FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Valor do leite nos últimos anos

POR MAURÍCIO PALMA NOGUEIRA

PANORAMA DE MERCADO

EM 23/06/2005

4 MIN DE LEITURA

2
0

Atendendo sugestão de leitores, a Scot Consultoria analisou os preços do leite em períodos mais longos. Porém, pela disponibilidade de informações mais confiáveis do mercado, a análise contemplou apenas os preços praticados no Estado de São Paulo, haja visto que a Scot Consultoria começou a analisar o mercado leiteiro apenas a partir de março de 1998. Embora existam diferenças entres os preços de São Paulo e os de outros Estados, a tendência de valores é a mesma.

Atualmente os preços médios de São Paulo estão em torno de R$0,586/litro, valores brutos colocados na plataforma. Na média ponderada do Brasil, os preços atuais são de R$0,573/litro. Embora possam ocorrer pequenos reajustes, pouco significativos, acredita-se que o mercado esteja nos patamares mais altos de 2005; a partir de agora estabilidade curta e tendência de baixa, a persistir o cenário atual.

Em 2005, atualizando os preços pelo IGP-DI, o valor médio do leite brasileiro, de janeiro a maio, é de R$0,553/litro. Em São Paulo, esta média é de R$0,56/litro. Os preços pagos aos produtores paulistas compõem 8,44% do valor médio nacional; respeitando o volume em que a produção paulista representa no total dos Estados que produzem mais de 95% da produção nacional de leite.

Nos últimos 5 anos, o valor médio do leite, quando se corrige a inflação pelo IGP-DI, é de R$0,533/litro, média nacional, e R$0,548/litro no Estado de São Paulo. Portanto, tudo indica que até o momento a média de preço de 2005 vem superando os valores pagos ao longo dos últimos 5 anos. De fato, os últimos 3 anos tem sido os mais favoráveis aos produtores leiteiros, quando se comparam os últimos anos.

E é justamente por esta observação que leitores sugeriram análises em períodos mais longos de preços, atualizando a inflação e indexando pelo dólar. O que estaria ocorrendo com os preços do leite no longo prazo?

Na figura 1 é apresentada a evolução dos preços do leite no Estado de São Paulo no período de janeiro de 1985 a maio de 2005, pouco mais de 20 anos.
 


Observe que, claramente, os valores do leite vêm caindo ao longo dos anos. Essa é uma tendência para todas as commodities, especialmente as agropecuárias. Pela figura, também é possível observar o momento mais favorável dos últimos anos. Mesmo a queda em 2004, pós-crise da Parmalat, não trouxe maus resultados pelo fato de que os custos das compras de concentrados se reduziram. É válido lembrar também que os preços do final do ano de 2001 foram os mais baixos da história; se existe um "fundo do poço", o dito cujo está ali.

Se o mesmo período for analisado em dólares, o comportamento dos preços não segue a mesma tendência observada quando a análise é feita em valores reais, corrigidos pelo IGP-DI. Na figura 2, os preços do leite estão apresentados em dólares, considerando o mesmo período de janeiro de 1985 a maio de 2005.

 


Observe que o dólar não se apresenta como um bom indexador histórico dos preços do leite. O período inicial de consolidação do plano Real, que coincide com o primeiro governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, aparece como um dos mais favoráveis aos produtores de leite em termos de preços, com a análise feita em dólares.

Neste período, meados da década de 90, os produtores de leite enfrentavam o auge das diversas mudanças que acabou levando o setor, finalmente, para a crise de preços que teve seu pior momento em 2001. A figura em dólares não reflete a realidade vivida pelos produtores, por isso o dólar não é um bom indexador para períodos mais longos, embora suas cotações sempre influenciem os preços no mercado interno. Políticas econômicas, e variáveis internacionais, acabam influenciando as análises.

Analisando os anos de 1994 a 1998, as cotações do leite mantiveram-se em torno de US$0,25/litro. A média de preços, em dólares, no período é de US$0,20/litro, enquanto em valores atualizados a média é R$0,80/litro.

Curioso que o produtor sempre relaciona o preço do leite, comparando com o valor da arroba bovina. A referência, tradicional, era 100 litros de leite equivalendo 1 arroba de boi gordo. Historicamente, a média da arroba do boi é US$20,00 e o preço do leite é US$0,20. Portanto, há uma razão para esta referência.

Na tabela 1 são apresentados os preços médios do leite, em São Paulo, em reais corrigidos pelo IGP-DI, e em dólares a cada qüinqüênio.

Tabela 1:Valores médios do leite analisados a cada qüinqüênio, em R$ corrigidos pelo IGP-DI e em dólares

 


Fonte: IEA/ Scot Consultoria

No último qüinqüênio, o leite vale apenas 47% do que valia no período de 1985 a 1990, imediatamente anterior a desregulamentação do mercado, comparando os preços em reais corrigidos pelo IGP-DI. Em dólares, as cotações médias do último qüinqüênio foram US$0,16/litro. Foi justamente neste período que o setor leiteiro começou a reverter o quadro de importador para exportador.

Em 2004, pela primeira vez, o Brasil registrou saldo positivo na balança comercial, no que diz respeito ao leite. A diferença entre exportações e importações foi de US$ 11,7 milhões. Saldo insignificante comparado ao resultado de US$35 bilhões do saldo da balança comercial do setor agrícola em 2004. O leite contribuiu com apenas 0,03% do resultado da balança comercial do agronegócio. Mas contribuiu!!! E como dizem no interior, "muito ajuda quem não atrapalha".


Em junho, com os preços provavelmente nos valores mais altos do ano, o leite brasileiro vale entre US$0,23 e US$0,24/litro, 50% a mais que a média dos últimos 5 anos; péssimo para os resultados na balança comercial.

 

MAURÍCIO PALMA NOGUEIRA

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

FERNANDO AFFONSO FERREIRA

ITABUNA - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/07/2005

Sendo a queda dos preços uma tendência, que acredito ser verdadeira, me pergunto: porque não saio da atividade, vendo as vacas e a terra para quem recebe mensalão?



Eu poderia ir para uma grande cidade, abrir um comércio, uma pequena indústria, ou uma empresa de prestação de serviço.



Certamente teria maior renda.
JORGE LEON PEREZ

OUTRO - PESQUISA/ENSINO

EM 25/06/2005

Este artigo é excelente. Gostaria de saber se esta é uma tendência apenas do Brasil e alguns países ou uma tendência mundial?



<b>Resposta do autor:</b>



A queda nos valores das commodities agrícolas é uma tendência que tem sido observada nos últimos anos. Em todo o mundo, este fato foi marca característica do mercado de commodities ao longo dos anos.



Tanto é que estima-se que os produtos de origem da terra, como agrícolas, madeira e minérios, perderam, em média, 50% de seu valor ao longo do século XX.



Um forte abraço e obrigado pela participação.



Maurício Palma Nogueira
MilkPoint AgriPoint