ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

EUA: Guia Alimentar recomenda maior ingestão de leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 02/05/2011

3 MIN DE LEITURA

2
0
Com objetivo de incentivar o consumo saudável de alimentos, foi lançado nos EUA o Guia Alimentar 2010 (Dietary Guidelines 2010). Produzido pelos Departamentos de Agricultura e Saúde e Serviços Humanos norte-americanos, o estudo estabelece as metas de consumo de cada um dos grupos de alimentos, orienta como melhorar a alimentação das pessoas e, consequentemente, reduzir a obesidade. O Guia deverá ser usado pelo poder público e por profissionais da saúde.

O guia, publicado este ano, é dividido em três tópicos: Balanceamento de Calorias, Aumento de Consumo e Redução de consumo, o que na prática significa comer menos e em menores proporções. Um dos pontos a serem destacados é a recomendação para aumentar a ingestão diária de leite, para que a necessidade de consumo diário de um adulto, que é em média 1000mg, seja atingida.

"As pessoas devem ingerir mais leite desnatado e semidesnatado, pois estes itens contêm até três vezes menos gordura que o integral e mantém todos os nutrientes, inclusive a quantidade de cálcio. Outra opção é consumir derivados lácteos light, entre eles o iogurte e queijos magros, como a ricota ou o tipo cottage, por exemplo", explica Ana Beatriz Barrella, nutricionista da RGNutri Identidade em Nutrição.

O Guia reforça o cálcio como um nutriente importante para a saúde óssea e que contribui para o sistema nervoso, vasos sanguíneos e movimento muscular. Com baixa massa óssea, o indivíduo é mais propenso a ter osteoporose ou outras fraturas. "Todas as faixas etárias são encorajadas a consumir a quantidade adequada, mas o Guia destaca que crianças a partir de nove anos até a adolescência, mulheres adultas, e adultos em geral com idade a partir de 51 anos devem estar ainda mais atentos."

Os dados utilizados pelos profissionais da saúde brasileiros são baseados na Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) e no Guia Alimentar Brasileiro, publicado pelo Ministério da Saúde. A última edição produzida no Brasil é de 2005 e, segundo os estudos, a população deve ser orientada a consumir três porções de leite e derivados diariamente. Por sua vez, o Governo e o setor produtivo devem incentivar a produção, processamento, comercialização e consumo de leite e laticínios com baixos teores de gordura, tornando-os mais acessíveis física e financeiramente a toda a população.

"O Guia Alimentar 2010 deve basear o Guia Alimentar Brasileiro, a ser publicado em breve, já que diversos países da América Latina adotam o levantamento norte-americano como referência para consumo e saúde para sua população", declara Ana Beatriz. "Suas páginas também trazem a consideração de que todos são responsáveis pelas escolhas alimentares, não somente o indivíduo e o Governo, mas também os profissionais de saúde, de comunicação, entre outros."

Diminuir o consumo diário de gorduras saturadas e sólidas para 10% do total de calorias e de sódio para menos de 2.300mg também são tópicos importantes do Guia Alimentar 2010. "Para quem tem a partir de 51 anos ou sofre de hipertensão, diabetes ou doença renal crônica, o consumo de sódio deve ser ainda menor, no máximo 1.500mg por dia", detalha Ana Beatriz.

Preencher metade do prato com legumes e vegetais coloridos - verde-escuros, vermelhos e alaranjados -, ingerir cereais integrais e proteínas saudáveis (peixe) três vezes por semana e beber água no lugar de bebidas açucaradas são outras recomendações relevantes.

Para as pessoas que estão acima do peso ou obesas, o ideal é controlar a ingestão calórica total para gerenciar o peso corporal. Isso significa consumir menos calorias, aumentar a atividade física e reduzir o tempo gasto em comportamentos sedentários. "O mais importante é caprichar na refeição e considerá-la um momento importante do seu dia, além de se dedicar a uma atividade física que dê prazer e que contribua para a vida saudável", finaliza Ana Beatriz.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PAULO SERGIO RUFFATO PEREIRA

RIO BONITO - RIO DE JANEIRO

EM 12/05/2011

Muinto bom o artigo, e principalmente que suas recomendações(como descreve o artigo), serve de base para o nosso Guia Alimentar, que será uma ferramenta importante a infuenciar e orientar positivamente o consumidor , como forma de alimentação saudável e nutritiva, contribuindo para uma mehor qualidade de vida.
LUIZ CHIOCHETTA

PALMEIRA DAS MISSÕES - RIO GRANDE DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 02/05/2011

Excelente a reportagem. Qualidade de vida tem que rimar com qualidade/quantidade dos alimentos e, o leite e seus derivados, devem ter lugar de destaque.
MilkPoint AgriPoint