ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Vigor: Aquisição da Dan Vigor aumentará margens, diz CEO

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 22/09/2014

2 MIN DE LEITURA

0
0
O acordo anunciado ontem pela Vigor Alimentos, empresa de lácteos do grupo J&F – holding que também controla a JBS – para a aquisição de 50% da Dan Vigor, joint venture entre a dinamarquesa Arla Foods e a Vigor criada há quase 30 anos, significará incremento de margem para a empresa listada na BM&FBovespa, afirmou ao Valor o CEO da Vigor, Gilberto Xandó.

Pelos termos do acordo anunciado na quinta-feira (18), que precisa ser aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Vigor deterá 100% da Dan Vigor. Em troca, a Arla Foods, que é uma das maiores empresas de lácteos do mundo, terá 8% da própria Vigor.

De acordo com Xandó, o nível de margem da Dan Vigor, que faturou R$ 108,8 milhões no ano passado, é superior a 20%. No segundo trimestre deste ano, a Vigor teve margem Ebitda de 9,8%. “A aquisição tem um impacto na margem, sim. Porque só tínhamos 50% [da Dan Vigor] e agora teremos 100%. E estamos falando só de produtos premium”, afirmou hoje o executivo. Com uma fábrica no município de Cruzeiro (SP), a Dan Vigor é dona da marca Danubio e conta com um portfólio ‘premium’ como cream cheese, requeijão e fondue.

Segundo Xandó, Vigor e Arla Foods intensificaram as conversas em torno do acordo nos últimos três meses, no que ele avalia como caminho “natural” da parceria. O executivo assegurou, ainda, que o objetivo da Arla Foods não é aumentar a participação na Vigor para além dos 8% anunciados ontem.

“Eles não querem mais relevância dentro de uma estrutura. Querem que a estrutura local cresça e que eles façam parte disso”, afirmou Xandó. De acordo com o executivo, a Arla Foods já tem parcerias semelhantes a que terá com a Vigor, caso o Cade dê o aval para a operação, na China, Estados Unidos, Europa e na Argentina.

Xandó negou, ainda, que a operação tenha qualquer relação com as recentes aquisições anunciadas pela francesa Lactalis no Brasil, maior empresa de lácteos do mundo. A Lactalis acertou a compra da divisão de lácteos da BRF e de fábricas da LBR, que está em recuperação judicial.

No entando, Xandó reconheceu que a estratégia da Lactalis vai acirrar a disputa pelo mercado brasileiro de lácteos. “Claro que vai tornar nossa vida mais competitiva”, disse o executivo. Apesar disso, ele avalia que o movimento da Lactalis é positivo para a “criar valor” no setor.

Na opinião de CEo da Vigor, as aquisições feitas pela Lactalis só fazem sentido se a empresa francesa tiver o espírito “bem vindo” de adicionar valor. “Se fosse para fazer igual a esses que quebraram, era melhor não vir e não pagar o que pagaram”, avaliou ele, em alusão à LBR.

A notícia é do Valor Econômico.
 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint