carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Diarreias de origem bacteriana: entenda e aprenda a controlar

Por Bayer Saúde Animal
postado em 10/07/2017

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A diarreia em bezerras é uma enfermidade multifatorial, que ocorre com maior frequência nos primeiros meses de vida, dentre as diferentes causas, as de origem bacteriana estão entre as principais responsáveis por grandes prejuízos econômicos devido aos elevados índices de mortalidade, aos custos com tratamentos, à perda de peso e ao menor desenvolvimento das bezerras doentes com relação às sadias.

Duas bactérias que frequentemente causam diarreia são, a Escherichia coli (E. coli) e a Salmonella spp. A infecção por E. coli acomete bezerras mais jovens, nos primeiros dias de vida, causando infecções principalmente no intestino delgado, provoca diarreia profusa, aquosa ou pastosa, geralmente, de coloração amarelada a esbranquiçada, em alguns casos, com estrias de sangue e odor fétido. As bezerras podem não ingerir alimento, nem água, dependendo do grau de acidose e desidratação, podendo ainda, apresentar febre e cólicas. Já a infecção por Salmonella spp acomete geralmente bezerras de quatro a sete semanas de idade. Os sinais clínicos têm aproximadamente uma semana de evolução e incluem febre, anorexia e diarreia profusa acompanhada por desidratação, toxemia e perda de peso. As fezes têm odor pútrido e contêm grandes quantidades de muco, com ou sem sangue, e podem conter moldes de fibrina. Freqüentemente há cólica, evidenciada por gemidos e coices no flanco.

Para o tratamento deste tipo de diarreia recomendamos o uso de um potente antibiótico de rápida ação (Enrofloxacina 10% - 3mL/40kg p.v./dose única - Kinetomax®). Este apresenta uma ótima eficácia no controle do agente bacteriano, mas devemos considerar outros importantes fatores que podem levar o animal a morte mesmo recebendo a antibioticoterapia adequada, sendo eles: Promover a reidratação e correção da acidose metabólica do animal com soluções próprias para este fim (GLUTELLAC®), além de combater a produção de enterotoxinas, febre e dor com o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (Flunixim Meglumine 2mL/45kg p.v./dose única - Flunamine®) que possuem uma ação potente e não causam a queda da imunidade do animal.
 
É importante reconhecer que, devido às características complexas da enfermidade, o que se busca é a menor incidência possível da doença, economicamente compatível com o sistema de produção. É impossível eliminar totalmente a enfermidade. O efetivo controle da diarreia baseia-se em três princípios: a) reduzir o grau de exposição dos animais aos agentes infecciosos, mantendo o local, baldes e mamadeiras limpos, fazer o controle de vetores, como as moscas, utilizando iscas atrativas (QuickBayt®); b) fornecer adequada administração de colostro e bom manejo; c) aumentar a resistência específica dos bezerros através de vacinação das fêmeas gestantes.

Quer melhorar seu conhecimento no tema, continue acompanhando os artigos publicados!!



Autores:

André Grando Pratto, Médico veterinário formado pela UPFR. Atua como Promotor Técnico Veterinário da Bayer Saúde Animal no Paraná.

Eduardo Eiti Ichikawa, Médico veterinário formado pela UFPR. Atua como Gerente Técnico da Bayer Saúde Animal - Bovinos.


Referência
Riet-Correa, F. Schild, A. Mendez, M. Lemos, R. Livro Doenças de ruminantes e equinos 2ª edição.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

FABRÍCIO

Vespasiano Correa - Rio Grande do Sul - Produção de leite
postado em 10/07/2017

Prezados, referente ao item "c) aumentar a resistência específica dos bezerros através de vacinação das fêmeas gestantes". Que tipo de vacina seria esta?  Obrigado. Fabrício - Rio Grande do Sul.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade