ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

RS: estreia da ministra da Agricultura

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 09/03/2015

1 MIN DE LEITURA

1
0
De origem rural, Kátia Abreu deve fazer na segunda-feira (9) sua estreia no Rio Grande do Sul na condição de ministra. Presença confirmada para a abertura oficial da feira de agronegócio que ocorre em Não-Me-Toque, começa o roteiro pelo local que é uma das referências do agronegócio gaúcho, em visita carregada de expectativas. "Esperamos que possa trazer ações de apoio que animem os produtores" afirma Enio Schroeder, vice-presidente da Cotrijal.

A lista de temas que interessam ao Estado é grande e vai da crise vivida pelo setor leiteiro às demarcações de terra. Apesar de não ser atribuição direta da pasta, a questão atinge em cheio famílias de agricultores do norte gaúcho e avançou quase nada desde o ano passado, quando a tensão evoluiu para a violência e deixou dois agricultores mortos em Faxinalzinho. "É preciso retomar o trabalho para buscar alternativas", avalia Cleonice Back, coordenadora no Estado da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetraf-RS).

Com relação à produção de leite, há uma esperança de que Kátia possa anunciar a liberação de mais R$ 10 milhões, já solicitados formalmente pelo grupo que monitora a crise, para a aquisição, via Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), de cerca de mil toneladas do estoque do Estado. O primeiro recurso liberado já está sendo utilizado para a compra de mais mil toneladas de leite em pó. "Quem sabe teremos alguma sinalização do Plano Safra, uma possível redução da taxa de juro e aumento do preço mínimo" diz Carlos Joel da Silva, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS(Fetag-RS).

Com a necessidade de manter os gastos sob controle, é pouco provável que qualquer boa nova venha de cifras. O que a ministra tem dito é que vai mudar o jeito como as coisas são feitas, imprimindo uma gestão diferente, focada em resultados técnicos.

Uma coisa é certa: vai faltar lugar para a mesa de autoridades na segunda – o governador José Ivo Sartori também confirmou presença. Então, a hora é mais do que apropriada para colocar os pedidos à mesa.

A reportagem é do Jornal Zero Hora.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SIDNEY LACERDA MARCELINO DO CARMO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 09/03/2015

Prezados,



Se não houver uma gestão sobre a importação nenhum produtor aguentará.
MilkPoint AgriPoint