ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Presidente da CNA destaca a importância do fortalecimento da classe média rural para a agricultura brasileira

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 04/07/2012

2 MIN DE LEITURA

0
0
A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, destacou, em discurso no Senado, nesta terça-feira (3/7), a importância do fortalecimento da classe média rural para que a agricultura brasileira continue a ser uma das melhores e mais baratas do mundo. "Nós precisamos almejar a classe média rural, assim como foi feito nas cidades. O agronegócio não pode ser uma ilha de prosperidade com um oceano de pobreza em volta", afirmou. Segundo a senadora, o modelo anterior de política agrícola, focado na produção, fez encolher a classe média no campo, enquanto as classes D e E aumentaram. O desafio será aumentar a classe média rural em 30% nos próximos cinco anos, com os novos mecanismos do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2012/2013, lançado pelo Governo Federal na semana passada.

Entre as novas medidas do PAP, que proporcionarão o crescimento da classe média no campo, a presidente da CNA ressaltou a ampliação do valor do seguro agrícola, que passou de R$ 250 milhões para R$ 400 milhões, a criação de uma central de risco, com informações transparentes sobre a capacidade de pagamento dos produtores rurais, e com o repasse direto da subvenção econômica aos agropecuaristas, sem a intermediação das traders. Com a ampliação do seguro agrícola, a área de lavouras seguradas no Brasil passou de 5% para 20%. "Ainda não chegamos ao patamar que queremos, mas nós vamos chegar lá. Estivemos em audiência, por duas vezes, com a presidente Dilma Rousseff discutindo a política agrícola e conseguimos sensibilizá-la quanto à importância do seguro agrícola", disse a senadora. "O que queremos é chegar a 50% da área plantada segurada em 2015", completou.

A senadora lembrou que a adesão à central de risco será voluntária, mas que os produtores rurais com baixo risco de inadimplência serão beneficiados com empréstimos a taxas de juro mais baixas. Hoje, segundo a senadora, porque o risco é desconhecido, os juros são altos para todos os produtores. Quanto ao repasse direto da subvenção aos produtores, a senadora explicou que a medida permitirá que o dinheiro chegue mais rápido ao produtor que teve a safra frustrada. Segundo a presidente da CNA, como a política agrícola sempre se baseou na produção e no abastecimento, a ajuda do Governo chegava atrasada, na forma dos leilões da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). "A Conab e o Ministério da Agricultura atuavam em função do abastecimento e da produção, tanto faz o leilão do arroz ser hoje ou daqui a 60 dias. Não tem problema os produtores quebrarem, porque o arroz já havia sido colhido", disse. A senadora ressaltou que o novo mecanismo beneficiará diretamente os produtores da classe média rural, já que os grandes produtores vendem a produção no mercado futuro, antes do início do plantio.

Outras medidas do PAP 2012/2013 elogiadas pela presidente da CNA foram a redução da taxa de juros para as operações de custeio, comercialização e investimento, que caíram de 6,75% para 5,5%, ao ano; o aumento do limite de financiamento por produtor para R$ 800 mil, uma proposta da CNA acatada integralmente pelo Governo; a diminuição de 6,25% para 5%, ao ano, para empréstimos dos recursos contratados no âmbito do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), assim como a ampliação do limite dessa modalidade de financiamento para R$ 500 mil por produtor. Com o novo PAP, a senadora prevê uma safra recorde de 170 milhões de toneladas.

A matéria é da assessoria de Comunicação CNA, adaptada pela Equipe AgriPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint