ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

EUA: FDA começa pesquisa de resíduos no leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 12/01/2012

1 MIN DE LEITURA

0
0
A pesquisa de amostragem de resíduos de drogas antecipada há algum tempo pela Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDA) começou. De acordo com a Federação Nacional de Produtores de Leite (NMPF) do país, a pesquisa envolverá 900 amostras de leite de produtores que abateram vacas leiteiras por violação por resíduos no passado, bem como outras 900 amostras de fazendas leiteiras de forma geral.

A ideia é ver se existe uma correlação entre os resíduos de drogas que podem aparecer nas carcaças de vacas abatidas com aqueles que podem aparecer no leite. Em setembro passado, em uma reunião anual da Associação Americana de Profissionais que trabalham com Bovinos, o oficial do FDA, William Flynn, disse que os reguladores querem saber como os infratores de tecidos de vacas abatidas estão agindo em comparação com a indústria como um todo.

Flynn, que trabalha como vice-diretor de ciências políticas do Centro de Medicina Veterinária do FDA, disse que a pesquisa seria um estudo "cego", significando que os regulamentadores não seriam capazes de relacionar uma amostra de leite com uma fazenda específica. Isso é o que torna a atual iniciativa uma "pesquisa", mais do que uma "ação reguladora".

Há um ano, parecia que o FDA assumiria uma postura mais agressiva, mas a agência voltou atrás e decidiu seguir o caminho da pesquisa ao invés disso. Apesar disso, a NMPF tem algumas preocupações. O FDA estaria usando equipamentos de testes que são de longe mais sensíveis do que os testes convencionais de exame, disse o vice-presidente de assuntos científicos e reguladores da NMPF, Jaime Jonker. Existe potencial para o FDA pegar quantidades mínimas que normalmente não seriam encontrados, incluindo alguns que estão bem abaixo do "nível seguro" estabelecido pelo FDA.

A preocupação da NMPF é como essas quantidades mínimas podem ser interpretadas e reportadas pelo FDA. "Nós continuaremos trabalhando com o FDA para ver se existe uma resolução que pode vir disso", disse Jonker.

A reportagem é do Dairy Herd Management, traduzida e adaptada pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint