ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Governo da Argentina paga novos subsídios aos produtores de leite

O governo da Argentina oficializou na última quarta-feira (16) o pagamento de novas compensações para os produtores de leite. Por meio das resoluções 34 e 35 do Ministério de Produção, ordenou que sejam pagos quase 84 milhões de pesos (US$ 5,73 milhões).

Em janeiro, o presidente argentino, Mauricio Macri, anunciou subsídios de 40 centavos (2,72 centavos de dólar) por litro nos primeiros 3.000 litros produzidos durante janeiro, fevereiro e março. Para realizar os pagamentos, estão sendo consideradas as produções obtidas de outubro a dezembro de 2015.

Governo comprará leite

No início desse mês, o ministro da Agroindústria da Argentina, Ricardo Buryaile, anunciou que o Governo comprará o excesso de leite que o setor industrial tem para a exportação. A medida pretende melhorar os preços recebidos pelos produtores e dessa maneira, o governo espera também desativar um possível protesto do setor.

Estima-se que as usinas leiteiras se encontrem com excesso de estoques de 20.000 a 30.000 toneladas e que se trata, junto com a queda dos preços internacionais, de um dos fatores que impedem a melhora dos preços ao produtor. “Vamos intervir na compra direta de leite”.

O Governo buscará um destino para colocar essa mercadoria e a operação não representaria nenhum custo, já que apenas atuaria para colocar os excedentes em algum mercado externo. Uma das possibilidades é usar o leite para pagar a dívida energética com a Venezuela.

SanCor

A companhia de lácteos argentina, SanCor, assinou nessa semana um novo acordo com o governo da Venezuela, de venda de 40.000 toneladas de leite em pó. Essa notícia era muito esperada, dado que a finalização do acordo anterior tinha preocupado os membros da cadeia de lácteos, já que em um momento como esse, onde sobra leite, a possibilidade de perder um mercado tão demandante poderia repercutir de maneira muito negativa sobre um negócio que já está em crise.

O governo argentino não atuou como gestor desse acordo, que é exclusivo entre a empresa e os responsáveis do governo venezuelano para esse tipo de negociações.

Protesto

Várias entidades do setor de produção de leite da Argentina confirmaram que iniciarão uma manifestação nesta segunda-feira, dia 21 de março, em Rafaela, Santa Fé, e em Villa María, Córdoba, com a possibilidade de que se amplie a outros pontos do país. “Estamos reclamando medidas urgentes”, disse Carlos Baravalle, da Federação Agrária Argentina (FAA). “O produtor continua recebendo 2,50 pesos (US$ 0,17) por litro há dois anos, enquanto os preços nos supermercados não param de aumentar. Pedimos que haja uma distribuição mais equitativa”.

Em 18/03/16 – 1 Peso Argentino = US$ 0,06824
14,6463 Peso Argentino = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

Leia também:

Novo presidente da Argentina implementa subsídios ao setor de lácteos

Governo argentino cogita usar leite em pó para pagar dívida energética com a Venezuela

As informações são do La Nación e do Infocampo, traduzidas e resumidas pela Equipe MilkPoint. 

 

3

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

DARLANI DE SOUZA PORCARO

MURIAÉ - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 29/03/2016

A quí, não precisa ter subsídios , bastar o govêrno, principalmente o Estado,  retirar , ou diminuir as alícotas , que entram no prêço final dos produtos lácteos.
REICHARD

PORTO VITÓRIA - PARANÁ - ESTUDANTE

EM 24/03/2016

é interessante governos  pagarem subsideos aos produtores para que possam produzir melhor. bom artigo


ROBERTO JANK JR.

DESCALVADO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/03/2016

Atenção aos interessados e lideranças. Precisamos reavaliar a necessidade da alíquota compensatória, se essa atitude do Macri vier a reviver as praticas desleais de comercio que tanto prejuízo e atraso já causaram á cadeia do leite no Brasil.