ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Melhorar percepção do Brasil no exterior é desafio para ampliar mercado, diz Maggi

Melhorar a imagem para facilitar negócios é o maior desafio do país no exterior acredita o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, que participou na manhã desta quarta-feira (6) da 1ª reunião do Conselho do Programa de Imagem e Acesso a Mercados do Agronegócio Brasileiro (Pam Agro), em São Paulo. O governo brasileiro, segundo ele, precisa enfrentar com firmeza críticas da concorrência e demostrar boas práticas da produção, além do cuidado com o meio ambiente, moeda bem valorizada no mundo atualmente.

“Nós temos muitas coisas boas para mostrar. Essa questão, mesmo, das reservas legais, faz com que o país abra mão de um capital gigante. São custos para a sociedade brasileira e um ativo importante para o mundo”, afirmou. O objetivo do programa Pam Agro é melhorar a percepção de mercados internacionais estratégicos em relação ao agronegócio brasileiro, informando principalmente aos parceiros e aos potenciais parceiros dados relacionados à sustentabilidade, à segurança e à tecnologia empregada no país.

Participaram da reunião o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, e a secretária executiva da Camex (Câmara de Comércio Exterior), Marcela de Carvalho, além de dirigentes de entidades de classe que aderiram ao programa.

Blairo Maggi destacou a importância de abrir novos mercados como forma de compensar a concentração ou dependência de grandes economias. “É preciso olhar para mercados menores. O somatório de vários importadores se torna algo grande e nos deixa mais seguros”, afirmou. O ministro lembrou ainda ser interessante abastecer as embaixadas no exterior com informações relevantes sobre produção e políticas de governo que contribuam para a melhorar o ambiente de negócios e ampliar a participação brasileira na fatia do agronegeócio mundial.

Maggi defendeu uma estrutura “enxuta” na gestão do programa e o foco voltado para o objetivo de atender a necessidade de veicular informações no exterior que favoreçam o aumento das exportações no setor agropecuário.

Angola

Em São Paulo, o ministro Blairo Maggi também participou de reunião bilateral Brasil-Angola, com a presença do ministro da agricultura angolano Marcos Alexandre Nhunga. Os dois países discutem parcerias no âmbito do agronegócio, principalmente em relação à pesquisa e ao desenvolvimento de novas tecnologias. As exportações brasileiras para Angola, de produtos do agronegócio, foram de US$ 185,2 milhões em 2016. As importações somaram US$ 10,7 milhões.

As informações são do Mapa. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.