FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Estratégias na Lactação

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 31/07/2020

2 MIN DE LEITURA

2
0

A produção leiteira está sempre impondo desafios em vários aspectos, o que faz o profissional e produtor de leite permanecer em uma busca diária de alternativas e tecnologias que o auxiliem no seu trabalho.

Os profissionais envolvidos nessa atividade buscam sempre entregar o melhor serviço e estão sempre em busca de novas soluções, promovendo a introdução de novos conceitos e tratamentos, sendo um deles entre tantos a aplicação de ozônio como método de tratamento da mastite bovina.

Ozônio é um gás encontrado naturalmente na estratosfera, ele forma uma camada que envolve a atmosfera terrestre bloqueando a passagem da radiação solar para terra.

Esta camada de ozônio está localizada em uma faixa entre 15 a 55 km acima da superfície terrestre. O ozônio (O3) foi detectado pela primeira vez em 1785 pelo físico alemão Martinus Von Marum. E em 1857 o engenheiro Werner Von Siemens desenvolveu a primeira unidade geradora de ozônio. Com isso foi possível realizar os primeiros testes bacteriológicos sobre microrganismo e a primeira insuflação de gás em animais e humanos em 1873 e se descobriu a capacidade desse gás para eliminar microrganismos.

Na medicina foi durante a I Guerra Mundial que o Dr. Albert Wolf utilizou ozônio para tratamento de feridas e fistulas. Após isso o ozônio perde sua relevância devido à ausência de dispositivos adequados para aplicação e o advento dos antibióticos, penicilina e sulfamidas, entretanto no inicio da década de 60 retorna o uso e com advento do plástico novas formas de aplicação e um novo modelo de gerador de ozônio é lançado.

Em 1986 na universidade de Marbug é realizado os primeiros estudos em animais abrindo uma nova fase para ozônio terapia. A mesma é utilizada nos últimos 35 anos por diversos países, aumentando os estudos e conhecimentos sobre seu efeito farmacológico para serem utilizados tanto em animais como em humanos.

Esse pequeno histórico é para se conhecer um pouco mais da ozônio terapia e seu potencial de uso na veterinária principalmente no problema que representa uma perda significativa de valor econômico na pecuária leiteira, a mastite bovina que é impactada por todo o procedimento para tratamento do animal e seus desdobramentos

O uso da ozônio terapia se mostrou eficiente na mastite por deixar o leite livre de resíduos durante a terapia, na inflamação do úbere e na recuperação dos animais como tratamento de eleição ou coadjuvante ao tratamento convencional, sendo eficaz e segura alternativa de tratamento não sendo observados efeitos negativos durante aplicação de ozônio intramamario em vacas leiteiras.

De certa maneira a mastite está presente em 100% das fazendas sendo muito importante seu monitoramento e pronta recuperação do animal para minimizar as perdas de produção e econômica. A importância do monitoramento da condição de uso do sistema de ordenha é fundamental para o controle da mastite. É preciso observar sempre a capacidade do equipamento quanto aos seus níveis de vácuo e adaptação dos conjuntos de ordenha. Controlar a utilização e substituição das partes de borracha, em especial as teteiras que possuem vida útil pré-determinada e a integridade e comprimento das mangueiras, tanto de leite como de vácuo para melhor desempenho do equipamento minimizando os efeitos negativos da ordenha.

Devemos estar sempre vigilantes, entretanto com estratégias definidas e aplicadas. Devemos contar com bom assessoramento veterinário e técnico para o sistema de ordenha auxiliando no alcance dos objetivos e numa lactação sem imprevistos.

 

Boa lactação!

 Por Lissandro Stefanello Mioso, Consultor Técnico/Comercial, Médico Veterinário

 

Bibliografia:

Ozônio Terapia em Medicina Veterinária; autora: Phd. DMV. Zullit B. Zamora Rodrigues;

Colaboradores: DMVZ. Eduardo Fleitas Gonzalez

                             PhD. Oscar E Ledea Lozano

                              Dr. Sc. Wilfredo Irrazabal Urruchi

 

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JUNIORMINEIRO BRASIL

DOM CAVATI - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

HÁ 2 DIAS

Muito bom quero receber dicas de vcs ai pra me ajudar aprimorar mais ainda o rebanho leiterio
MARKETING

CACHOEIRINHA - RIO GRANDE DO SUL - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

HÁ UM DIA

Boa tarde Junior, no nosso site (http://inabor.com.br/noticias/) você pode ver todas as matérias que publicamos aqui no Milkpoint. Abraço!