ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

RS: fim da estiagem anima produtores de leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 28/05/2009

1 MIN DE LEITURA

0
0
A volta das chuvas traz esperanças de melhores negócios no setor leiteiro gaúcho. Esse é o sentimento dos criadores de bovinos de leite presentes na 5ª Feira Nacional do Agronegócio (Fenasul), que acontece até domingo no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O fim da estiagem, que desde o final do ano passado provocou quedas de até 35% na produção leiteira do Estado, representa uma oportunidade de recuperar os prejuízos sofridos.

O primeiro efeito sentido pelos produtores é o aumento no preço do produto. Na sexta-feira passada, o Conselho Estadual do Leite (Conseleite) divulgou a tendência do valor de referência para o produto no mês de maio, que é de R$ 0,6470, um acréscimo de R$ 0,08 em relação ao valor de março. Entretanto, o resultado ainda é pequeno se comparado com os valores do varejo, onde os preços já subiram até 8% nas últimas semanas. Embora o acréscimo ainda não tenha sido repassado aos produtores, ele já cria boas expectativas.

Não são apenas os produtores que esperam recuperar os prejuízos. As indústrias de máquinas e implementos para o setor leiteiro também esperam um aumento nas vendas após um período de estagnação. José Ernesto Ferreira, da Gadolando, concorda que os negócios do setor deverão ter seu ritmo acelerado em breve. Segundo o dirigente, devido ao prazo de cerca de 60 dias para a recuperação das pastagens, a produção ainda deve se manter abaixo do normal durante esse período, garantindo preços mais elevados ao mesmo tempo em que promove o retorno da confiança dos criadores de gado leiteiro. "Quando há seca, o produtor fica mais receoso, mas agora está começando a voltar à normalidade", aponta.

Ferreira lembra as boas condições para a realização de negócios. O Banrisul liberou R$ 12 milhões para financiamentos. Na aquisição de animais, poderá ser financiado até 100% do valor, com limite de R$ 30 mil por produtor/ano agrícola. O prazo para pagamento é de 36 meses para os bovinos de leite e 24 meses para demais animais, com taxas de juros de 6,75% ao ano.

As informações são do Jornal do Comércio/RS, adaptadas e resumidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint