ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Falta de chuva reduziu oferta de leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 21/01/2003

1 MIN DE LEITURA

0
0
O atraso das chuvas no último trimestre de 2002 reduziu ainda mais a oferta de leite em janeiro e, em pleno período de safra, o preço do produto está num dos mais altos patamares dos últimos meses. Ainda assim, os produtores estão no limite entre custo e rentabilidade.

Segundo o pesquisador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP, Leandro Ponchio, as chuvas, que deveriam começar em outubro, só começaram em dezembro. Com isso, os produtores foram obrigados a comprar suplementos alimentares mais caros do que deixar os animais no pasto.

Ao negociarem com os laticínios, os produtores pressionaram. Ou pagavam o preço mais alto, levando em conta o aumento de custo, ou deixariam de produzir. Prejudicados pela falta de leite por causa do próprio clima e da quebra de muitos produtores em 2001, os laticínios foram obrigados a se dobrar e repassar o aumento para seus produtos.
Outro fator que determinou a alta em pleno período de safra foi o dólar, responsável por elevar os preços dos alimentos para os animais, muitos deles atrelados à moeda, diz Ponchio.

Por causa do aumento do custo, quem produzia 500 litros de leite por dia no meio de 2002, para manter seu nível de renda, agora precisa produzir cerca de 650 litros por dia. Segundo Ponchio, muitos produtores, para elevar sua renda, estão deixando de se dedicar exclusivamente à produção de leite e criando também gado de corte.

Segundo o pesquisador, as chuvas, que começaram no fim de dezembro, só devem influenciar o preço do leite a partir de fevereiro ou março. Isso porque o preço pago hoje ao produtor é referente ao produto entregue há um mês.

Hoje não é vantagem para os laticínios importar leite, dado o preço do produto no mercado externo, ainda mais alto que no Brasil. O equivalente a um litro de leite em pó importado custa hoje cerca de R$ 0,63, contra os R$ 0,44 em média pagos pelo litro em São Paulo na semana passada. Daí é impossível combater a escassez do produto com o leite importado.

Fonte: Folha de S.Paulo/Agrofolha (por José Sérgio Osse), adaptado por Equipe MilkPoint

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint