ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Período de lactação e dias em leite: como interpretar corretamente esses índices zootécnicos?

EDUCAPOINT

EM 14/05/2018

0
1
O maior desafio do produtor é encontrar indicadores que possibilitem aferir se sua propriedade apresenta desempenho eficiente, o que pode ser analisado sob o ponto de vista econômico e técnico. O problema é que, nem sempre, uma propriedade leiteira tem eficiência técnica e econômica ao mesmo tempo. 

Através da interpretação dos índices zootécnicos, que permitem verificar o nível produtivo e reprodutivo do rebanho, é possível buscar o ponto ideal de equilíbrio entre o resultado técnico e econômico, alcançando o sucesso da produção leiteira.  

Dentre os índices produtivos, que incluem produção de leite por lactação e produção diária de leite, efeito da diluição da mantença, período seco, proporção de vacas em lactação, curvas de lactação e persistência da lactação, entre outros, há dois índices que muitas vezes são confundidos e que são extremamente importantes de serem aferidos e corretamente interpretados: período de lactação e dias em leite.

Período de lactação

Tradicionalmente, o período médio de lactação em rebanhos especializados é de 305 dias (ou 10 meses).

Já em rebanhos não especializados, com muito gado mestiço, cruzado, e com alta proporção de sêmen zebuíno e, além disso, sem a oferta de alimentos concentrados, é normal uma maior incidência de lactações mais curtas, de 210 a 240 dias (de 6 a 8 meses).

Em rebanhos especializados e com alta produtividade por outro lado, principalmente naqueles que têm dificuldade de manter o período de serviço de 90 a 150 dias, que é o período de re-concepção da vaca leiteira, é comum a gente ter a situação inversa, ou seja, a extensão do período de lactação dos tradicionais 10 meses até 12 meses (365 dias) ou até mais.

Lembrando que a definição de período de serviço é o número de dias entre o parto e a inseminação ou cobertura de sucesso, que dê início a uma nova gestação.

Dias em leite

Muitas pessoas confundem esse índice zootécnico, Dias em Leite, com o Período de Lactação, mas eles não são exatamente a mesma coisa. Dias em leite é o mesmo que período de lactação corrente do rebanho. Não é a duração total da lactação das vacas, mas sim, é o período em lactação atual que as vacas estão.

Basicamente, é um valor médio do rebanho e considera todas as vacas em lactação, as que estão no início, com poucas semanas pós-parto; as que estão no meio; e as que estão no fim da lactação, próximas a secar.

A meta desse importante índice zootécnico é que esse valor sempre fique, ao longo do ano, inferior a 180 dias.

Se o valor for muito baixo, inferior a 150 dias, é uma situação que, primeiro, é muito rara de acontecer, mas pode ocorrer em épocas do ano em que os produtores de forma proposital ou intencional, concentram um grande número de parições. Isso normalmente ocorre, no sul do país, nas estacoes de outono e inverno, para que se aproveite os melhores preços do leite praticados no meio do ano.

De maneira oposta, quando o valor de dias em leite médio do rebanho é superior a 180 dias, indica o inadequado desempenho reprodutivo, já que há uma menor proporção de vacas no início da lactação. Essa situação é muito comum.

Por que devemos tentar manter um valor médio do rebanho para dias em leite em até 180 dias?

Porque a produção cai em torno de 0,07 litro/dia após os 180 dias em leite. Isso porque há uma maior proporção de vacas do meio para o fim da lactação, fases onde a produtividade é naturalmente menor.

Confira no vídeo abaixo a aula do curso Índices de produtividade leiteira e composição do leite, que faz parte do EducaPoint, em que o especialista em manejo de bovinos leiteiros, Rodrigo de Almeida, professor da Universidade Federal do Paraná comenta sobre esses dois índices:

Além desse curso, Rodrigo de Almeida preparou para o EducaPoint, uma série de outros cursos sobre o assunto. Confira abaixo a lista completa:

Índices nutricionais e de manejo alimentar
Índices reprodutivos e de melhoramento
Índices de produtividade leiteira e composição do leite
Índices econômicos, de criação de animais jovens e de produção sob pastagens 

Participe e conheça os principais índices que devem nortear a produção leiteira em uma propriedade eficiente e lucrativa. Para participar de todos esses cursos, assine o EducaPoint!

Com planos totalmente acessíveis, a plataforma oferece o que há de melhor e mais atual na pecuária brasileira, e os assinantes têm acesso ilimitado a todos os cursos (já são mais de 110 temas).

Conheça os planos aqui! Ou experimente realizando um breve cadastro no site: https://www.educapoint.com.br/experimente/.

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
Whatsapp (19) 99817- 4082

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.