ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

SC: Epagri espera aumento na captação no 1º quadrimestre

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 03/05/2012

1 MIN DE LEITURA

0
0
A produção leiteira, em Santa Catarina, está em plena entressafra. Segundo estimativas do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Cepa), o volume de leite captado pela indústria catarinense em abril deste ano deverá situar-se ao redor 147,9 milhões de litros.

A referida redução da produção é normal nesta época do ano e ocorre devido à perda de qualidade da pastagem, causada pelo fechamento do ciclo das espécies de verão. Neste ano, excepcionalmente, a degradação da pastagem de verão foi mais severa pela forte estiagem que ocorreu mais intensamente na região oeste, principal bacia leiteira do Estado.
"Apesar disso, a captação estimada para os quatro primeiros meses de 2012 é bem superior à captação do mesmo período de 2011 e o aumento poderá chegar a 20%", afirma o analista de mercado da Epagri/Cepa, Francisco Heiden.

Este crescimento se explica principalmente por dois fatores. Primeiro pela tecnologia utilizada na implantação e manejo das pastagens que, de modo geral, tem ganhado importância na gestão da propriedade. Atualmente esta tecnologia está sendo constantemente aperfeiçoada e cada vez mais é adotada pelos produtores catarinenses. O segundo fator é a complementação das vacas com alimentos concentrados.

Em nível de Brasil, no entanto, o crescimento da produção no primeiro quadrimestre de 2012 é muito menor do que ocorreu em Santa Catarina. Se o comportamento da produção nacional, neste período, for semelhante ao que aconteceu em 2011, estima-se que o crescimento médio deverá situar-se próximo de três por cento.

Desta forma, a menor oferta nacional de matéria prima, tornou o mercado firme no início de 2012, apresentando aumentos dos preços médios acima dos valores no mesmo período de 2011.

Segundo o levantamento da Epagri/Cepa, a tendência para os próximos meses é de estabilidade dos preços, mas com possibilidade de pequenos aumentos, dependendo do comportamento da produção no sudeste e centro oeste brasileiro, cuja retomada do crescimento da produção acontece geralmente a partir de junho. Porém, não existe consenso entre os compradores catarinenses. Há algum tempo, boa parte dos compradores falam em redução dos preços da matéria prima, apesar disso, até agora os preços continuam bem acima dos preços registrados em anos anteriores.

A matéria é do Epagri, resumida e adaptada pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint