ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Indústria aposta em alimentos funcionais

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 05/01/2010

2 MIN DE LEITURA

0
0
Alimentos que prometem bem-estar e benefícios à saúde são aposta das gigantes para ganhar espaço no mercado brasileiro.

A missão de Ricardo Vasques, diretor de marketing da Danone no Brasil, é fazer a empresa duplicar de tamanho no Brasil em quatro anos. Em 2008, a empresa cresceu 36%. Em 2009, a previsão é que ultrapasse os 30%. O crescimento da empresa passa por um setor que esbanja saúde: o de alimentos funcionais, produtos que promovem algum efeito benéfico, além de nutrir.

Em 2009, a Danone fez seu maior investimento no lançamento de Actimel, uma bebida fermentada à base de leite que fatura € 1,2 bilhão no mundo. O Actimel foi lançado na Europa em 1994, sob a promessa de reforçar o sistema imunológico do consumidor regular.

"Investimos R$ 50 milhões em marketing e com adaptações na fábrica", diz Vasques. Na unidade industrial de Poços de Caldas, em Minas Gerais, há uma linha exclusiva para produzir a bebida láctea. "Queremos transformar o Actimel no segundo Activia", afirma o executivo.

A marca de iogurte serve como inspiração para a multinacional por bons motivos. Activia transformou a Danone em líder de mercado no segmento de alimentos funcionais. Esta já é a maior marca do mundo da fabricante francesa. Há cerca de um mês, alcançou € 2,5 bilhões em faturamento global.

Desde seu lançamento no Brasil, em 2004, o mercado nacional de Activia cresceu em média 50% ao ano. A campanha de comunicação ousada, prometendo o dinheiro de volta ao consumidor caso o efeito não seja eficaz, gerou polêmica mas potencializou as vendas.

A Activia conquistou 14 milhões de consumidores, com aumento de 45% nas vendas e de 50% na produtividade em 2008. Entre 2006 e 2008, o crescimento foi de 96%. Em 2009, cresceu 15%. Neste ano, Activia ganhou três novas versões, além do sabor uva verde light, criado a partir de uma enquete com consumidores.

Para a Unilever, 2009 também foi um marco. A fabricante pioneira em fitoesteróis, substâncias que auxiliam na redução da absorção do colesterol, transformou a margarina Becel em bebida. O creme vegetal Becel Pro.Activ, primeiro alimento funcional aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ganhou versões em duas novas categorias: iogurte e e a bebida láctea.

"Demos um grande passo em 2009, lançando leite e produtos refrigerados. Isso foi possível a partir da parceria com a marca Batavo, da Perdigão, que já domina a operação de distribuição de alimentos refrigerados", afirma a gerente de marketing da Becel, Fernanda Pereira.

A Unilever aproveitou a força da marca Becel, fortemente associada ao conceito de saúde, para aumentar o portfólio e conquistar novos mercados.

Quem também apostou na redução do colesterol em 2009 foi a Nestlé, que criou uma versão funcional para seu tradicional leite Molico. O Molico ActiCol também tem fitoesteróis como os da Becel, que auxiliam na redução da absorção do colesterol ruim.

A matéria é de Denise Barra, publicada no jornal Brasil Econômico, resumida e adaptada pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint