ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Fonterra quer produzir um bilhão de litros de leite na China até 2020

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 11/04/2013

3 MIN DE LEITURA

0
0
A gigante do setor de lácteos da Nova Zelândia, Fonterra, planeja expandir suas operações de produção de leite na China de três fazendas para 30 até 2020. Além de exportar produtos lácteos neozelandeses à China, a empresa também ordenha vacas no país, vendendo 30 milhões de litros de leite por ano no mercado local.

A empresa vem operando a partir de uma base em Xangai por mais de 15 anos e tem cerca de 600 funcionários na China, metade deles trabalhando em três fazendas da cooperativa.

O diretor de negócios estratégicos da Fonterra China, Kelvin Wickam, disse que a empresa planeja abrir mais fazendas chinesas no próximo ano. “Nós arrendamos terra, então construímos a infraestrutura e trazemos os animais, que são uma combinação de genéticas dos Estados Unidos e da Nova Zelândia”.

“Cada fazenda tem 5.000 animais com cerca de 3.500 em lactação de forma que não é tão enorme quando comparado com a Nova Zelândia, onde temos cinco milhões de vacas em lactação. Porém, planejamos ter 30 fazendas e um bilhão de litros de leite até 2020”.

Cerca de 85% dos lácteos vendidos na China são produzidos localmente. Wickam disse que a Fonterra tem uma participação “significante” do mercado para produtos lácteos importados. O leite em pó importado da Nova Zelândia está espalhado em toda a cadeia de fornecimento.

“Pode estar em uma barra de chocolate, em iogurtes ou em um leite para beber. Existem muitas bebidas lácteas fermentadas no mercado da China. Alguns desses produtos provavelmente têm leite em pó ou proteína do soro do leite da Nova Zelândia, apesar de terem uma baixa porcentagem de leite de 2% a 3%, com o resto sendo suco”.

As exportações totais de lácteos da Nova Zelândia para a China aumentaram de NZ$ 557,15 milhões (US$ 473,14 milhões) em 2008, ano que o acordo de livre comércio foi assinado, para NZ$ 2,7 bilhões (US$ 2,29 bilhões) no ano passado, a maioria sendo da Fonterra.

No mercado chinês, a Fonterra vende baixos níveis de manteiga Anchor nos supermercados, que Wickam disse que é comprada principalmente por expatriados, queijos processados Anchor, uma fórmula infantil chamada Anmum e uma fórmula especialmente para mulheres grávidas chamada Anmum Materna.
A Fonterra teve um forte crescimento na venda de creme, manteiga de leite e queijos à indústria de serviços alimentícios na China. Wickam disse que o negócio dobrou nos últimos cinco anos e que continuará aumentando em 25% ao ano.

A marca Anlene, produtos com alto nível de cálcio para melhorar a densidade óssea, está sendo bem sucedida em outros mercados do sudeste da Ásia. A marca foi relançada na China há três anos como um produto para fortalecer os ossos, melhorar a mobilidade articular e a saúde dos ossos.

“Estamos aumentando a campanha de divulgação e educando os consumidores, levando máquinas que avaliam os ossos a shoppings para medir a densidade óssea. Você descobrirá, através de informações dietéticas, que muitas pessoas (chinesas) em seus 30 ou 40 anos estão com déficit de cálcio em sua dieta tendo densidade óssea menor que a ideal para reduzir riscos de fraturas ou problemas mais pra frente, a osteoporose. Temos evidências de experimentos clínicos que mostram que o consumo do leite em pó Anlene, regularmente, pode melhorar a densidade óssea”.

Wickam disse que o recente medo relacionado ao dicianodiamida (DCD) prejudicou as vendas na China somente na semana em que as notícias foram divulgadas, voltando ao normal depois. “O medo do DCD foi muito preocupante, mas nunca foi uma questão de segurança alimentar. Traços de resíduos de um fertilizante apareceram em quantidades muito pequenas em produtos no começo da estação da Nova Zelândia e agora foram eliminados.

A reportagem é do https://www.stuff.co.nz, traduzida e adaptada pela Equipe MilkPoint.
 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint