ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

O setor agropecuário e a sociedade não aguentam mais impostos, diz presidente da CNA

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, disse que a incidência de mais tributos sobre a produção vai reduzir a competitividade do setor agropecuário. A afirmação foi feita, nesta quarta-feira (2/3), em Brasília (DF), durante o lançamento do movimento “Agora Chega de Carga Tributária – Não à CPMF”, campanha lançada nacionalmente pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com o apoio da CNA e de mais de 100 entidades da sociedade civil, contrárias à cobrança de mais impostos e à volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

“A sociedade não aguenta mais tributação, qualquer que seja. E com a agropecuária não é diferente. Estamos vendo nossa competitividade ser reduzida e qualquer tributação em cima do que produzimos vai reduzi-la ainda mais”, afirmou João Martins. Ele ressaltou que, há duas semanas, a entidade apoiou os produtores de Goiás contra a oneração sobre as exportações de soja e milho pelo governo estadual, medida que acabou sendo suspensa na última sexta-feira. Ele também reiterou a posição da entidade, contrária ao retorno da CPMF.

O presidente da CNA relatou, também, o empenho das confederações em discutir alternativas para a normalização do ambiente visando a retomada do crescimento econômico. Neste contexto, acrescentou, a avaliação dos principais segmentos da economia é de que o aumento da carga tributária vai dificultar a capacidade do setor produtivo de sair deste cenário difícil. “O governo precisa pensar a respeito da gravidade do momento que o país está vivendo”, alertou João Martins.

Campanha – Como parte das ações do movimento contra o aumento da carga tributária e o retorno da CPMF, a OAB lançou o site www.agorachega.oab.org.br. Neste endereço, as entidades interessadas em fazer parte desta ação podem aderir à iniciativa pelo endereço econômico ou pelas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram). A programação também prevê atos nas 27 unidades da federação e mobilizações no Congresso Nacional.

As informações são da Assessoria de Comunicação da CNA.

0

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.