ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Embrapa tenta fomentar produção orgânica de leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 16/08/2001

1 MIN DE LEITURA

0
0
A unidade de pesquisas com gado de leite da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em Coronel Pacheco (MG), vai realizar um projeto para identificar as potencialidades e viabilizar a produção orgânica de leite no País, devido ao crescente interesse por produtos orgânicos. Com início marcado para janeiro do próximo ano, o trabalho pode ser contemplado com verba de R$ 400 mil do Banco Mundial (Bird), a ser repassada pelo Projeto de Apoio ao Desenvolvimento de Tecnologia Agropecuária para o Brasil (Prodtab).

O levantamento vai contemplar todas as propriedades do País. As pesquisas de campo para produção de alimentos orgânicos destinado ao gado e cuidados sanitários com o rebanho, serão realizadas nas bacias leiteiras situadas nas regiões da Mata Atlântica e do Cerrado brasileiro.

O projeto da Embrapa está baseado na perspectiva de crescimento do consumo de produtos orgânicos no mercado nacional e internacional, que tende a ganhar espaço ainda maior nos próximos anos. Segundo Luiz Januário Magalhães Aroeira, veterinário da Embrapa Gado de Leite e coordenador do projeto, além de identificar as potencialidades para implementar ações, o programa de produção orgânica pode vir a ser uma alternativa para agregar valor ao leite.

O trabalho terá como sede a Embrapa Gado de Leite, em Coronel Pacheco (MG), mas terá uma base experimental em uma fazenda da Agência Rural de Goiás. A conclusão do programa Produção Orgânica de Leite está prevista para o início de 2005. Um dos principais objetivos do trabalho é identificar formas de viabilizar a cultura orgânica de alimentos destinados ao gado. Para uma fazenda ser certificada como produtora de leite orgânico, 85% do alimento dos animais precisam ser produzidos no local. Outra meta do programa é avaliar técnicas fitoterápicas para controle sanitário do rebanho, principalmente em relação ao controle de carrapatos e de doenças como a mastite.

Para se converter uma fazenda de gado de leite tradicional em uma propriedade de produção de leite orgânico são necessários 2 anos. Apesar de os custos de implantação do processo orgânico serem mais elevados, a atividade é beneficiada pelo maior preço obtido pelo produtor - que chega a ser 3 vezes superior ao do leite tradicional - além do fato de a propriedade se tornar auto-produtora de alimentos para o gado também contribuir para viabilizar economicamente a atividade, pois elimina a compra de ração e outros insumos destinados à alimentação do rebanho.

fonte: Gazeta Mercantil (por Rodrigo Rievers de Almeida), adaptado por Equipe MilkPoint

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint