ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Programa FReSH: companhias de lácteos participam de projeto de sustentabilidade

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 25/01/2017

3 MIN DE LEITURA

0
0
Na Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial, realizada em Davos, Suíça, 25 companhias globais anunciaram seu compromisso colaborativo para acelerar a mudança transformacional nos sistemas globais de alimentos. Entre o grupo estão diversas companhias de lácteos, bem como companhias relacionadas à indústria de lácteos.

programa FReSH (Reforma Alimentar para a Sustentabilidade e Saúde, da sigla em inglês)

O programa FReSH (Reforma Alimentar para a Sustentabilidade e Saúde, da sigla em inglês) - sob a liderança do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD) e da EAT Foundation (EAT) – está designado a acelerar a mudança transformacional nos sistemas globais de alimentos para alcançar dietas saudáveis e agradáveis para todos, que são produzidas de forma responsável. Embora 25 empresas tenham estado envolvidas no lançamento do grupo, esse não é fechado a outros para participar e contribuir.

O objetivo é que o FReSH reúna negócios e ciência. O programa pretende aproveitar o conhecimento e os esforços das instituições de pesquisa e trabalhar com a comunidade empresarial para desenvolver soluções bem sucedidas e de alto impacto. Quase 100% dos alimentos consumidos em todo o mundo são produzidos e fornecidos pelo setor privado. Isso coloca as grandes e pequenas empresas no centro do potencial de mudança transformacional nos sistemas de alimentos em todo o mundo.

O FReSH é uma plataforma para que o setor privado alcance essa transformação em um espaço seguro e pré-competitivo. Em cooperação com a ciência, com a academia, com os políticos e com a sociedade civil, o FReSH catalisará mudanças nos sistemas de alimentos, levando em conta os padrões alimentares locais, focando nas seguintes áreas:

- Desenvolvimento de diretrizes sobre dietas saudáveis e sustentáveis levando em conta considerações sociais e ambientais;
- Ajustamento da produção de alimentos, incluindo formulação e oferta para ajudar a alcançar dietas saudáveis e sustentáveis;
- Reorientação do consumo de alimentos para fortalecer a demanda por dietas saudáveis e sustentáveis;
- Melhora da obtenção de alimentos e redução das perdas e desperdícios de alimentos; 
- Medição, registro e comunicação de progressos.


O FReSH baseia-se nas descobertas da Comissão EAT-Lancet sobre Dietas Saudáveis, onde um grupo multidisciplinar de cientistas está sintetizando evidências existentes para estabelecer metas para sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis.

O Fórum Econômico Mundial lançou um relatório de cenários sobre o futuro dos sistemas globais de alimentos. Este relatório identifica duas incertezas críticas para o futuro dos sistemas de alimentos - mudança de demanda e conectividade de mercado - e explora quatro cenários potenciais que poderiam criar.

A Comissão de Desenvolvimento Empresarial e Sustentável pediu que líderes empresariais enfrentem os desafios dos sistemas de alimentos. Resolver esses desafios de forma sustentável poderia desbloquear oportunidades de negócios no valor de US $ 2,3 trilhões por ano até 2030, gerando quase 80 milhões de empregos. O programa FReSH dará suporte ao desenvolvimento de um roteiro do setor de Metas de Desenvolvimento Sustentável (SDG).

Arla Foods

Como membro da EAT, a Arla já está participando de um trabalho que liga alimentação, saúde e sustentabilidade com ciência, negócios, sociedade civil e políticas. "É natural para a Arla contribuir baseada em nossa experiência com práticas de produção de leite sustentável e conhecimento do alto valor nutricional dos produtos lácteos", disse Kristian Østerling Eriknauer, vice-presidente de Responsabilidade Social Corporativa da Arla.

"Acreditamos que nosso compromisso com a responsabilidade e sustentabilidade em longo prazo só é possível em cooperação com outros". Veja abaixo a lista das 25 companhias que fazem parte do FReSH:

Arla
Bayer
The Boston Consulting Group Cermaq
C.P. Group (Charoen Pokphand)
Danone
DSM
DuPont
ERM (Environmental Resources Management)
Evonik
Firmenich
FrieslandCampina
Givaudan
Google
Kellogg
Nestlé
Pepsico
Protix
Quantis Rabobank
Sigma Alimentos Solvay
Syngenta Unilever
Yara


Leia também: 

Tesco se une com Yeo Valley para criar um iogurte com maçãs "imperfeitas"

Economia circular: focada na sustentabilidade, Danone acelera transição global

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint