ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Invasão de leite em pó uruguaio assusta produtor brasileiro

Assustados com a invasão de leite em pó do Uruguai em novembro, quando entraram mais de 10 mil toneladas no Brasil, produtores e parlamentares decidiram reagir contra o que consideram importação predatória ao setor no país. Documento com 30 mil assinaturas foi entregue para a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, pedindo medidas para conter o excesso.

Ao contrário da Argentina, que teve estabelecida cota de 3,6 mil toneladas por mês, não há acordo com os uruguaios. A média mensal vinda do Uruguai nos últimos 12 meses é de 4,4 mil toneladas. Para o produto entrar no Brasil, é necessária guia de autorização de importação do Ministério do Desenvolvimento e guia sanitária do Ministério da Agricultura, que devem ser solicitadas pelos compradores, indústrias ou atacadistas. Enquanto no Uruguai o custo de produção é de US$ 0,30 (R$ 0,14) por litro, no Brasil varia de R$ 0,75 a R$ 0,80.

Neste ano, a alta dos insumos para ração animal, que atingiu setores de aves e suínos, também foi sentida pelos produtores de leite. Presidente da Comissão do Leite da Federação da Agricultura do Estado, Jorge Rodrigues lembra que o Rio Grande do Sul envia cerca de 70% do leite para fora do Estado, onde os uruguaios competem. Apesar da maior oferta, não há baixa de preços para o consumidor, avisa o secretário executivo do Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado (Sindilat), Darlan Palharini. Para o dirigente, o aumento de volume pode ter ocorrido por algum negócio de ocasião para importadores.

Sem um acordo estabelecido de cotas, os uruguaios praticamente dobraram o envio de leite em pó para o Brasil no mês de novembro se comparado com outubro (volume em mil toneladas):

Janeiro: 6,22
Fevereiro: 3,65
Março: 2,64
Abril: 2,80
Maio: 4,74
Junho: 2,06
Julho: 2,32
Agosto: 4,33
Setembro: 5,96
Outubro: 5,56
Novembro: 10,08

A matéria é do Zero Hora, adaptada pela Equipe MilkPoint.

9

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCIO VIQUE LOPEZ

LAGOA FEIA - RIO DE JANEIRO - TRADER

EM 02/02/2013

o leite uruguay e o melhor do mundo prefiro dar esse ao meu filho que o leite queimado de ma qualidade brasileiro
WILHAN FERNANDES

TRÊS MARIAS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/01/2013

aff...


que pai´s é esse...


ja dizia o pooeta


e faço das palavras de meu amigo acima as minhas..
MARCELO

CAMPINA DA LAGOA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/01/2013

Destruir uma cadeia produtiva para salvar outra não é a solução. Alimento é questão de segurança nacional. O que lutamos contra é o Dumping. Competimos para ganhar com qualquer produtor de leite do mundo, mas desde que seja em iguais condições. Então Rodrigo, pense um pouco antes de falar.
CINTIA KUMAMOTO

BURITIS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/01/2013

falta organização no setor. Quando uma montadora ameaça demitir 200 funcionários o governo rapidamente toma alguma atitude. Já nós produtores, a grande maioria fica no curral (dentro da porteira) e na porta da cooperativa reclamando sem tomar uma atitude.
GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 31/12/2012

Prezados Senhores: Acho que a Presidente Dilma ou o ex-Presidente Lula deveriam concorrer às próximas eleições no Uruguai ou na Argentina, porque defendem tanto aos nossos "hermanos" que até parece que as nações deles são aqueles países e, não, o Brasil. Política exterior inexistente, pífia, canibalista, que, certamente, está a fazer expoentes, como o Barão do Rio Branco e Rui Barbosa, revirarem-se em seus túmulos. Se gostam tanto do Hugo Chaves, deveriam imitá-lo nisto - ao menos, ele defende seus compatriotas com unhas e dentes contra situações como estas e, não, como temos visto nestes últimos dez anos, deixar que o produtor pátrio seja esmagado pelo comércio triangulado de outros povos.


GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO


FAZENDA SESMARIA - OLARIA - MG


=HÁ SETE ANOS CONFINANDO QUALIDADE=
RODRIGO FONSECA

ARACAJU - SERGIPE - ESTUDANTE

EM 31/12/2012

Isso é bom para o CONSUMIDOR. Que é a vasta maioria. Nós exportamos carros para os uruguaios e importamos leite. Quem se beneficia? Todos! Se erguessemos barreiras contra o leite dos uruguaios e estes fizessem o contra os carros brasileiros quem se prejudicaria? Todos! Tanto o consumidor de leite no Brasil, o consumidor de carros no Uruguai e os produtores de leite e carros nos respectivos países. Não podemos deixar que uma pequena minoria de produtores de leite atropele os interesses da maioria dos consumidores, que sentem no bolso o alto custo do leite brasileiro.



Este patriotismo é só uma desculpa para defender produtores incompetentes. Patriotismo de verdade é querer o melhor para TODA a população.
LUIZ CARLOS DE FREITAS

IBIÁ/ MG - MINAS GERAIS

EM 28/12/2012

a situação dos produtores brasileiros esta dificil, e esta importação de leite desenfreada esta destabilizando o setor leiteiro brasileiro.


HERMENEGILDO DE ASSIS VILLAÇA

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 27/12/2012

<   Se não tomarmos cuidado,os gringos vão nos engolir e irão acabar com os autenticos produtores de leite.


Espero que tanto o governo, quanto a CNA, abram  o bico;pois isto está cheirando uma grossa SAFADEZA, e  falta de PATRIOTISMO. E a indústria, será tão santinha como muitos(urbanos) imaginam que seja?
ROSANA DO CARMO RODRIGUES MASSAMBANI

APUCARANA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/12/2012

Com 10,08 ton de leite entrando no Brasil no mês de novembro os Uruguaios devem estar contando com a ajuda de nossos HERMANOS Argentinos.