantir uma textura lisa e uniforme, para em seguida ser envasado. Após o envase o produto deve ser conservado e comercializado em temperaturas não superiores a 10°C.

A Alibra Ingredientes desenvolve sistemas proteicos e estabilizantes que permitem a produção de diversos produtos lácteos, inclusive os obtidos por fermentação direta, sem a geração de soro ácido. 

Estes sistemas previnem a sinérese, proporcionando cremosidade, um corpo denso e uma textura lisa, sem interferir nas características de cor e sabor do produto.

Além dos ingredientes já disponíveis no portfólio, a Alibra Ingredientes desenvolve produtos para atender as necessidades de cada cliente, adequando as matérias-primas e características de processos disponíveis em cada planta industrial, visando máximo desempenho.

Sobre a Alibra Ingredientes

Fundada em 2000, a Alibra Ingredientes é uma empresa nacional especializada em fornecer ingredientes lácteos e não lácteos, misturas alimentícias em pó e queijos análogos para o mercado de alimentos e de bebidas.

Indústria de alimentos e de bebidas: fornecimento de ingredientes para indústrias de alimentos e de bebidas, de pequeno, médio e grande porte, dos mais variados ramos de atuação.

Food Service: ingredientes e produtos para o mercado de alimentação fora do lar, como: pizzarias, lanchonetes e restaurantes.

Gelados comestíveis: produtos e ingredientes para o mercado de sorvetes.

Varejo: fornecimento de compostos lácteos, achocolatados, farinha láctea e cereais em pó para atacadistas, supermercados e montadoras de cestas básicas.

Localização: Com duas unidades estrategicamente localizadas, em Campinas/SP e Marechal Cândido Rondon/PR, a Alibra conta com uma estrutura fabril e logística capaz de fornecer insumos e produtos finais para todas as regiões do Brasil, e em diversos países da América Latina, África, Oriente Médio, além do Caribe.

Para saber mais clique aqui.

 

Referência bibliográfica:

BRASIL. Instrução Normativa nº 53, de 29 de dezembro de 2000. O Ministério de Estado da Agricultura e do Abastecimento aprova o regulamento técnico para fixação de identidade e qualidade de queijo tipo petit-suisse.
 

Elaborado por:

Marcus W. Lempk - Especialista técnico em laticínios

Érica R. Alssuffi - Gerente Técnica – Centro de Inovação e Aplicação

 

Este é um conteúdo da Alibra Ingredientes.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint