ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Laboratórios agropecuários terão R$ 120 milhões para obras de modernização

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 05/06/2013

1 MIN DE LEITURA

1
0
A presidenta Dilma Rousseff anunciou ontem (4) investimento de R$ 120 milhões para ampliar e modernizar os seis laboratórios nacionais agropecuários (Lanagros) do governo federal. O objetivo é garantir que as unidades sejam capazes de produzir diagnósticos mais rápidos e precisos sobre a qualidade dos produtos agropecuários produzidos e exportados pelo país.

"A concorrência do mercado internacional é crescente e extremamente agressiva e não nos permite ter lacunas ou insuficiência na nossa política de sanidade. Quanto mais transparente, firme e segura for a nossa sanidade agropecuária, melhor para os produtores e exportadores brasileiros. Com isso, evitamos constrangimentos que não têm a menor razão de ser nesta etapa do desenvolvimento do país", disse, durante lançamento, nesta terça-feira, do Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014.

A presidenta ressaltou que esse é um tema que preocupa o governo brasileiro e tem impactos nas relações geopolíticas do país. Dilma destacou que agropecuária nacional tem condições de apresentar uma "sanidade respeitada em todo o mundo". Apesar de o Brasil ter classificação de risco "insignificante" para o mal da vaca louca, confirmado na semana passada pela Assembleia Mundial de Delegados da Organização Mundial de Saúde Animal, e ter a maior parte de seu território livre de febre aftosa, com vacinação, os exportadores do país têm enfrentado embargos nos últimos anos de grandes consumidores de carne.

Devido à morte súbita de um animal em Sertanópolis (PR), em 2010, com suspeita de doença neurológica, 17 países e territórios anunciaram algum tipo de restrição a produtos brasileiros de origem bovina. Na avaliação de especialistas, a proibição do uso de rações de origem animal na alimentação dos bovinos brasileiros e o fato de não haver relato de novas suspeitas do mal da vaca louca desde então são fatores de segurança para o consumidor. 

A matéria é da Agência Brasil, adaptada pela Equipe AgriPoint. 

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

RONALDO CARVALHO SANTOS

CURITIBA - PARANÁ - MÍDIA ESPECIALIZADA/IMPRENSA

EM 05/06/2013

Com humildade devemos aplaudir medidas que com seriedade se tomam, ao momento em que estamos sendo alvo de verdadeiras máfias que, organizadas , bem se postam com as ações  próprias  dos meliantes infiltrados em todos os segmentos. Lesa Pátrias expõem ao ridículo o Brasil e suas Autoridades, e ainda a Saúde Pública a riscos, fraudando alimentos e até usando-os como vetores de tráfico de drogas, como do conhecimento com o pescado com recheio de  cocaína  que sairia do Rio Grande do Sul para o exterior. A tomada desta decisão no sentido de reaparelhar os LANAGROS é uma das medidas salutares, mas muito ainda precisa ser feito, como, Escolha Técnica de Agentes Públicos,e seus Gestores, com escopo para o acompanhamento das ações a desenvolver e, eventuais desvios de conduta. Da mesma forma que criticamos , parabenizamos, Que não fique apenas na obstinada e sagrada intenção,
MilkPoint AgriPoint