ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Indicadores reprodutivos e seu impacto econômico

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 22/03/2021

5 MIN DE LEITURA

0
0

É fato que a eficiência reprodutiva é determinante para a lucratividade de sistemas produtores de leite. Independentemente do sistema de produção e do grau de sangue das vacas, é possível por meio da reprodução aumentar a proporção de vacas em lactação em rebanhos menos especializados e reduzir o DEL médio em rebanho de maior persistência de lactação.

Em outras palavras, ao se reduzir o DEL médio do rebanho estamos aumentando a proporção de vacas em fases iniciais da lactação, onde não só a produção de leite é maior, mas também o retorno sobre o custo alimentar, uma vez que vacas de DEL mais baixo são mais eficientes para se converter comida em leite. Além disso, por meio da reprodução podemos aumentar o número de animais de reposição que nos leva a uma série de possibilidades, entre elas, nos permite fazer uma seleção genética mais intensa, facilitando as políticas de descarte de vacas sem comprometer o crescimento do rebanho.

 

Indicadores reprodutivosQuatro indicadores determinam a eficiência reprodutiva de um rebanho leiteiro. São eles, o período de espera voluntário (PEV), a taxa de serviço (TS), a taxa de concepção (TC) e a perda de prenhez (PP). Isso quer dizer que, todos os demais indicadores reprodutivos são consequências desses 4 índices zootécnicos. Pensando em um exemplo prático, uma propriedade com PEV de 50 dias, TS de 60%, TC de 40% e PP de 15%, apresentará um intervalo entre partos de aproximadamente 13,5 meses, DEL médio próximo de 175 dias e aproximadamente 85% das vacas lactantes no caso de período seco de 60 dias. Esse entendimento é importante uma vez que os números precisam ser coerentes ao se fazer uma análise de dados na propriedade.

 

Período de espera voluntário é o intervalo entre o parto e o dia em que a vaca volta a ser novamente considerada apta para ser novamente inseminada. O PEV é definido para cada propriedade em função da produção de leite, persistência de lactação, taxa de prenhez do rebanho, taxa de concepção à primeira inseminação e forma que será utilizada para servir a vaca na primeira tentativa (IATF ou cio natural). Para cada nível de produção das vacas, existe um momento ideal para que fiquem gestantes. Vacas de menor produção precisam emprenhar o mais cedo possível na lactação, enquanto vacas de alta produção podem gestar um pouco mais tarde quando comparado às vacas menos produtivas.

Taxa de serviço é a divisão do número de serviços feitos pelo número de vacas elegíveis a serem inseminadas. É um número extremamente dinâmico, com mudança diária, porém medido em intervalos de 21 dias. Através desse número é possível medir a eficiência da fazenda para servir o maior número de vacas no momento em que a vaca deve ser realmente servida. É uma forma de medir também a eficiência na detecção de cio.

Taxa de concepção é a divisão do número de vacas gestantes pelo número de vacas servidas naquele mesmo período. É um indicador mais fácil de se calcular, porém, mais difícil de alterar na propriedade uma vez que é afetado por uma série de fatores. Entre eles merece destaque o estresse por calor, incidência de doenças após o parto, perda de condição corporal, atraso no retorno à ciclicidade ovariana, inseminador, touro entre outros.

Perda de prenhez é o número de animais que perdem gestação, dividido pelo número de animais que tiveram diagnostico positivo. A maior parte das perdas gestacionais ocorre antes mesmo do primeiro diagnóstico de gestação. De modo geral, a taxa de fecundação em vacas leiteiras é bastante alta (80-90%). No entanto, a taxa de concepção aos 30 dias após a inseminação tem girado em torno dos 30 a 40%, o que sugere uma perda gestacional de aproximadamente 50% nesse período. Avaliando esses números fica fácil perceber que se o objetivo é aumentar a taxa de concepção, grande foco deve ser dado à redução das perdas gestacionais que ocorrem nos primeiros 30 dias após o serviço. Alguns dos principais fatores relacionados à perda gestacional são doenças do período de transição, perdas excessivas de condição corporal, estresse calórico, entre outros.

Taxa de prenhez Taxa de prenhez nada mais é do que a multiplicação da taxa de serviço pela taxa de concepção. É um número que nos mostra a velocidade com que as vacas elegíveis estão emprenhando a cada intervalo de 21 dias.

Ao contrário do que muitos pensam são poucas a informações que obrigatoriamente precisam ser anotadas para se encontrar os indicadores acima citados. São elas, informações do parto (brinco da vaca e data do parto), das inseminações/coberturas/transferências de embrião (brinco da vaca e data do serviço) e diagnósticos de gestação. Quaisquer informações além dessas contribuem muito no detalhamento dos indicadores para a busca de oportunidade. No entanto, com as informações acima, é possível se calcular todos os 3 indicadores comentados anteriormente.

Não só a obtenção dos indicadores é importante como também se ter uma rotina de análise dos dados é fundamental para a definição das melhores estratégias e maior assertividade na tomada de decisões.

Independentemente do sistema de produção, é fundamental, pensando na otimização do uso da terra, maximizar a produção de leite por área. Dessa forma, em sistema de confinamento, a maior eficiência reprodutiva possibilita além do aumento na produção por vaca uma potencial redução no custo alimentar por trabalhar com vacas de melhor conversão alimentar. Já em sistemas de produção a pasto, além de um potencial aumento na média por vaca a eficiência reprodutiva permite o aumento na quantidade de vacas por área, por aumentar a proporção de vacas em lactação. Em ambos a maior eficiência reprodutiva permite uma redução na idade média do rebanho e de forma indireta melhoria na qualidade do leite, menor incidência de doenças, maior eficiência reprodutiva dentre outras vantagens, levando a propriedade a um ciclo virtuoso de melhorias.

 

Por Prof. Guilherme Corrêa de Souza Pontes – Rehagro

Prof. Guilherme Corrêa de Souza PontesMédico Veterinário UFMG; Pós Graduado em Reprodução; Mestre em Ciência Animal pela ESALQ/USP; Experiência em Universidades da Flórida e Illinóis; Colaborador  em grupos de pesquisa  da Universidade  de Guelph; Consultor em Pecuária Leiteira pelo Rehagro; Facilitador nos cursos  de pós graduação e capacitação do Rehagro.

 

DICA ÚTIL

A fabricante Afimilk sediada em Israel, empresa multinacional com mais de 30 anos além de pioneira, é líder mundial no desenvolvimento de soluções em tecnologia para Gestão de Monitoramento de Rebanho Leiteiro, e aqui no Brasil distribuída pela Weizur, oferece inúmeras soluções para Gestão, Monitoramento e Análise do Leite necessários para organizar e ampliar a lucratividade de sua propriedade. Uma das opções mais inovadoras é o AfiCollar, ferramenta que oferece soluções para um aumento expressivo de taxa de prenhez, fazendo com que o rebanho tenha uma agenda ideal de reprodução, com retorno do investimento em curto espaço de tempo.

Ferramenta AfiCollar

Além disso AfiCollar fornece informações de Detecção de cio, ingestão, ruminação, comportamento de grupo, identificação, informações de saúde como Acidose Ruminal Sub Aguda (SARA), laminites, pneumonia, mastite, entre outras.

Informações AfiCollar

Participe da Campanha AfiCollar 2021, e tenha acesso a todas estas soluções Afimilk! Serão 30 dias para você aproveitar descontos incríveis com parcelamento em até 36 vezes.

Clique aqui para mais informações sobre a campanha

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint