ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Land O'Lakes apóia decisão da OMC contra Canadá

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 23/07/2001

1 MIN DE LEITURA

0
0
A cooperativa de lácteos dos EUA, Land O'Lakes Inc., deu seu apoio à decisão tomada pela Organização Mundial do Comércio (OMC), que determinou que o sistema de fixação de preços de exportação de lácteos do Canadá consistia em subsídio de exportação. Essa decisão da OMC já tinha conseguido o apoio de praticamente todos os membros do setor leiteiro dos EUA, incluindo a secretária da Agricultura Ann Veneman, e a Federação Nacional dos Produtores de Leite (NMPF).

O Canadá já tinha sido acusado de praticar um sistema ilegal de fixação de preços, e, em 1999, o país reestruturou esse sistema, a fim de adequar-se às normas da OMC. Porém, os EUA e a Nova Zelândia, que acharam que a reestruturação feita não tinha sido suficiente, e que o sistema ainda consistia em subsídios de exportação, entraram com uma ação, junto à OMC, contra o Canadá. Essa ação foi decidida recentemente, a favor dos dois países (veja artigo relacionado).

Segundo membros da Land O'Lakes, o Canadá estava praticando subsídios de exportações, criando uma vantagem injusta nos mercados mundiais para os canadenses sobre os produtores e processadores de lácteos dos EUA. Segundo Jeff Handschke, produtor de leite de New London, Wisconsin, e membro do Comitê de Política e Resoluções da Land O'Lakes, essa determinação da OMC mostra que os processos de negociações funcionam. "Por isso que é importante que a indústria de lácteos dos EUA apoie continuadamente as negociações comerciais", disse ele. "Nós não temos que concordar sempre com cada detalhe dos acordos comerciais, mas esse processo com o Canadá ajudou a melhorar o ambiente do comércio mundial".

Os membros da Land O'Lakes apóiam também a solicitação feita pela Administração Bush, para a formação de uma Jurisdição de Promoção Comercial, que, segundo o presidente dos EUA, George Bush, é essencial para que o país participe efetivamente em novas rodas de negociações do comércio mundial.

Porém, a cooperativa de lácteos ressalta que há outros assuntos que requerem atenção do governo. Um desses assuntos refere-se ao fim das determinações atuais, que permitem que parceiros comerciais dos EUA enviem quantidades irregulares de proteína concentrada do leite (MPC) ao mercado norte-americano, produto que está prejudicando o mercado local de leite desidratado desnatado.

fonte: DirectAg (por Laura Engelson), adaptado por Equipe MilkPoint

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint