carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

"Produtores e técnicos obtendo resultados de ponta" será tema do Intereite Sul 2017

postado em 03/10/2016

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Conhecer o que os produtores vêm fazendo para obter resultados técnicos e econômicos satisfatórios na produção leiteira. Esse é o objetivo do Interleite Sul 2017, que será realizado nos dias 17 e 18 de maio em Chapecó/SC. Chegando na sua 7ª edição, o evento terá como parceiro co-realizador Wagner Beskow, pesquisador, consultor e sócio-diretor da Transpondo - empresa de pesquisa, treinamento e consultoria agropecuária, especializada na busca de soluções para os desafios da cadeia produtiva do leite como um todo.

Wagner Beskow Wagner Beskow 

“O Interleite Sul retorna a Chapecó com um grau de maturidade bastante interessante. O formato focará nos produtores e técnicos e os painéis abordarão casos de sucesso de pecuaristas de vários portes – não deixando de lado os produtores familiares, que perfazem a maioria da produção de leite no Sul. Os técnicos de destaque falarão sobre os temas nos quais os produtores vão compartilhar, ocorrendo uma mescla de experiência prática com conceitos técnicos. Wagner é um técnico muito competente e possui uma visão muito abrangente da cadeia. Estamos muito satisfeitos com mais essa parceria que fazemos”, pontuou Marcelo Pereira de Carvalho, CEO da AgriPoint.

Marcelo Pereira de Carvalho - CEO AgriPoint
Marcelo Pereira de Carvalho 

Segundo ele, unindo a experiência da AgriPoint em realizar eventos com a excelente visão técnica de Beskow, o evento realmente fará a diferença e trará efetiva contribuição para todos os agentes. A linha mestra será a busca por maior eficiência, viabilização econômica e aplicação de tecnologias para a região Sul.

Para Wagner, o Interleite Sul tem sido um espaço de atualização, de aprendizagem e de expansão dos horizontes e das mentes que atuam na cadeia produtiva. “Em 2016, pela primeira vez, houve descontinuidade em sua realização e isso preocupou a todos que, por tanto tempo, têm se beneficiado dele. A Transpondo nada mais foi que uma porta-voz dessa preocupação, que percebemos ser a mesma da AgriPoint. O evento será semelhante ao do último Interleite Brasil, mas com dois produtores e um profissional por painel. Uma outra particularidade é que a seção de encerramento será feita por palestrantes técnicos - que terão a missão de apontar caminhos e soluções para os desafios à frente”.

Definido conjuntamente entre a AgriPoint e a Transpondo, o tema central desta edição será "Pessoas e tecnologias intensificando a produção e colhendo resultados no Sul do país". “Leite é feito por pessoas determinadas, bem orientadas, que sabem o que querem, que empregam as tecnologias corretas, na forma, intensidade e momento prescritos, e fazem isso buscando lucratividade em seu negócio. Serão valorizados e reconhecidos o produtor, o técnico que se relaciona com este, o vendedor de insumos, o prestador de serviços, o transportador e a indústria. Não existe leite com escala, qualidade e rentabilidade sem a perfeita sintonia de todos estes elos”, ponderou o sócio-diretor da Transpondo.

Ele ainda destacou que o Interleite Sul voltará para Chapecó, mas a AgriPoint e a Transpondo farão o possível para que todos os três estados do Sul (RS, SC e PR) estejam e se sintam bem representados. “É um simpósio da Região Sul como um todo e, por isso, pretendemos ter temas, palestrantes e inscritos de todos os ‘rincões sulinos’”. A ideia é que intensificar a participação dos produtores de leite na plateia e estimular todos que se interessam por problemas reais do dia a dia, respaldados por uma visão de futuro para a área.

“Há momentos de baixar a cabeça e trabalhar, há outros de recarregar as baterias. O Interleite Sul permite o contato com pessoas e instituições especiais, que acreditam no futuro do leite em nosso país. Delas ouviremos ideias e experiências e com elas deixaremos impressões e sugestões. É um espaço de trocas. Esse deve ser o espírito de todos: público, palestrantes, empresas e demais instituições. Contamos com o apoio do setor para que o evento possa ser cada vez mais relevante e frutífero para todos os elos da cadeia produtiva sul brasileira”, completou Wagner.

Segundo Marcelo, o Interleite reunirá laticínios, técnicos, entidades de assistência técnica, produtores, entre outros - pois tem uma capacidade de mobilizar e trazer uma mensagem que fará efetivamente a diferença no setor. “Esse é o nosso objetivo e estamos muito satisfeitos com a parceria e o rumo que o evento vai tomar”, finalizou.

Ficou interessado? Aguarde que em breve traremos novas informações sobre o Interleite Sul 2017!  

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

PAULO ROBERTO VIANA FRANCO

Juiz de Fora - Minas Gerais - Consultoria/extensão rural
postado em 29/09/2016

O tema principal do produtor de leite deveria ser ter vaca eficiente e lucro com produção.
O principal é vaca comer capim de qualidade(+ 12%) e produzir leite..

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade