ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Indústria prefere pagar menos do que trabalhar com EGF

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 12/02/2004

1 MIN DE LEITURA

0
0
A crise do setor leiteiro ultrapassa os contornos dos problemas gerados pela decadência da Parmalat. Segundo o presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite (CNPL) da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Rodrigo Alvim, há produtores mineiros, principalmente da região da Zona da Mata, recebendo até R$ 0,15 por litro. "Neste ano, a indústria apelou".

Ele explicou que boa parte das indústrias e das cooperativas prefere não utilizar os recursos do Empréstimo do Governo Federal (EGF), que prevê preços mínimos de R$ 0,38 por litro de leite, para comprar o produto por valores menores. Segundo Alvim, caso se repita o resultado da safra passada, a sobra pode chegar a 1,2 bilhão de litros de leite.

A Associação de Produtores de Ribeiro Junqueira, distrito de Leopoldina, na Zona da Mata, foi uma das únicas privilegiadas em receber o pagamento da Parmalat em janeiro e, apesar do agravamento da crise da multinacional, continuam fornecendo leite para a empresa. "O representante da Parmalat aqui na região disse que a empresa priorizará o pagamento de quem está entregando leite com o dinheiro da venda das mercadorias. Disseram que dá para pagar janeiro e fevereiro e ainda sobra. O pessoal ficou com medo de mudar e não receber", explicou o presidente da associação que fornece 8,5 mil litros de leite por dia para a fábrica da Parmalat em Itaperuna (RJ), Marco Aurélio Pimentel.

Fonte: Estaminas/Superávit (por Karla Mendes), adaptado por Equipe MilkPoint

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint