ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Setor de lácteos da Alemanha precisa se consolidar, diz DMK

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 18/10/2011

2 MIN DE LEITURA

0
0
O setor de lácteos da Alemanha precisa buscar mais consolidação para entrar em mercados internacionais lucrativos para produtos lácteos, de acordo com a maior processadora de lácteos do país, DMK. Uma porta-voz da DMK disse que a companhia apoiou mais integração entre os processadores para competir nos mercados lucrativos de exportação de lácteos no mundo.

Apesar de a DMK controlar 20-25% da produção de leite da Alemanha, suas rivais europeias, Arla Foods (Dinamarca) e FrieslandCampina (Holanda) são responsáveis pelos maiores níveis de produção de leite locais. "Nos países vizinhos, a produção de lácteos é muito mais forte, o que significa que eles têm mais know-how para entrar em novos mercados", disse a porta-voz.

A DMK acredita que outros processadores devem direcionar a consolidação dentro do setor leiteiro alemão e que sua recente atividade dentro da Alemanha deve alertar as companhias locais de lácteos para essa necessidade. A companhia disse que sua formação - a empresa só começou as operações em maio através de uma fusão entre a Humana Milchindustrie e a Nordmilch - significa que agora a empresa tem capacidade de formular novos produtos para clientes nos países em desenvolvimento e expandir as operações no exterior.

A compra pela gigante sueca-dinamarquesa Arla da Hansa Milch em março e seu acordo recentemente anunciado - sujeito à aprovação pelos órgãos de regulamentação - para a compra da Allgaüland Käsereien também mostram a tendência de consolidação da Alemanha. Porém, no começo dessa semana, o European Milk Board (EMB) desafiou o conselho da União Europeia (UE) pelo que classificou como atitude "ignorante" sobre a reforma de lácteos dentro do bloco.

Uma das preocupações do EMB - expressos em sua conferência em fevereiro - é a ampla consolidação dentro do setor, que significa que os processadores de lácteos são capazes de monopolizar os mercados nacionais e têm poder exagerado quando negociam acordos de compra de leite com os produtores, apesar dos preços "garantidos". Questionada sobre a opinião dos produtores de leite europeus referente à afirmação da DMK sobre a necessidade de mais consolidação na Alemanha, a porta-voz da empresa disse que existe uma diferença entre a posição do EMB e dos produtores que são donos da empresa.

"O que nós (DMK) precisamos pensar é na necessidade de comercializar nossos produtos para beneficiar nossos produtores. Essa é a coisa mais importante para nós. Temos mais de 11.000 produtores por trás de nós que suportam nossa estratégia e isso é o mais vital".

A reportagem é do Dairy Reporter, traduzida e adaptada pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint