ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

FAESC: preço do leite eleva ganhos do produtor rural

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 03/10/2011

2 MIN DE LEITURA

5
0
O leite retornou ao patamar de uma das atividades rurais que mais renda proporciona aos produtores. O resultado operacional da atividade leiteira é positivo desde maio de 2010, segundo os custos de produção levantados pelo Conselho Paritário Produtor/Indústria de Santa Catarina, o Conseleite.

Na reunião deste mês, o Conseleite/SC estabeleceu o preço de referência para o leite padrão, no mês de agosto/11, em R$ 0,7221/ litro e projetou o preço de referência para setembro/11 em R$ 0,7256/litro. Os valores se referem ao leite posto na propriedade e com o INSS incluso. O preço final de agosto/11 foi 6,6% superior ao preço final de julho/11 (R$0,6771). Para setembro/11, a projeção apresenta um aumento de 0,5% em relação ao preço final de agosto/11.

O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina - FAESC e do Conseleite, Nelton Rogério de Souza, aponta que em 2011 a remuneração do produtor de leite foi expressiva: os preços recebidos pelos produtores, posto na indústria, nos meses de fevereiro, maio e agosto, foram maiores que os custos de produção, respectivamente, 5%, 13% e 15%.

A situação é inédita desde 2008, quando os custos começaram a ser calculados, destacando-se pela margem de lucro do produtor e pelo tempo que a margem se mantém elevada.

O preço médio recebido pela maioria dos produtores catarinenses, no mês de agosto/2011 foi de R$ 0,79 por litro de leite posto na plataforma da indústria, segundo o levantamento sistemático de preços efetuado pelo Epagri-Cepa. Este é o maior preço recebido pelos produtores nos últimos anos. Apesar disso, o preço médio em Santa Catarina situa-se abaixo do preço médio nacional.

De acordo com Nelton de Souza, não há consenso no mercado quanto ao prognóstico de preços para o próximo pagamento.

A maioria dos agentes econômicos vislumbra uma queda no preço do leite, que está sendo entregue neste mês, entre dois e quatro centavos por litro de leite. Outras avaliações convergem para a estabilidade dos preços, com o argumento de que a demanda continua aquecida e os preços praticados no atacado e no varejo estão dando sustentação ao preço do leite em nível de produtor.

Os dados levantados pelo Epagri-Cepa indicam que a produção catarinense, nos meses de maio, junho, julho e agosto de 2011, cresceu, em média, em torno de 10% ao mês. Para setembro/11, no entanto, o crescimento poderá chegar a 15% em relação a agosto/11. Este cenário, em grande parte, pode ser estendido para o Rio Grande do Sul e para o Paraná.

5

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MOISÉS CANDIDO BERNARTT

NOVA AURORA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 12/10/2011

É sabido que o mercado é regulado pela oferta e demanda, e pelo preços praticados com matérias primas para produção de ração,  como milho, soja, além de haver uma necessidade muito grande de outros concentrados para a manutenção da produtividade e do toda a cadeia (bezerros, novilhas). Estes custos são todos absorvidos pelo produtor sem qualquer interferência do governo, como por exemplo aconteça nos USA que subsidia  toda a cadeia produtiva. Assim, com os custos da matéria prima cade vez mais elevados a margem de rentabilidade do produtor fica cada vez mais achatada e não existe qualquer politica agrícola por parte do governo federal que de suporte a produção e/ou traga um mínimo de segurança, estando o produtor nas mãos do mercado.
ANDRÉ LUIZ TEIXEIRA

LORENA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/10/2011

BOM DIA? E ASSIM QUE O PRODUDOR DE LEITE TEM QUE VIVER TUDO PRA TODOS TA BEM SI NAO FOR O PRODUTOR , E O UNICO PRODUTO QUE E DELE + QUEM DA O  PREÇO E O LATICINIO  FAÇA ,SOL;CHUVA;FERIADO E AINDA ESCUTA;TECNICOS TEM QUE TRABALHAR  . E TA RUIM  POIS PIOR NAO FICAAAAAAAAAAAAAAA               
RAFAEL NARLOCH DE ARAUJO

PALMAS - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/10/2011

O preço do litro do leite deveria estar R$1,00 ,pela alta elevaçâo dos custo de Produçâo;     

ex. Fertilizandes,Mão de obra,Raçãos.
WAGNER OLIVEIRA SOUZA

SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/10/2011

A quedo do preço do leite só vai ocorrer se a industrias se unirem em cartel e forçar a baixa. Ja estão argumentando que o mercado está desaquecendo o que é uma mentira. O leite em caixinha está sendo vendido no varejo ( supermercado) do Rio de Janeiro a R$ 2,29, produto de marca inferior. A seca continua castigando as bacias leiteiras de todo o páis e os preços dos insumos continuam nas alturas. A produção está estagnada ou em baixo. Pelo preço acima citado, a margem da industria e dos distribuidores continuam normais ou mesmo altamente positivo. O Preço deveria estar pelo menos R$ 1,00 livre ao produtor.

Wagner Oliveira Souza - Santo Antôni de Pádua - RJ
FABIO PEDRO DA SILVA

CAMANDUCAIA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/10/2011

Gostaria de perguntar ao querido vice-presidente que fez a análise do preço do leite nesses 3 meses citados se ele também acha expressiva os ganhos, ou empates ou até mesmo prejuízos que os produtroes obtiveram nos meses de janeiro,  março, abril, junho, julho e  prejuízos que vem obtendo muitos pequenos produtors que não conseguem sequer pagar pelo alto custo dos insumos para rações e para plantios de silagens de milho, entre sementes e adubação. É necessário que se reveja o valor do preço de leite pago ao produtor, o que é uma vergonha nesse Brasil. Um litro de leite é mais barato que uma "caçhaça", ou que um simples doce(barra de chocolate).
MilkPoint AgriPoint