ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

EUA: Exportadores de lácteos de olho no mercado de nutrição médica

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 13/04/2012

2 MIN DE LEITURA

1
0
Os exportadores de lácteos dos Estados Unidos tem uma grande oportunidade de aproveitar a crescente demanda em um mercado global de US$ 23 bilhões para produtos de nutrição médica em nações emergentes, como a China, bem como em mercados maduros, como o Japão, de acordo com o Conselho de Exportação de Lácteos dos Estados Unidos (USDEC, sigla em inglês).

A responsável pelo mercado de exportação de ingredientes, Kristi Mika Saitama, disse que as exportações de lácteos dos Estados Unidos em 2011 cresceram em 30% com relação ao ano anterior, para US$ 4.82 bilhões, e atribuiu isso a um crescimento na população mundial e também ao crescimento da classe média em mercados emergentes como China e Sudeste da Ásia.

Segundo ela, alguns dos principais mercados dos Estados Unidos no Sudeste da Ásia cresceram em 4%, o Oriente Médio cresceu em 12%, o México em 16%, a China em 19%. "Portanto, não são somente os produtos que estão crescendo, mas as regiões estão crescendo".

Explicando os principais direcionadores de crescimento para as exportações de lácteos dos Estados Unidos, Saitama disse que os consumidores estão buscando produtos que se adaptem a todos os estágios da vida, de produtos lácteos recombinados para crianças pequenas no Sudeste da Ásia, por exemplo, até produtos visando saúde e bem-estar (como soro de leite e proteínas do leite) para adultos.

"Olhando para o futuro, a população de mais de 65 anos de idade está realmente crescendo e precisaremos de novas soluções nutricionais para combater doenças crônicas, por exemplo, e mudanças no estilo de vida à medida que a população envelhece".

A China é uma boa oportunidade, são mais de 100 milhões de consumidores. O USDEC lembrou das atuais questões de segurança alimentar e a incapacidade de aumentar a produção doméstica rapidamente de forma barata e que os produtores da China podem não suprir a maior demanda. Ao mesmo tempo, os exportadores de lácteos dos Estados Unidos ganharam uma vantagem competitiva nos últimos anos, se envolvendo com clientes em importantes mercados para explicar os benefícios dos produtos, disse Saitama.

"No ano passado, fizemos seminários no Japão e na Coreia, destacando os últimos benefícios nutricionais da proteína do soro do leite, especificamente focados em alguns dos novos estudos referentes ao controle de peso".

"Quando éramos relativamente recém-chegados no estágio de exportação, nós simplesmente aproveitamos a chance de introduzir a indústria de lácteos dos Estados Unidos aos clientes estrangeiros. Agora, podemos ter uma abordagem bem mais profunda de realmente nos envolver com os clientes estrangeiros no que se refere a ideias de inovação de produtos".

Uma das histórias de sucesso da indústria de lácteos dos Estados Unidos foi a da proteína do soro do leite, disse Saitama (450.479 toneladas), com aproximadamente dois terços do soro do leite produzido no país sendo exportado, impulsionando um crescimento de cerca de 38% desde 2006, apesar de o relatório do USDEC mostrar volumes estáveis de vendas em 2011 devido à crescente demanda interna.

"Os Estados Unidos estão particularmente bem posicionados para o crescimento - porque há uma oferta crescente e tudo, desde soro de leite adoçado até produtos altamente concentrados de proteína. Nosso grande portfólio realmente nos torna únicos".

A reportagem é do Dairy Reporter, traduzida e adaptada pela Equipe MilkPoint.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOÃO PAULO ANTONELLO

PASSO FUNDO - RIO GRANDE DO SUL - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 16/04/2012

Com o melhor aproveitamento dos alimentos se têm conseguido diminuir agressões ambientais, alimentar mais pessoas e ainda impulsionar economias. O aproveitamento do soro de leite pelas industrias de laticínios tem contribuído muito bem aos negócios, pois além serem produzidos produtos de qualidade ao consumidor, têm diminuído o lançamento de efluentes. Com isso indústrias que estavam sendo puxadas ao fundo do posso por uma força chamada "tratamento de esgoto" agora tem essa mesma força alavancando a produtividade e lucratividade.
MilkPoint AgriPoint