ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Conheça José Luiz Moraes Vasconcelos, um dos finalistas do Prêmio Impacto 2015

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 13/07/2015

2 MIN DE LEITURA

0
0
Estamos na segunda fase de votações para o Prêmio Impacto MilkPoint 2015, que tem como objetivo valorizar profissionais que contribuem para a melhoria da atividade leiteira no Brasil.

Os 5 finalistas foram escolhidos entre 16 profissionais de destaque, por votação aberta no site. As votações da segunda etapa terminam no dia 23 de julho, às 9h00, e o vencedor será conhecido durante o Interleite Brasil, que acontecerá em Uberlândia/MG, nos dias 4 e 5 de agosto.

Conheça um pouco mais sobre o trabalho de José Luiz Moraes Vasconcelos, um dos finalistas.


José Luiz Moraes Vasconcelos
é Médico Veterinário, mestre em produção animal pela UFMG, doutor pela UNESP Jaboticabal, e professor na UNESP Botucatu. Como pesquisador, estuda a eficiência reprodutiva de bovinos de leite e corte e teve parte de sua formação profissional realizada no Dairy Science Departament da University of Wisconsin, USA. Tem realizado pesquisas que colaboram com a divulgação e disseminação da utilização dos protocolos de inseminação artificial em tempo fixo em gado de leite e corte em todo o território nacional.


Que atividades desenvolve atualmente?
José Luiz M. Vasconcelos:
Nosso foco é aumentar a eficiência reprodutiva de bovinos, emprenhar as vacas mais rapidamente. Neste sentido, continuamos fazendo pesquisas que visam melhorar os protocolos de sincronização da ovulação e também avaliar fatores que podem interferir na concepção e manutenção da gestação, como o efeito da mastite, da resistência à insulina, de problemas periparto e, principalmente, os efeitos do estresse térmico na produtividade de rebanhos leiteiros.

Quais suas principais contribuições para o setor lácteo nos últimos anos?
José Luiz M. Vasconcelos:
Acredito que a maior contribuição foi na formação de técnicos comprometidos em melhorar os resultados das fazendas através do seu trabalho e do seu comprometimento, independente se trabalham em pesquisa, indústria ou de forma autônoma.

Como a assistência técnica pode contribuir para o desenvolvimento da atividade?
José Luiz M. Vasconcelos:
A assistência técnica é vital para o desenvolvimento da atividade, pois leva o conhecimento produzido para ser aplicado. Temos trabalhado neste sentido através do GRUPO GERAR, formado por veterinários que trabalham com eficiência reprodutiva em gado de leite. São reuniões semestrais, nas quais discutimos os resultados obtidos e definimos projetos a serem desenvolvidos de acordo com as necessidades do grupo. Acredito ser um bom exemplo de integração Universidade / Indústria / Técnico / Produtor.

Mesmo se você não votou na primeira fase, você pode participar da segunda etapa de votação, que se estenderá até o dia 23/07 às 09h00.
A indicação da 2ª fase é independente da primeira, isto é, a contagem de votos foi zerada, e é você quem indicará novamente o merecedor do prêmio, votando entre os cinco candidatos.

Clique aqui para votar!

Esse prêmio é uma iniciativa do MilkPoint, mas só foi viabilizado pelo apoio da Itambé como patrocinadora Master.

Participe e ajude a valorizar o trabalho técnico no setor!

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint