ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Indústrias lácteas do EUA pedem a Trump que resolva as políticas protecionistas do Canadá

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 18/01/2017

2 MIN DE LEITURA

0
0
Em uma carta ao presidente eleito, Donald Trump, grupos da indústria de lácteos dos EUA disseram que as políticas comerciais "protecionistas" do Canadá são intencionalmente projetadas para bloquear as importações do país e violam diretamente o compromisso assumido no Tratado de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA) e na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Esta é a segunda carta que a indústria de lácteos dos EUA escreveu para Trump desde que foi eleito para o cargo, pedindo para ele aja sobre as políticas comerciais "inaceitáveis" do Canadá. Na carta, os líderes da Associação Internacional de Alimentos Lácteos (IDFA), Federação Nacional de Produtores de Leite (NMPF), Conselho de Exportações de Lácteos (USDEC) e Associação Nacional de Departamentos Estaduais de Agricultura (NASDA) disseram que o Canadá já impõe "tarifas exorbitantes” sobre as importações e que apenas um acesso limitado ao mercado canadense é concedido pelo NAFTA.

Uma preocupação particular é a Estratégia Nacional de Ingredientes do Canadá, que permite que os processadores de lácteos canadenses comprem leite doméstico a preços mais baixos do que o sistema nacional de gestão da oferta. Os grupos de lácteos dos EUA disseram que isso permite que os processadores no Canadá comprem domesticamente e reduzam as importações de leite.

Os grupos de lácteos dos EUA delinearam e quantificaram o prejuízo que isso poderia ter para a economia dos EUA. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), US$ 1 bilhão de exportações de produtos lácteos dos EUA geram mais de 20 mil empregos para os americanos e quase US $ 3 bilhões na produção econômica.

Os grupos de lácteos disseram que alguns fornecedores de leite dos EUA estão relatando receitas e empregos em declínio para os produtores de leite e processadores. "Esse impacto negativo é conservadoramente estimado em US$ 150 milhões de exportações de leite ultrafiltrado sendo perdidas por empresas em Wisconsin e Nova York, que são altamente dependentes do comércio com o Canadá. De fato, toda a indústria de lácteos dos EUA está sendo prejudicada, já que os preços do leite estão sendo reduzidos nacionalmente pelas ações comerciais do Canadá ", disseram os grupos.

"Isso tem um impacto ainda maior sobre os produtores e processadores de leite dos Estados Unidos. Outro grande volume de leite em pó desnatado será forçado a entrar no mercado global, o que resultará em uma nova queda nos preços – afetando negativamente os rendimentos dos produtores de leite ao redor do mundo".

Robert Lighthizer, candidato da Administração Trump para o Representante Comercial dos EUA, foi copiado na carta, juntamente com os líderes e membros dos comitês agrícolas da Câmara e do Senado. 

Leia também: 

Organizações de lácteos obtêm suporte internacional objetivando refutar o protecionismo canadense

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint