ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Produção de leite da Fonterra aumentou em 8%

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 12/06/2014

2 MIN DE LEITURA

0
0
A captação de leite pela cooperativa neozelandesa Fonterra na Nova Zelândia nos últimos 12 meses, até 31 de maio, foi 8% maior do que na estação anterior, mas na Austrália, foi 2% menor.

Em seu Global Dairy Update divulgado recentemente, a Fonterra informou que a captação de leite na Nova Zelândia para a estação de 2013/14 alcançou 1,584 bilhão de quilos de sólidos do leite – equivalente a cerca de 18,84 bilhões de quilos de leite, 8% a mais que em 2012/13.

Entretanto, a coleta de leite para a estação produtiva da Austrália, que termina em 30 de junho, até agora alcançou 112 milhões de quilos de sólidos do leite (1,33 bilhão de quilos de leite), 2% a menos que no mesmo período da estação anterior, como resultado das condições climáticas abaixo da média na primavera.

A Fonterra informou que, embora os produtores de leite da Nova Zelândia tenham passado por condições variadas no país em 2013/14, um inverno e uma primavera moderados garantiram um bom começo para a estação.

A captação de leite da Fonterra na Nova Zelândia para o mês de maio de 2014 foi de 61 milhões de quilos de sólidos do leite (725,9 milhões de quilos), mais que os 49 milhões de quilos de sólidos do leite (583,1 milhões de quilos) em maio de 2013. Na Austrália, a captação de leite em maio foi de 9 milhões de quilos de sólidos do leite (107,1 milhões de quilos), mais que os 8 milhões de quilos de sólidos do leite (95,2 milhões de quilos de leite) em maio de 2013.

Em sua visão global do setor de lácteos, a Fonterra reportou uma mudança na oferta e demanda nos últimos meses, indicando que a volatilidade continuou exercendo influência sobre a previsão global para os lácteos. Os preços caíram com relação ao pico alcançado em fevereiro desse ano.

“A avaliação da Fonterra das estatísticas industriais publicadas indica que as exportações totais de lácteos alcançaram 14,2 milhões de toneladas, 3% a mais que no ano anterior para os 12 meses até fevereiro de 2014. A maioria do crescimento parece ter vindo da União Europeia (UE), Nova Zelândia e Estados Unidos”.

O crescimento na produção de leite nos principais países exportadores do Hemisfério Sul, Argentina, Austrália, Nova Zelândia e Uruguai, deverá aumentar em 7,2% no primeiro trimestre de 2014.

A Fonterra reportou que a demanda ainda está forte na China e na Rússia, os principais direcionadores do mercado global de lácteos, direcionadas pela demanda por leite em pó na China e por queijos na Rússia.

As importações de lácteos pela China aumentaram nos últimos seis meses, com as importações alcançando quase 2 milhões de toneladas ou cerca de 16% das importações globais. O crescimento das importações de lácteos pela China foi de 39% para os 12 meses até fevereiro de 2014.

As exportações globais à Rússia aumentaram em 9%, alcançando cerca de 1,5 milhão de toneladas para os 12 meses até fevereiro de 2014.

A reportagem é do The Australian Dairyfarmer, traduzida pela Equipe MilkPoint Brasil.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint