FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

GENÉTICA DA NOVA ZELÂNDIA: Programa genético para vacas leiteiras

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 10/08/2020

4 MIN DE LEITURA

4
6

Atualizado em 10/08/2020

Um programa genético que visa obter boas vacas leiteiras deve ter uma consideração principal:

"Vacas que nos fazem ganhar dinheiro com sua produção".

 A maneira mais econômica de conseguir isso é através da inseminação artificial com touros que nos permitem avançar com esse objetivo.

O progresso genético é um processo lento, aditivo e permanente.

Será lento, pois o resultado do aprimoramento genético será obtido três anos após o início do programa, dependendo também de um processo de cria e recria bem realizado.

Será aditivo, porque cada geração deve ser superior à anterior e permanente, pois caso a sequência for interrompida, haverá retrocesso genético.

Como devemos selecionar nossos touros em um programa de Inseminação Artificial?

Os touros selecionados devem sempre ser superiores ao valor genético de nossas vacas, o que requer uma boa identificação e registros (sanitários, produtivos, reprodutivos) das mesmas.

Ao selecionar os touros para um programa genético, devemos levar em consideração:

- O sistema de produção;

- O ambiente; e

-O sistema de remuneração do leite.

Em relação ao sistema de produção, basicamente temos três grandes grupos: confinado, semi-confinado e em pastejo.

O ambiente é determinado pela localização, clima, topografia, tipo de solo, a oferta de mão-de-obra e as possibilidades que temos para modificar essas condições.

Finalmente, devemos considerar o sistema de pagamento pelo leite ou sistema de valorização.           

Como e com base em quais parâmetros nosso produto (leite) é pago?

Por volume, por composição (gordura e proteína), por ambos ou pelo próprio produtor que produz e comercializa sua produção (por exemplo: queijos).

Nova Zelândia na produção de leite

A Nova Zelândia é um dos principais produtores e exportadores de lácteos do mundo, exportando 95% do leite produzido por seus 12.000 produtores e suas 5 milhões de vacas.

Os lácteos correspondem por 25% do total de produtos exportados pelo país.

Essa situação os obriga a ter um complexo agroindustrial muito competitivo e eficiente.

Por que usar em nossas vacas um programa de melhoramento genético com touros de origem da Nova Zelândia?

O programa genético da Nova Zelândia é um dos mais desenvolvidos em todo o mundo; nasceu em 1910 e, durante décadas, a eficiência alimentar tem sido a base da seleção de reprodutores.

Em outras palavras, "selecionam-se os reprodutores que melhor convertem o custo dos alimentos em produção".

Como em toda a produção animal, a alimentação é o principal insumo. Mais de 50% dos custos de produção estão relacionados a alimentação das nossas vacas.

O que entendemos por produção?

- Volume de leite, porcentagem de gordura e proteína;

- Vida produtiva e fertilidade; e

- Saúde da vaca.

QUEREMOS VACAS QUE TENHAM CAPACIDADE DE: produzir muito leite com alta porcentagem de gordura e proteína, com longevidade, que tenham muitos partos e tudo isso com muita saúde.

O Programa Genético Neozelandês trabalha com índices que servem como guia na seleção de touros:

1. BW (Mérito Econômico): é um índice que mede o desempenho econômico do reprodutor de acordo com o sistema de pagamento de leite na Nova Zelândia. É um valor que expressa a variação da lucratividade em dólares em relação à produção média das vacas.

COMPOSIÇÃO DO ÍNDICE BW:

 

2. AI (Altos Insumos): É um índice importante na seleção de animais para sistemas confinados e semi-confinados, onde o consumo de pasto é substituído por alimento concentrado. Como resultado, teremos um maior consumo de matéria seca e um aumento na produção. Por sua vez, neste índice há uma atenção especial para qualidade de úbere e à conformação leiteira. Quanto maior o valor de AI, maior a resposta produtiva em sistemas de maior suplementação. 

COMPOSIÇÃO DO ÍNDICE DA AI:

Outras considerações notáveis:

- Nos índices, o peso vivo dos animais tem uma correlação negativa, ou seja, o peso vivo é considerado um valor genético negativo. Vacas mais pesadas são menos eficientes, consomem mais alimento para sua manutenção, são menos férteis e têm menos saúde.

- A base de informações e os índices na Nova Zelândia não fazem distinção entre raças, ou seja, os índices das vacas e dos touros são comparados sobre toda a população de vacas leiteiras do país.

- No Brasil, temos disponibilidade de sêmen das raças Jersey, Holandês e híbrida KiwiCross.
KiwiCross é um sistema de cruzamento entre Jersey e Holandês, que possui composição genética de ambas as raças em diferentes graus, o que gera boa expressão do vigor híbrido ou heterose. O conceito de heterose significa em poucas palavras que: um mais um, é mais que dois.

No Brasil, em mais de 20 anos, milhares de vacas nascem dos Programas Genéticos LIC-GENSUR, destacando-se em diferentes ambientes e sistemas de produção.
 

Conheça nosso catálogo de TOUROS 2020|2021 através do Link:  http://www.gensurbrasil.com.br/gensur_nova_zelandia_2020_reduzido_compressed.pdf

Por Dr. Mario Alvarez DMV -  Diretor da Gensur Brasil Agropecuária.
(54) 9 9922-2571 - malvarez@gensur.com.uy

(54) 9 9922-7254- faturamento@gensurbrasil.com.br
www.gensurbrasil.com.br
www.instagram.com/grupogensur
www.facebook.com/gensurbrasil

 

Dúvidas? Entre em contato com a Gensur pelo Box abaixo.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LUIZ GUSTAVO PIMENTEL QUIRINO

ITU - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 18/08/2020

Parabéns Mário pelas considerações!!!
CLAUDIR GILBERTO MULLER

CARAZINHO - RIO GRANDE DO SUL - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 17/08/2020

O resultado do custo de alimentação é muito bom!
GIUVANI ANDRE SCHNEIDERS

IPORÃ DO OESTE - SANTA CATARINA - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 14/08/2020

É a genética do futuro. Mesmo o pessoal comprando apenas marcas e genética europeia, os que forem cabeça aberta agora terão muito mais resultados e estarão anos a frente dos demais assim como Nova Zelândia está à frente do Brasil. Recomendo e indico. Ali se produz qualidade em sistemas mais lucrativos
DANIEL DALGALLO

PORTO UNIÃO - SANTA CATARINA - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 13/08/2020

Uma das melhores, senão a melhor, genética para produção de leite do mundo. Estou obtendo excelentes resultados.
MilkPoint AgriPoint