carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Como avaliar o bem-estar animal em fazendas leiteiras?

postado em 14/11/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O conceito de bem-estar animal, como ciência, já é tratado há várias décadas, sendo muito consolidado na bovinocultura de corte e avicultura e, nos últimos anos, vem ganhando muita importância na pecuária leiteira. O bem-estar animal surgiu, principalmente, pela pressão dos consumidores em saber a origem e qualidade dos produtos adquiridos. Hoje, o tema tem sido amplamente demandado, não só pelo mercado, como também pelos meios produtivos.

Sabe-se que vacas em boas condições de bem-estar produzem mais leite, apresentam melhores índices reprodutivos, têm menos problemas de saúde e, desta forma, ficam mais tempo no rebanho. Por outro lado, animais estressados apresentam menor imunidade, são de difícil manejo, tendem a consumir menos alimentos, sendo que todos esses fatores acabam interferindo na saúde e produtividade e, consequentemente, na sua longevidade dentro do sistema.

Mas como avaliar o bem-estar animal em fazendas leiteiras? 4 critérios principais podem ser analisados, são eles: boa saúde, boa alimentação, boa instalação e bons comportamentos. Ao que se deve atentar em cada um desses aspectos?

*Boa saúde: verificar se a vaca apresenta um bom escore corporal, bons aprumos, se está apresentando algum tipo de corrimento vulvar, ocular ou nasal ou sintoma aparente de doença;

*Boa alimentação: oferecer uma dieta balanceada, realizar leituras de cocho – o ideal é sempre ter alimentos disponíveis -, e a água precisa ser de boa qualidade.

*Boa instalação (bom ambiente): pensar no que pode ser melhorado no ambiente do animal - disponibilidade de sombra natural ou artificial, refrescamento nas pistas de trato, nas salas de ordenha, e higiene das instalações.

*Bons comportamentos: na sala de ordenha, um indicador muito claro apresentado é a ruminação. Quando se percebe que a maioria dos animais estão ruminando, isso indica que as vacas estão confortáveis, e não sofrem estresse durante a relação humano x animal.



Uma dica interessante durante a avaliação é aproveitar as oportunidades que se tem no dia a dia na fazenda, por exemplo: durante o caminho das vacas para a sala de ordenha, é importante observar o escore de locomoção (se as vacas caminham tranquilamente, isso mostra que estão confortáveis com essa situação, além de apresentarem boas condições de aprumos).

Outro pronto para se avaliar é o comportamento do rebanho durante o refrescamento. Se os animais estão tranquilos e apresentam baixa frequência respiratória, isso mostra que as vacas estão bem adaptadas e confortáveis nesse ambiente.

A interação entre o humano e a vaca também é um forte aspecto a ser considerado. Na medida em que a teteira é inserida, pode-se observar o comportamento da vaca. Esse é o momento mais íntimo que o ordenhador tem com os animais, e se as vacas permanecem tranquilas e se mexem pouco, percebe-se que o manejo está acontecendo de maneira adequada.

Outros cuidados e práticas que auxiliam na proporção do bem-estar dos animais são apresentados no curso online “Bem-estar animal: estratégias de manejo que fazem a diferença na fazenda leiteira”, ministrado pela Dra. Lívia Carolina Magalhães Silva (zootecnista, especialista em bem-estar animal) no EducaPoint.

Para ter acesso ao conteúdo completo desse curso e muito outros que oferecem conhecimentos para o desenvolvimento do setor agrário, basta assinar o EducaPoint. Com planos totalmente acessíveis, a plataforma oferece o que há de melhor e mais atual na pecuária brasileira, e os assinantes têm acesso ilimitado a TODOS os cursos (já são cerca de 100 temas).

Conheça os planos de assinatura neste link: https://www.educapoint.com.br/checkout/.

Ou experimente grátis aqui!

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
Whatsapp (19) 99817- 4082
Skype: atendimento@educapoint.com.br 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade