ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

A plataforma CheckMilk leva qualificação para milhares de propriedades leiteiras pelo Brasil

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 10/08/2021

3 MIN DE LEITURA

0
0

A ferramenta do IBS auxilia na condução de ações técnicas de campo, gestão e acompanhamento de fornecedores de leite

Dois anos após ter sido lançado pelo Instituto BioSistêmico (IBS) como uma spin-off, o CheckMilk está consolidado e abrange cerca de 10.000 propriedades leiteiras em todo o Brasil. É uma plataforma digital concebida para suprir o mercado da indústria láctea com ferramentas e soluções para implementação do Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite (PQFL) do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Atualmente, o CheckMilk está presente nos Estados do Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia e São Paulo. São atendidos 10 laticínios, 3 cooperativas e 3 projetos de assistência rural voltados às boas práticas de produção de leite.

O laticínio Da Fazenda, localizado no município de Lutécia-SP, é uma das empresas atendidas pelo IBS no CheckMilk. De acordo com Ana Carolina Silva, responsável pela qualidade do leite no laticínio Da Fazenda, o CheckMilk vem realizando um suporte fundamental para o cumprimento do PQFL, com a capacitação e qualificação dos fornecedores de leite.

“Esperamos que a qualidade do leite melhore cada dia mais, pois é essencial para os processos de fabricação no laticínio. Além disso, esperamos que os produtores acolham essa parceria como algo bom para eles, um suporte que vem para orientá-los nos pontos que precisam ser ajustados para que a produção esteja nos parâmetros exigidos pelo MAPA”, destaca Ana Carolina.

Além de auxiliar os laticínios e cooperativas de leite em toda elaboração, execução e prestação de contas do PQFL, previsto na I.N. 77/2018 do MAPA, a plataforma do IBS realiza a gestão de toda a equipe técnica de campo. A gestão é feita por meio do aplicativo que centraliza todas as competências das atividades técnicas, desde a propriedade até o laticínio.

“Nestes dois anos de atuação, o CheckMilk possibilitou, aos nossos clientes e parceiros, transparência, agilidade e acertos nas tomadas de decisão, no que diz respeito à gestão estratégica de fornecedores, equipe técnica de campo e obrigações legais junto ao MAPA”, afirma Matheus Silva, coordenador técnico do CheckMilk.

Atendimento remoto foi ampliado durante a pandemia de Covid-19

Por conta da pandemia de Covid-19, as ações técnicas de campo sofreram impacto pela suspenção das atividades presenciais por um tempo. Neste período, a possibilidade de atendimento remoto foi amplamente explorada pela equipe do CheckMilk.

CheckMilk

“Temos dentro da ferramenta a possibilidade de registro e acompanhamento dos atendimentos remotos. Compartilhamos também materiais técnicos e de educação continuada para os fornecedores de leite”, explica Matheus Silva.

Segundo ele, as ações técnicas despertaram o interesse dos produtores em se capacitarem de forma interativa, quebrando o paradigma de que os atendimentos técnicos teriam que ser sempre presenciais. “Essa interação com os dispositivos móveis dinamizou o processo de assistência no campo e otimizou o tempo dos técnicos”, complementa.

Sistema em constante evolução para atender as demandas dos usuários

Para Luís Henrichsen, diretor corporativo do IBS, o CheckMilk teve um crescimento expressivo nos dois anos de existência e está em constante evolução. “Tornou-se uma robusta ferramenta de auxílio na condução de ações técnicas de campo, gestão e acompanhamento de fornecedores de leite”, pontua.

O diretor do IBS acrescenta que o retorno dos clientes e parceiros do Checkmilk, com dúvidas, sugestões e até mesmo críticas, é o que conduz as melhorias dentro do sistema. A equipe de Tecnologia da Informação do IBS, que desenvolveu o sistema, está sempre atenta às demandas que surgem dos usuários e que sinalizam possibilidades de aperfeiçoamento.

“Estamos inserindo novas funcionalidades para tornar a ferramenta cada vez mais aplicável nas empresas envolvidas com a cadeia produtiva leiteira. Seguiremos por esse caminho para tornar a assistência a campo presente num número cada vez maior de propriedades leiteiras no Brasil e em outros países”, adianta Luís Henrichsen.

Para saber mais detalhes sobre a plataforma CheckMilk, clique aqui!

 

Este é um conteúdo do Instituto BioSistêmico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint