ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

NZ: pastagens mais secas podem impulsionar as exportações de produtos lácteos dos EUA

O crescimento lento das pastagens em regiões de produção leiteira da Nova Zelândia está aumentando a perspectiva de um fornecimento de leite mais apertado do que o esperado e pode oferecer uma janela para as exportações dos EUA. "Não temos certeza do que isso vai fazer para a produção de leite, mas definitivamente é algo para se ficar de olho", disse Kyle Schrad, vice-presidente de operações mundiais de lácteos e alimentos da INTL FCStone em Chicago.

Índice de Crescimento de Pastagem na Nova Zelândia

O Índice de Crescimento de Pastagem, que mede as condições do pasto e o potencial de crescimento, está próximo ao mais baixo em mais de 21 meses devido ao clima seco na Nova Zelândia - o maior exportador de lácteos do mundo. A medida vai de zero a um e, embora normalmente decline nesta época do ano por motivos sazonais, nas últimas semanas “caiu muito mais significativamente” do que o normal, disse Schrad. Qualquer queda na produção de leite da Nova Zelândia "deve ajudar a reforçar a demanda por exportações dos EUA", disse ele.

As informações são do Bloomberg, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.